Ir para o conteúdo

#BlogueDoSouza

Tela cheia

BlogueDoSouza

3 de Abril de 2011, 21:00 , por Desconhecido - | No one following this article yet.
Licenciado sob CC (by)

Democratização da Comunicação, Reformas de Base e Direitos Humanos.


Anulação do julgamento da AP 470/STF: debate na ABI com juristas, jornalistas, movimentos sociais e militantes. Convidado especial, José Dirceu

28 de Janeiro de 2013, 22:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Será às 19 horas da próxima quarta-feira, dia 30, na sede da Associação Brasileira de Imprensa, à rua Araujo Porto Alegre, 71, Centro do Rio, a realização de um evento que pretende mostrar para a sociedade brasileira os erros que, segundo seus organizadores, foram cometidos ao longo do processo que julgou e condenou, no Supremo Tribunal Federal, os acusados na Ação Penal 470, conhecida como a do "mensalão petista". Tal evento consistirá de um amplo debate do qual participarão livremente qualquer cidadão interessado e para o qual foram confirmadas as presenças da jornalista Hildegard Angel, militante dos Direitos Humanos, da integrante da Executiva Estadual do PT, Fernanda Carísio, ex-presidente do Sindicato dos Bancários do Rio, do jornalista Raimundo Pereira, editor da revista Retrato do Brasil, do advogado Adriano Pilatti, professor da PUC-Rio e do jornalista Altamiro Borges, coordenador do Centro de Estudos de Mídia Alternativa Barão de Itararé, assim como, na...

Visite o sítio para continuar a ler esta e outras matérias tendo como alvo a democratização da comunicação, as reformas de base e os direitos humanos no Brasil.



Nova lei da TV por Assinatura: conteúdo nacional, realidade ou ficção?

28 de Janeiro de 2013, 22:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Considerada pela sociedade civil o primeiro passo em direção ao tão necessário Marco Regulatório das Comunicações, a nova lei da TV por Assinatura estabelece os termos dos serviços de telecomunicações de interesse coletivo prestado em regime privado.  Em que pese a vitória dos movimentos sociais após cinco anos de luta, uma das principais determinações da lei - a instituição de cotas de programação de conteúdo nacional e independente e de canais de programadoras independentes nacionais -, infelizmente segue deturpada.  Coincidentemente na semana em que programadoras nacionais credenciadas para cumprimento das cotas tornam público que operadores pagam pela veiculação valores abaixo do mínimo necessário para a manutenção de um canal. A justificativa apresentada por quatro diferentes grupos de operadoras (Vivo TV, Oi TV, CTBC e DTH Family) para o não carregamento de canais de cotas inclui, entre outras coisas, "altos preços" cobrados pelos canais credenciados e...

Visite o sítio para continuar a ler esta e outras matérias tendo como alvo a democratização da comunicação, as reformas de base e os direitos humanos no Brasil.



Democratização da Comunicação: Portaria viabiliza duas emissoras de TV Comunitária sinal aberto e digital em cada município brasileiro

24 de Janeiro de 2013, 22:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Alberto Mejía TVC-RJ Portaria cria Canal da Cidadania: serão duas emissoras comunitárias por município em sinal aberto Após muita expectativa das entidades que participam das emissoras comunitárias no Brasil, finalmente saiu a regulamentação do Canal da Cidadania, uma emissora em sinal aberto, que poderá ser captada por todas as TVs com o processo de digitalização. O Ministério das Comunicações publicou no dia 18 de dezembro a portaria nº 489/12, regulamentando o Canal da Cidadania, previsto no decreto que criou o Sistema Brasileiro de TV Digital (5820/2006). Como o sinal digital ocupa menos espaço no espectro eletromagnético, será possível a veiculação de pelo menos quatro faixas de programação no referido canal. Ou mesmo cinco: "A Secretaria de Serviços de Comunicação Eletrônica poderá, a qualquer tempo, determinar a inclusão de uma quinta faixa destinada à programação de órgãos e entidades vinculados a União...”(Artigo 4.2.3). Serão duas faixas com programação produzida por...

Visite o sítio para continuar a ler esta e outras matérias tendo como alvo a democratização da comunicação, as reformas de base e os direitos humanos no Brasil.



Democratização da Comunicação: América Latina segue o debate, sem o Brasil

22 de Janeiro de 2013, 22:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Presidente de México, Enrique Peña Nieto Depois de Venezuela, Argentina, Bolívia e Equador, agora o México anuncia a criação de uma nova lei para a telecomunicação. O Brasil segue ausente, deste que, na América Latina, é um dos debates mais importantes da atualidade: o Marco Regulatório das (tele)comunicações. O Brasil, embora considerado o principal líder político e econômico dos países da América Latina e a 6ª potência mundial, mais uma vez fica para trás no debate da regulação das comunicações. Na última semana, foi a vez do governo mexicano anunciar o envio para o parlamento de um novo projeto de lei para as telecomunicações. De acordo com o governo mexicano, essa seria a única forma de combater o difícil acesso à telefonia celular e a radiodifusão e de fortalecer a capacidade do órgão antimonopólio e  estabelecer tribunais para agilizarem as constantes disputas legais. O país entra agora para a lista de governos latino-americanos como Venezuela,...

Visite o sítio para continuar a ler esta e outras matérias tendo como alvo a democratização da comunicação, as reformas de base e os direitos humanos no Brasil.



Democratização da Comunicação na América Latina: Argentina e Uruguai editam Lei dos Meios. No país do plim-plim, nenhum avanço.

7 de Janeiro de 2013, 22:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

José (Pepe) Mujica A Lei dos Meios na Argentina teve seu modelo seguido pelo Uruguai, que decidiu colocar um freio nos monopólios de comunicação do país. A Secretaria de Comunicação da Presidência do governo José Mujica, editou um decreto nesta quarta (02) e limitou a quantidade de afiliadas que podem ter as empresas privadas de televisão. Por La diversidad, evitando oligopolios, diz a Secretaria de comunicação em seu site oficial.  O decreto limita a 25% o total de domicílios que uma empresa pode alcançar em todo o país e a 35% em cada território. “Sem afetar direitos adquiridos, se entende necessário limitar a participação no mercado de operadores de televisão para afiliadas, evitando a geração de monopólios e oligopólios”, pontua. O decreto recorda que, no início, o mercado de serviços de televisão para afiliados se constituiu com base no princípio de territorialidade. Mas, atualmente, esse mercado está dominado por operadores que, em sua...

Visite o sítio para continuar a ler esta e outras matérias tendo como alvo a democratização da comunicação, as reformas de base e os direitos humanos no Brasil.



Tags deste artigo: democratização da comunicação direitos humanos marco civil da internet reforma política comissão da verdade reforma tributária reforma agrária pne projeto de lei da mídia democrática auditoria cidadã reforma urbana reforma do judiciário lei de acesso à informação discriminação racial portadores de necessidades especiais homofobia lei de meios plano nacional de educação Lula Livre Lula preso político golpe de 2016 privatização Guerra Híbrida lava jato Tacla duran petrobras Gleisi Hoffmann Eleições 2018 papa francisco

Lula Souza

Gleise Hoffmann

Tacla Duran

Pimenta e Damous

EUA no Golpe

Guerra Híbrida no BR

Este Impeachment é golpe!

#BlogueDoSouza

  • 100 usuários
  • 31 comunidades
  • 800 tags
  • 3,2 mil comentários
  • 98 mil acessos