Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Amazon e GM negociam parceria para investimento em fabricante de picapes elétricas

13 de Fevereiro de 2019, 13:20 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 30 vezes

O acordo daria à Amazon e à GM participações minoritárias na Rivian, disseram as fontes. A transação daria um grande impulso para a startup de Plymouth, com sede em Michigan, que aspira a ser a primeira montadora do mercado dos EUA com uma picape elétrica.

Por Redação, com Reuters – de Nova York/Tóquio/Cidade do México

Amazon.com e General Motors estão em conversas para investir na Rivian Automotive, em um acordo que avalia a fabricante de picapes elétricas dos Estados Unidos entre US$ 1 bilhão e US$ 2 bilhões , disseram fontes próximas do assunto.

Amazon e GM negociam parceria para investimento em fabricante de picapes elétricas Rivian

O acordo daria à Amazon e à GM participações minoritárias na Rivian, disseram as fontes. A transação daria um grande impulso para a startup de Plymouth, com sede em Michigan, que aspira a ser a primeira montadora do mercado dos EUA com uma picape elétrica.

Se as negociações forem concluídas com sucesso, um acordo pode ser anunciado já neste mês, disseram as fontes.

– Nós admiramos a contribuição da Rivian para um futuro de emissões zero e totalmente elétrico –disse a GM em comunicado, mas sem comentar especificamente qualquer eventual discussão com a Rivian.

Representantes da Amazon e da Rivian não se pronunciaram.

A parceria com a Rivian é negociada em um momento em que a rival de carros elétricos Tesla tenta estabilizar a produção e entregar resultados consistentes enquanto lança seu o sedã Model 3.

O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, disse a investidores em agosto que uma picape elétrica é “provavelmente minha escolha favorita para o próximo produto” da empresa, embora tenha falado apenas sobre um potencial lançamento, dizendo que isso aconteceria “logo depois” do modelo Tesla Y, que a empresa tem como objetivo iniciar a produção em 2020.

Desenvolvedora de mapas japonesa

A plataforma japonesa Dynamic Map Platform anunciou nesta quarta-feira que planeja comprar a Ushr, de Detroit, por até US$ 200 milhões , numa tentativa de ampliar sua presença geográfica no florescente mercado de carros.

A Dynamic Map Platform conta com Toyota, Nissan e Honda entre as sócias, enquanto a Ushr fornece dados de mapeamento 3D para a General Motors.

A medida acontece com as montadoras japonesas tentando desafiar os rivais chineses e o Google no mapeamento.

Para a aquisição, a Dynamic Map Platform anunciou que levantaria 22 bilhões de ienes (US$ 198,9 milhões) de investidores, incluindo de dois acionistas atuais- do fundo estatal japonês INCJ, e da Mitsubishi Electric.

– Através da combinação, seremos capazes de oferecer aos fabricantes de equipamentos automotivos uma solução abrangente de mapeamento de alta definição para os mercados norte-americano e japonês, com a capacidade de expandir globalmente no futuro – disse Tsutomu Nakajima, chefe da Dynamic Map Platform.

América Móvil

A América Móvil teve lucro líquido de 10,7 bilhões de pesos (US$ 541,7 milhões ) no quarto trimestre, revertendo prejuízo do mesmo período do ano anterior, quando oscilações cambiais prejudicaram os resultados da companhia.

A maior empresa de telecomunicações da América Latina em número de assinantes, controladora do grupo Claro no Brasil, teve receita de 262,3 bilhões de pesos, ligeiramente abaixo dos 263,9 bilhões de pesos do mesmo período de 2017.

Analistas esperavam que a receita caísse ligeiramente devido ao enfraquecimento das moedas latino-americanas em relação ao dólar durante o trimestre, encerrado em dezembro.

No entanto, o resultado da América Móvil superaram levemente as expectativas dos analistas, com lucro líquido de 10,1 bilhões de pesos e receita de 256 bilhões de pesos, segundo pesquisa da agência inglesa de notícias Reuters.

A América Móvil disse que os clientes de banda larga e de telefonia celular são os principais responsáveis por seu desempenho. A receita de serviços de vídeo sob demanda caiu 2,5 %  no período, afirmou a empresa.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/amazon-gm-negociam-parceria-investimento-fabricante-picapes-eletricas/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias