Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Explosões atingem capital do Afeganistão deixando vários feridos

18 de Setembro de 2021, 10:45 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 65 vezes

 

A mídia relatou uma explosão na área de Dasht-e-Barchi em Cabul. Informa-se que o incidente teria sido causado pela explosão de uma mina magnética e visava um veículo. Na sequência da explosão, duas pessoas ficaram feridas.

Por Redação, com Sputnik – de Cabul

Duas explosões atingiram a capital do Afeganistão, uma das quais deixou várias pessoas feridas comunicou à agência russa de notícias Sputnik uma fonte das forças de segurança em Cabul.

Duas explosões atingem capital do Afeganistão deixando vários feridos, dizem fontes

A primeira explosão ocorreu em Dasht-e-Barchi, um distrito de Cabul, provocando vários feridos. A segunda explosão se registrou em um bairro diferente do mesmo distrito e, por enquanto, não há informações sobre feridos.

A mídia relatou uma explosão na área de Dasht-e-Barchi em Cabul. Informa-se que o incidente teria sido causado pela explosão de uma mina magnética e visava um veículo. Na sequência da explosão, duas pessoas ficaram feridas.

EUA

Na sexta-feira o general Frank McKenzie, chefe do Comando Central dos EUA, admitiu que nenhum combatente do Estado Islâmico-Khorasan, um ramo do EI (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) no Afeganistão, foi morto no ataque aéreo de 29 de agosto em Cabul. A ofensiva vitimou dez civis que, na sua maioria, eram crianças.

No início de agosto passado, o Talebã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) intensificou os seus ataques contra as forças do governo afegão. O grupo entrou em Cabul em 15 de agosto, assumindo o controle do palácio presidencial no dia seguinte e declarando que a guerra no Afeganistão havia terminado.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/explosoes-atingem-capital-afeganistao-deixando-varios-feridos/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias