Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

França precisará elevar nível de jogo na iminência de confronto com EUA

24 de Junho de 2019, 14:08 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 13 vezes

A seleção francesa garantiu a vaga para a próxima etapa após vencer o Brasil por 2 a 1 na prorrogação no domingo, suas fraquezas técnicas sendo compensadas pelos recursos mentais conforme a equipe atrai muita atenção no país.

Por Redação, com Reuters – de Paris

A França está reconhecidamente longe de seu melhor na Copa do Mundo feminino, e com um provável confronto contra as campeãs mundiais dos Estados Unidos nas quartas-de-finais se aproximando, as jogadoras francesas precisam melhorar se querem conquistar o título jogando em casa.

Jogadoras da França comemoram ao final da partida contra o Brasil na Copa do Mundo feminina, em Le Havre, na França

A seleção francesa garantiu a vaga para a próxima etapa após vencer o Brasil por 2 a 1 na prorrogação no domingo, suas fraquezas técnicas sendo compensadas pelos recursos mentais conforme a equipe atrai muita atenção no país.

O jogo registrou um recorde de 11,9 milhões de espectadores na França e o Stade Oceane, em Le Havre, teve os ingressos esgotados para ver o gol da vitória da capitã Amandine Henry, aos 7 minutos da prorrogação. Mas a passividade no ataque precisa ser corrigida urgentemente.

Primeiro tempo

– No primeiro tempo nós não jogamos. É difícil criar qualquer coisa quando você não consegue fazer três passes consecutivos – disse a zagueira Wendie Renard. “Precisamos fazer melhor.”

A equipe francesa conseguiu melhorar no segundo tempo, com a atacante Kadidiatou Diani sendo uma ameaça constante, assim como a atacante Valerie Gauvin.

Gauvin marcou após uma bola alta de Diani em um dos pontos altos da noite, mas a também atacante Eugenie Le Sommer não conseguiu brilhar, assim como Delphine Cascarino, que a substituiu no segundo tempo.

Jogadoras

– Minhas jogadores não estão em seu melhor nível. Algumas estão jogando em 80% de seu potencial, outras em 60% a 70% – disse a técnica Corinne Diacre, que manteve uma postura tranquila quando Amandine Henry balançou a rede.

– Individualmente, eu não posso dizer que reconheço meu time, mas do ponto de vista defensivo e coletivo, fizemos o que precisava ser feito.

Os EUA, buscando um quarto título, foram impressionantes na fase de grupo e devem derrotar facilmente a Espanha nesta segunda-feira, possivelmente ganhando uma vantagem física sobre a França, que teve que se esforçar muito para avançar.

Alemanha vence a Nigéria

A bicampeã Alemanha continuou invicta na Copa do Mundo feminina ao vencer a Nigéria, por 3 x 0, e se classificar para as quartas de final, no sábado.

A capitã Alexandra Popp e Sara Däbritz marcaram em um breve intervalo no primeiro tempo, com Lea Schüller fechando o placar, no fim da partida, para marcar um encontro com a Suécia ou o Canadá.

Em sua 100ª aparição pela Alemanha, Popp cabeceou para fazer o primeiro gol, aos 20 minutos, e Däbtriz dobrou a vantagem com um pênalti, sete minutos depois. O assistente de vídeo foi usado nos dois gols.

Schüller fez o terceiro, aos 41 minutos do segundo tempo, aproveitando o cansaço das campeãs africanas.

Único time ao lado dos Estados Unidos a não conceder um gol no torneio, a Alemanha chegou às quartas de final em todas as Copas do Mundo femininas.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/franca-elevar-nivel-jogo-iminencia-confronto-eua/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias