Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Google compra 6,6% de empresa de segurança doméstica

3 de Agosto de 2020, 13:01 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 19 vezes

O Google, da Alphabet, está comprando uma fatia de 6,6% na empresa de segurança doméstica ADT por US$ 450 milhões, em acordo que vai permitir que a empresa preste serviços de segurança com seu dispositivo Nest.

Por Redação, com Reuters – de São Francisco

O Google, da Alphabet, está comprando uma fatia de 6,6% na empresa de segurança doméstica ADT por US$ 450 milhões, em acordo que vai permitir que a empresa preste serviços de segurança com seu dispositivo Nest.

Imagem externa de escritórios do Google na CalifórniaImagem externa de escritórios do Google na Califórnia

As empresas trabalharão para combinar os produtos do Google com sua instalação, serviço e rede de vigilância profissional, disse a ADT.

A empresa começará a vincular os populares dispositivos como o Google Home Mini, o Nest Thermostat e o Nest Wifi ao seu centro de controle este ano e outros dispositivos do Google em 2021, disse o presidente-executivo da ADT, Jim DeVries.

A ADT é apoiada pela empresa de investimentos privados Apollo Global Management, que possui 83,5% de participação, de acordo com dados da Refinitiv.

Cada empresa comprometerá US$ 150 milhões adicionais a serem investidos em marketing, desenvolvimento de produtos, de tecnologia e treinamento de funcionários, disse a ADT.

Twitter

O Twitter, que teve seus sistemas internos invadidos há cerca de duas semanas, disse na semana passada que o incidente atingiu um pequeno número de funcionários através de um ataque por “spear-phishing”.

O site disse que os hackers atacaram cerca de 130 contas, fizeram publicações de 45, acessaram a caixa de entrada de 36 e conseguiram baixar dados de sete dessas contas.

Os invasores também visavam funcionários específicos que tinham acesso a ferramentas de suporte a contas, disse o Twitter, acrescentando que passou a restringir o acesso a suas ferramentas e sistemas internos desde que o incidente ocorreu.

Os hackers acessaram sistemas internos do Twitter em 15 de julho para invadir algumas das principais contas da plataforma, incluindo o candidato presidencial dos EUA Joe Biden, a estrela de TV Kim Kardashian, o ex-presidente dos EUA Barack Obama e o bilionário Elon Musk, e as usaram para pedir doações em bitcoin.

Os registros disponíveis mostram que os golpistas aparentemente receberam mais de US4 100 mil em criptomoedas.

A técnica de “spear-phishing” consiste no ostensivo envio de emails de um remetente conhecido ou confiável, a fim de induzir indivíduos a revelar informações confidenciais.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/google-compra-empresa-seguranca-domestica/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias