Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Haddad segue seu plano de campanha sem se deter em resultado de pesquisa

19 de Outubro de 2018, 16:07 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 36 vezes

Ainda nesta manhã, no entanto, a pesquisa Vox Populi/CUT revela números muito diferentes dos demais institutos. Segundo o estudo, a diferença é superior a 10 pontos percentuais (p.p) em relação às aferições divulgadas até agora.

 

Por Redação – de São Paulo

 

Candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad minimizou, nesta sexta-feira, os resultados de pesquisas eleitorais divulgados na véspera e nesta manhã. Todos eles mostram uma margem folgada de Jair Bolsonaro (PSL) na corrida presidencial. Segundo Haddad, se a Justiça Eleitoral apurar denúncias contra a campanha rival, fica mais provável uma virada, às vésperas das eleições.

Denúncias

Haddad e a esposa foram recepcionados, no Aeroporto Santos Dumont, pelas deputadas Jandira Feghali (PCdoB), Benedita da Silva (PT) e o deputado Marcelo Freixo (PSOL), terceiro mais votado no Estado do Rio para a CâmaraHaddad e a esposa foram recepcionados, no Aeroporto Santos Dumont, pelas deputadas Jandira Feghali (PCdoB), Benedita da Silva (PT) e o deputado Marcelo Freixo (PSOL), terceiro mais votado no Estado do Rio para a Câmara

Na noite passada, a pesquisa Datafolha mantém Bolsonaro na liderança com 59% dos votos válidos, contra 41 de Haddad. Já nesta sexta, levantamento do DataPoder360 colocou o candidato do PSL com 64% dos votos válidos, enquanto o petista soma 36%. Já o levantamento do Ipespe para a XP Investimentos deu 58% dos votos válidos a Bolsonaro e 42% a Haddad.

— Acho que dá (para virar), sobretudo com as denúncias de corrupção na campanha do Bolsonaro. Se o TSE apurar as denúncias, estou confiante — disse Haddad a jornalistas, ao chegar no aeroporto do Rio de Janeiro.

O PT entrou nesta quinta-feira no Tribunal Superior Eleitoral com um pedido de investigação judicial contra a candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) por abuso de poder econômico e uso indevido de meios de comunicação social; com base na suspeita de que a campanha esteja sendo beneficiada pelo disparo em massa de mensagens contra o PT, pagas por empresários simpatizantes do candidato.

Haddad disse nesta sexta que o adversário vai na contramão dos princípios democráticos.

— Ainda temos 10 dias para tentar salvar a democracia — disse ele ao desembarcar.

Fato intrigante

Ainda nesta manhã, no entanto, a pesquisa Vox Populi/CUT revela números muito diferentes dos demais institutos. Segundo o estudo, a diferença é superior a 10 pontos percentuais (p.p) em relação às aferições divulgadas até agora. O instituto encontra Bolsonaro com 53% das intenções de voto válidos e Haddad com 47%.

A diferença entre os dois, segundo o Vox Populi, é de apenas 6 pontos percentuais. Uma vez confirmados os números, fica claro que a corrida eleitoral está completamente indefinida. A reta final será uma das mais movimentadas das últimas décadas, com com a escalada do candidato Fernando Haddad.

Votos válidos

Nos votos totais, considerados brancos, nulos e indecisos, o número é de 44% para Bolsonaro e 39% para Haddad, uma diferença de apenas 5 pontos, com 12% de brancos, nulos e “ninguém” e 5% de “não sabe” e “não respondeu”.

Em votos espontâneos válidos, a pesquisa indica Bolsonaro com 54% e Haddad com 46% – oito pontos percentuais de diferença. Haddad tem 41% de rejeição contra 38% de Bolsonaro. 7% dizem que podem votar em qualquer um dos dois, 8% dizem que não votam em nenhum e 5% não sabem ou não responderam.

A pesquisa foi contratada pela CUT e contou com 2 mil entrevistas aplicadas em 120 municípios nos dias 16 e 17 (terça e quarta). A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, estimada em nível de confiança de 95%. A sondagem foi registrada no TSE com o número BR-08732/2018.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/haddad-plano-campanha-resultado-pesquisa/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias