Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Johnson recebe apoio de outro ex-adversário na corrida para se tornar premiê

18 de Junho de 2019, 13:08 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 14 vezes

Johnson, que também é ex-ministro das Relações Exteriores, deu declarações inequívocas de que retirará o Reino Unido da União Europeia até dia 31 de outubro, independentemente de se conseguir ou não um acordo com o bloco para suavizar a transição.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O ex-prefeito de Londres Boris Johnson conseguiu um novo impulso em sua campanha para se tornar primeiro-ministro do Reino Unido nesta terça-feira, quando um segundo ex-rival na disputa o apoiou formalmente como melhor nome para tirar o país da crise no Brexit.

Candidato a premiê britânico Boris Johnson em Londres

Horas antes de os seis candidatos restantes a substituir Theresa May como premiê se enfrentarem em nova rodada de votação entre os parlamentares do Partido Conservador, Andrea Leadsom declarou apoio a Johnson, o franco favorito da disputa.

– Ele é o melhor colocado para nos tirar da UE no final de outubro – disse o ex-líder da Câmara dos Comuns, que foi eliminado da disputa pela liderança na semana passada, à rádio LBC. “Em segundo lugar, acredito que ele é um vencedor de eleições.”

Na segunda-feira, o ministro da Saúde, Matt Hancock, que desistiu da corrida na sexta-feira, também apoiou Johnson, apesar de suas visões contrastantes sobre o Brexit, dizendo que o ex-prefeito quase certamente vencerá a disputa.

Johnson, que também é ex-ministro das Relações Exteriores, deu declarações inequívocas de que retirará o Reino Unido da União Europeia até dia 31 de outubro, independentemente de se conseguir ou não um acordo com o bloco para suavizar a transição.

UE

– Devemos deixar a UE em 31 de outubro, com ou sem acordo – escreveu Johnson no Twitter nesta terça-feira.

A libra caiu para seu nível mais baixo em relação ao dólar em quase seis meses na terça-feira.

Johnson deve participar de um debate televisionado na noite desta terça-feira junto com os candidatos que sobreviverem à segunda rodada de votação, aqueles que receberem o apoio de ao menos de 32 dos 313 parlamentares conservadores. Se todos os candidatos tiverem mais de 32 votos, aquele com o menor número será eliminado.

Johnson optou por não aparecer em um primeiro debate no domingo e também não participou de sessões de perguntas e respostas no Parlamento que os outros cinco candidatos compareceram na segunda-feira.

Os rivais de Johnson esperam que ele cometa mais gafes que marcaram sua carreira durante o debate de terça-feira. Mas, salvo uma grande surpresa, ele parece pronto para ficar entre os dois finalistas da competição, que se enfrentarão em uma eleição entre os membros do Partido Conservador em julho.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/johnson-apoio-ex-adversario-corrida-tornar-premie/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias