Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Mbappé diz querer mais responsabilidade no PSG

20 de Maio de 2019, 14:19 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 23 vezes

O campeão mundial, que marcou 32 gols na liga francesa nesta temporada, vem dividindo a linha de frente do PSG com o uruguaio Edinson Cavani e o brasileiro Neymar.

Por Redação, com Reuters – de Paris/Londres

Apesar de Kylian Mbappé ter comprometido seu futuro com o Paris St Germain após mais uma eliminação precoce na Liga dos Campeões em março, o atacante da França agora está semeando dúvidas sobre suas intenções para a próxima temporada.

Kylian Mbappé durante partida do Paris St Germain contra o Dijon, pelo Campeonato Francês

O jogador de 20 anos somou o prêmio de Jogador do Ano do Campeonato Francês à sua lista já impressionante de homenagens no domingo, e aproveitou a oportunidade para dizer que quer “mais responsabilidade” daqui em diante, acrescentando que poderia ser no PSG “ou em outro lugar”.

O campeão mundial, que marcou 32 gols na liga francesa nesta temporada, vem dividindo a linha de frente do PSG com o uruguaio Edinson Cavani e o brasileiro Neymar.

– É um ponto de inflexão, era a hora de dizer – disse Mbappé, segundo citação do L’Équipe, nesta segunda-feira.

– Sou íntegro. Quando digo algo, é para valer. Eu disse. Se for no PSG, está ótimo, se for em outro lugar, será em outro lugar.

Mbappé, cuja influência sobre os campeões franceses aumentou quando Neymar foi afastado por uma lesão no pé neste ano, sempre disse que adoraria jogar no Real Madrid.

A saída de Mbappé seria um golpe duro no PSG, que foi eliminado da Liga dos Campeões nas oitavas de final pelo Manchester United de forma constrangedora nesta temporada.

Mas ela permitiria que o time estabilizasse suas finanças depois de ser investigado por uma suposta violação das regras de Fair Play Financeiro.

O caso foi suspenso em março, quando o Tribunal Arbitral do Esporte aceitou uma apelação contra um erro processual da Uefa, a entidade que comanda o futebol europeu.

Manchester City

Raheem Sterling fez três gols na goleada do Manchester City por 6 a 0 contra o Watford, na final da Copa da Inglaterra, no sábado, ajudando seu clube a se tornar o primeiro a conquistar a Tríplice Coroa nacional, com os títulos da liga e das duas copas.

A vitória igualou o recorde da final da competição, do Bury contra o Derby County, 116 anos atrás— e foi um reflexo justo de mais um desempenho dominante de um dos melhores times da história do futebol inglês.

Depois de manter o título do Campeonato Inglês semana passada, e vencer a Copa da Liga nos pênaltis contra o Chelsea, a sexta conquista do City na Copa da Inglaterra faz com que ele seja o oitavo time a vencer a Dobradinha de liga e FA Cup e o primeiro desde o Chelsea, em 2010.

– Foi uma final incrível e terminamos um ano incrível – disse o técnico do City, Pep Guardiola, à BBC. “Parabéns a todas as pessoas do clube, especialmente os jogadores porque eles são o motivo de termos conquistado esses títulos”.

O City fez 2 a 0 no primeiro tempo, com David Silva e Sterling, e matou o jogo quando Kevin de Bruyne saiu do banco para marcar o terceiro, aos 16 minutos do segundo tempo.

Gabriel Jesus fez o quarto, antes de Sterling, que cresceu nos arredores de Wembley, colocar-se sob os holofotes com mais dois gols nos últimos dez minutos para se tornar o primeiro jogador a marcar três vezes em uma final de Copa da Inglaterra desde Stan Mortensen, em 1953, quando o Blackpool venceu o Bolton, por 4 a 3, na “Matthew’s Final”.

Valencia

O Valencia assegurou vaga na Liga dos Campeões pelo segundo ano seguido ao vencer o Valladolid, por 2 a 0, no sábado, assegurando o quarto lugar do Campeonato Espanhol às custas do Getafe, que empatou por 2 a 2, em casa, com o Villarreal.

O time treinado por Marcelino precisava vencer para garantir um lugar entre os quatro primeiros e, depois de sobreviver ao anfitrião acertando a trave, assumiu a liderança do placar, aos 36 minutos, quando Carlos Soler empurrou às redes para finalizar um preciso contra-ataque.

Rodrigo, que havia sido crucial no gol que abriu o placar ao recuperar a posse de bola, marcou o segundo à queima-roupa, aos sete minutos do segundo tempo, depois que Dani Parejo roubou a bola do defensor do Valladolid, dentro do campo de defesa dos donos da casa.

O Valencia terminou a campanha com 61 pontos e ficou com o quarto lugar pela segunda temporada seguida, enquanto o Getafe ficou em quinto, com 59, e se classificou para a Liga Europa, assim como o Sevilla, em sexto lugar, com 59 pontos, após vencer o Athletic Bilbao por 2 a 0.

O Espanyol também garantiu vaga na Liga Europa, ao vencer a Real Sociedad, por 2 a 0, e terminar em sétimo, enquanto o Athletic ficou em oitavo.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/mbappe-querer-responsabilidade-psg/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias