Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Novo regime tende a criminalizar os movimentos sociais, afirma Gilberto Carvalho

18 de Janeiro de 2019, 15:28 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 38 vezes

Ex-ministro nos governos do Partido dos Trabalhadores (PT), Gilberto Carvalho vê “prenúncio de criminalização” do movimento sindical, pede união e defende “revisão de métodos” na comunicação por parte da esquerda.

 

Por Redação, com Vitor Nuzzi/RBA – de São Paulo

 

“Quem está no governo são os militares”. A afirmativa coube ao ex-ministro Gilberto Carvalho, durante encontro realizado em São Paulo, nesta sexta-feira. Para o secretário do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ao longo de seus dois mandatos, “a força militar mais o sistema financeiro é que vão dar as cartas”.

Gilberto Carvalho acredita ser preciso muita mobilização popular para que Lula seja libertadoGilberto Carvalho acredita ser preciso mudar a estratégia de comunicação do PT

Gilberto Carvalho falou, ainda, na necessária mudança de métodos – do movimento sindical e da esquerda – e de soma de forças.

— Nós vamos ter de nos unir muito. O pior que a gente pode fazer agora é subestimar o que está acontecendo — afirmou Carvalho, referindo-se a aspectos da atual gestão que, segundo ele, podem desviar a atenção para medidas que estão sendo e serão implementadas.

Estratégias

O fim do Ministério do Trabalho e a transferência do campo de registro sindical para o Ministério da Justiça – leia-se Sergio Moro – é, segundo o ex-ministro dos governos Lula e Dilma, prenúncio de “perseguição e criminalização” de entidades sindicais.

— Foi justamente a criminalização que impediu que a gente ganhasse a eleição — emendou, citando a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Desgaste

Carvalho também defendeu que os movimentos repensem estratégias de atuação.

— Temos de rever os nossos métodos de trabalho. As nossas formas de comunicação têm de ser revolucionadas. Tenhamos coragem de rever os nossos métodos. Eu pertenço a um partido que tem de rever os seus métodos — acrescentou.

Carvalho também aposta em um rápido desgaste do governo Bolsonaro.

— Esse ídolo, se tem cabeça de ouro, tem pé de barro — concluiu.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/novo-regime-tende-criminalizar-movimentos-sociais-gilberto-carvalho/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias