Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

PF prende empresário ligado à corretora de valores no Rio

10 de Agosto de 2018, 13:42 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 20 vezes

O MPF justifica o pedido de prisão preventiva para garantir a ordem pública, conveniência da instrução criminal e assegurar a aplicação da lei

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

A Polícia Federal (PF) prendeu, na manhã desta sexta-feira, o empresário João Paulo Julio de Pinho Lopes, sócio das empresas Advalor Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários e Rasroma Serviços Patrimoniais. Ele foi citado nas colaborações premiadas de Luiz Carlos Velloso, ex-subsecretário de Transportes do governo de Sérgio Cabral, e dos doleiros Vinícius Claret, conhecido como Juca, e Claudio Fernando de Souza, o Tony.

PF prende no Rio empresário ligado à corretora de valores

Segundo pedido de prisão feito pelo Ministério Público Federal (MPF) ao juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, a empresa Advalor de João Paulo teria sido utilizada para possibilitar pagamentos de propinas de empreiteiras, “como uma espécie de instituição financeira para armazenar recursos ilícitos de agentes públicos, bem como efetivar pagamentos em seu favor”.

No documento, os procuradores apontam os motivos pelo deferimento de medidas cautelares contra João Paulo. “Com efeito há prova da existência de materialidade e indícios suficientes de autoria dos crimes de lavagem de dinheiro, tendo em vista que até a presente data os recursos ilícitos provenientes da ação criminosa de Luiz Carlos Velloso e outros agentes públicos a ele relacionados permanecem sendo ocultados.”

O MPF justifica o pedido de prisão preventiva para garantir a ordem pública, conveniência da instrução criminal e assegurar a aplicação da lei. O pedido, aceito por Bretas, foi subscrito por 11 procuradores, da força-tarefa da Lava Jato no Rio.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/pf-prende-empresario-ligado-corretora-valores-rio/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias