Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Praia da Reserva ganha Bandeira Azul, reconhecimento internacional de preservação ambiental

21 de Outubro de 2020, 14:29 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 15 vezes

A prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, celebra a conquista de um reconhecimento internacional importante para a cidade: a concessão do certificado Bandeira Azul à Praia da Reserva, entre a Barra da Tijuca e o Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

A prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, celebra a conquista de um reconhecimento internacional importante para a cidade: a concessão do certificado Bandeira Azul à Praia da Reserva, entre a Barra da Tijuca e o Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste. O certificado é concedido pela Fundação para a Educação Ambiental (FEE), com sede em Copenhague, na Dinamarca, a locais onde haja gestão de sucesso em favor da preservação de ambientes naturais.

Ações da Prefeitura de conservação da natureza e de combate a irregularidades no entorno ajudaram na conquista do selo de excelênciaAções da Prefeitura de conservação da natureza e de combate a irregularidades no entorno ajudaram na conquista do selo de excelência

No comunicado, os organizadores do prêmio parabenizam “a equipe gestora das praias da Reserva e Prainha pelos esforços e atividades em prol da conservação e recuperação dos ambientes naturais.” A Bandeira Azul para a Praia da Reserva é um reconhecimento a ações da Prefeitura também fora da areia. Pelo menos cinco grandes estacionamentos clandestinos ao longo da praia foram eliminados pela Patrulha Ambiental, com a ajuda da Guarda Municipal e da Polícia Militar. Uma força-tarefa policial também embargou e demoliu a construção de um quiosque fora dos padrões estabelecidos pelo Município.

Apenas duas praias no Rio têm a Bandeira Azul: a Prainha, também na região da Barra e do Recreio, e, agora, a Reserva.

– Além de consolidarmos a Prainha, agora conquistamos a Bandeira Azul para a Praia da Reserva, atingindo os mais altos padrões ambientais reconhecidos internacionalmente – comentou o secretário municipal de Meio Ambiente, Bernardo Egas, sobre o anúncio feito pelo júri internacional do programa Bandeira Azul, em comunicado dirigido à Prefeitura do Rio.

Sobre a Praia da Reserva

A Praia da Reserva possui cerca de 8 quilômetros de extensão e é margeada pela avenida Lucio Costa. A área fica em uma região importante de proteção e preservação ambiental. Sua vegetação de restinga abriga espécies de fauna e flora, algumas inclusive com risco de extinção, como a borboleta da praia e a lagartixa de areia. Na flora, a Clusia fluminensis e a Ingá marítima são consideradas espécies vulneráveis no município do Rio.

A Reserva está localizada na área do Parque Natural Municipal Barra da Tijuca Nelson Mandela, criado em 2011 para proteger e recuperar o cenário natural da Praia da Reserva. O parque possui aproximadamente 162 hectares e abriga animais silvestres como capivaras, teiús, maria-farinha, lagartixa de areia, tatui, coruja buraqueira, borboletas da praia, carcará, dentre outros.

Critérios rigorosos para certificado

Para conseguir a certificação internacional, a Praia da Reserva cumpriu um longo e rigoroso roteiro de exigências que começou em meados de 2019, para atender os 34 critérios do programa Bandeira Azul nas áreas de educação e informação ambiental, qualidade da água, gestão ambiental, segurança e serviços.

As ações durante o período de exames do júri do programa Bandeira Azul, envolveram técnicos, educadores e mutirões de voluntários para monitorar desde o lixo deixado nas areias da praia até atividades de educação ambiental para orientar os frequentadores a mudar seus hábitos e descartar o lixo corretamente fora da praia.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/praia-reserva-ganha-bandeira-azul-reconhecimento-internacional-preservacao-ambiental/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias