Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Presidente demite presidente da ECT durante entrevista em café da manhã

14 de Junho de 2019, 17:36 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 27 vezes

Durante o café da manhã com jornalistas, Bolsonaro comentou demitirá Juarez nos próximos dias, por sua conduta durante audiência pública na Câmara dos Deputados. Bolsonaro não gostou de o general ter posado para fotos ao lado de parlamentares de esquerda.

 

Por Redação – de Brasília

 

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) anunciou a demissão do presidente dos Correios, general Juarez Aparecido de Paula Cunha, pela imprensa. O erro do militar, segundo Bolsonaro, foi ter se comportado como “sindicalista”.

Durante o café da manhã com jornalistas, Bolsonaro comentou demitirá Juarez nos próximos dias, por sua conduta durante audiência pública na Câmara dos Deputados. Bolsonaro não gostou de o general ter posado para fotos ao lado de parlamentares de esquerda e de ele ter dito que não haverá privatização dos Correios, como é planejado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

Sem um substituto para o cargo, Bolsonaro acrescentou que o convite feito ao ex-ministro-chefe da Secretaria de Governo, general Carlos Alberto Santos Cruz, que deixou o governo na noite passada, para que ele assumisse o cargo de Juarez Cunha foi prontamente recusado.

Discussão

A declaração sobre a demissão do presidente da estatal ocorreu quando o presidente comentava sobre a saída do general Santos Cruz da Secretaria de Governo. Na versão oficial, Bolsonaro demitiu o comandante, mas outras versões quanto ao fato, que chegaram à Redação do Correio do Brasil, informam que Santos Cruz deixou o cargo, na véspera, após pesada discussão com o presidente, no quarto andar do Palácio do Planalto, pouco depois das 12h. A informação não pode ser confirmada, imediatamente.

O porta-voz da Presidência, general Otávio Rêgo Barros, confirmou nesta manhã o que o CdB havia publicado, na véspera, ou seja, que Santos Cruz será substituído pelo general Luiz Eduardo Ramos Baptista Pereira, atual comandante militar do Sudeste.

Santos Cruz e o grupo de militares ao qual ele pertence e que asseguram a permanência de Bolsonaro no cargo, na realidade, perderam uma batalha para o astrólogo Olavo de Carvalho. Desde a posse de Bolsonaro, há seis meses, Santos Cruz esteve no centro de uma ruidosa disputa de espaço com os filhos do presidente; com apoio do ‘guru de Bolsonaro’, como Carvalho é conhecido. A comunicação de governo e um orçamento de R$ 3,6 bilhões estão no centro da disputa.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/presidente-demite-presidente-ect-durante-entrevista-cafe-manha/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias