Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Ronaldinho não confirma, também não nega candidatura ao lado de Bolsonaro

14 de Dezembro de 2017, 15:50 , por Jornal Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 19 vezes

Ronaldinho teria conversado com o vice-presidente do Patriota, Gutemberg Fonseca; noite passada, na capital fluminense. Ele e Fonseca posaram para foto com o livro Mito ou Verdade, de Jair Bolsonaro.

 

Por Redação – do Rio de Janeiro

 

Jogador de bola aposentado, Ronaldinho Gaúcho não confirmou a notícia de que pretende disputar uma candidatura ao Senado em 2018; pelo Estado de Minas Gerais. Por intermédio de seu irmão e empresário, Roberto de Assis Moreira, o ex-atleta também não negou o possível acerto com o Partido Ecológico Nacional (PEN) — futuro Patriota —, partido que receberá o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ); a partir do ano que vem.

Ronaldinho e Fonseca posam para foto com o livro de Bolsonaro

Ronaldinho e Fonseca posam para foto com o livro de Bolsonaro

Ronaldinho teria conversado com o vice-presidente do Patriota, Gutemberg Fonseca; noite passada, na capital fluminense. Ele e Fonseca posaram para foto com o livro Mito ou Verdade, de Jair Bolsonaro nas mãos. No impresso, o deputado lembra passagens de sua vida e prega a filosofia neofascista, assemelhada à obra do ex-ditador alemão Adolf Hitler, Mein Kampf.

Sem rumo

O suplente de sua chapa poderá ser outro ex-jogador, conhecido como Somália, que já atuou no América Mineiro e no Fluminense.

Para o empresário Roberto de Assis Moreira, não está 100% certa a decisão de o ex-atleta se filiar ao Patriota.
— O partido abriu as portas caso o Ronaldo decidisse entrar para o mundo da política. A gente ainda não decidiu o caminho que vai seguir — concluiu.

O post Ronaldinho não confirma, também não nega candidatura ao lado de Bolsonaro apareceu primeiro em Jornal Correio do Brasil.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/ronaldinho-nao-confirma-tambem-nao-nega-candidatura-bolsonaro/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias