Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Seleção brasileira defende liderança do Grupo C contra a Austrália

10 de Junho de 2019, 11:36 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 9 vezes

Com os 3 a 0 sobre as jamaicanas, o Brasil chegou à oitava vitória no jogo de estreia em oito edições de Copa do Mundo, segundo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Por Redação, com ABr – de Paris

Depois de derrotar a Jamaica por 3 a 0, no Estádio dos Alpes, em Grenoble, no jogo de estreia da Copa do Mundo na França, no domingo, a seleção brasileira viajou na tarde desta segunda-feira para a cidade de Montpellier, onde faz a sua segunda partida contra a Austrália, na próxima quinta, às 13h.

Com os três contra a Jamaica, Cristiane passa a ser a segunda maior goleadora da seleção em mundiais

Com os 3 a 0 sobre as jamaicanas, o Brasil chegou à oitava vitória no jogo de estreia em oito edições de Copa do Mundo, segundo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF). A vitória deu à seleção a liderança do Grupo C pelo saldo de gols. Em segundo lugar está a Itália, que venceu as australianas por 2 a 1.

O treinador Vadão (Oswaldo Fumeiro Alvarez) programou um treino, no Estádio Paul Bourgeat, em Grenoble, para as jogadoras que não atuaram no domingo ou entraram no segundo tempo da partida.

De acordo com Vadão, a vitória no primeiro jogo da Copa foi merecida. “Fizemos um bom jogo, vencemos bem, é só o começo, não tem essa empolgação porque não ganhamos nada, mas arrancamos bem. Vai ser um jogo muito difícil agora com a Austrália”.

O treinador também falou sobre a participação da atacante Cristiane, que marcou três gol na Jamaica, transformando-se na segunda maior goleadora da seleção brasileira em mundiais, com dez gols, ficando atrás apenas de Marta, com 15 gols.

– Eu acho que uma atleta como a Cris, depende muito do restante do grupo, porque ela é uma especialista dentro da área, mas para fazer os gols, a bola precisa chegar dentro da área. A bola chegou e ela fez – disse Vadão.

Ao falar sobre a possibilidade de Marta retornar ao time na partida contra a Austrália, o treinador disse, logo após o jogo contra a Jamaica, que essa é uma questão do departamento médico, que acompanha as condições clínicas da atleta.

A atacante que, no domingo, acompanhou a vitória do Brasil do banco de reservas, sofreu uma lesão muscular na coxa esquerda. Ela continua no trabalho fisioterápico, mas já em fase de transição para atividades no campo.

O jogo de estreia

Com três gols de Cristiane, a seleção brasileira venceu a Jamaica por 3 a 0 na estreia da Copa do Mundo de Futebol Feminino. Com o resultado, o Brasil assume a liderança do Grupo C da competição.

Com uma atuação consistente, a seleção brasileira de futebol feminino garantiu uma boa vitória de 3 a 0 contra a seleção jamaicana. O destaque da partida foi a atacante Cristiane, autora de três gols.

Nos primeiros minutos de jogo, a seleção brasileira fez jus ao status de favorita e partiu para cima da Jamaica. Os principais lances de perigo saíram com lançamentos da intermediária e cruzamentos pela esquerda. Em um desses lances, Cristiane abriu o placar aos 15 minutos.

Depois do gol, a Jamaica se viu obrigada a atacar. O Brasil passou a levar perigo em contra-ataques. A goleira Schneider, destaque no primeiro tempo, evitou o segundo gol do Brasil. A melhor chance para ampliar o placar surgiu aos 37 minutos. Após pênalti de Shaw, Andressa Alves bateu mal e Schneider pegou. Após perder o pênalti, o Brasil tentou cadenciar o jogo e garantiu a vitória parcial sem sustos.

No segundo tempo, o Brasil começou no ataque e contou com o oportunismo da atacante Cristiane para ampliar. O segundo gol foi marcado após cruzamento de Andressa Alves aos cinco minutos. O terceiro foi feito aos 15 minutos, de falta.

Após os 3 a 0, Vadão fez modificações e a equipe brasileira passou a explorar os contra-ataques. O Brasil até teve boas chances de gol, mas não conseguiu ampliar o marcador.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/selecao-brasileira-defende-lideranca-grupo-australia/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias