Ir para o conteúdo

Correio do Brasil

Voltar a CdB
Tela cheia Sugerir um artigo

Tiroteio e perseguição policial fecham Avenida Brasil

11 de Setembro de 2018, 14:45 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 24 vezes

O tiroteio começou após uma patrulha do 22º BPM (Maré) flagrar o roubo a um caminhão de cargas

Por Redação, com agências de notícias – do Rio de Janeiro

Confronto entre policiais e criminosos fechou os dois sentidos da avenida Brasil durante cerca de 20 minutos nesta terça-feira. O tiroteio deixou motoristas que passavam no local assustados.

O tiroteio começou após uma patrulha do 22º BPM (Maré) flagrar o roubo a um caminhão de cargas

Segundo o COR (Centro de Operações Rio), o bloqueio aconteceu na altura do viaduto Brigadeiro Trompowski, em Ramos, na Zona Norte do Rio de Janeiro, entre 10h50 e 11h10.

O tiroteio começou após uma patrulha do 22º BPM (Maré) flagrar o roubo a um caminhão de cargas.

Um cinegrafistas amadores registrou um carro com marcas de tiros, batido em uma mureta da via, o que indica ter acontecido uma persguição policial.

Um cabo e um subtenente da Polícia Militar ficaram feridos sem gravidade e foram encaminhados ao Hospital Federal de Bonsucesso. Um dos policiais foi atingido na perna e o outro foi ferido de raspão no rosto, de acordo com o porta voz da corporação, major Ivan Blaz.

Pelo menos quatro pessoas não identificadas foram presas.

O trânsito continuou lento na região, após liberação da via . A recomendação foi que os motoristas optassem pela Linha Vermelha.

Caixas eletrônicos na UFRJ

Um grupo com cerca de oito homens armados invadiu o Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza (CCMN) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e explodiu um caixa eletrônico do Banco do Brasil na madrugada de sábado, na Ilha do Fundão. Os criminosos ainda danificaram outro caixa, do banco Santander. Segundo a UFRJ, nenhum vigilante foi ferido e não houve reféns durante a ação.

A universidade cedeu imagens de áreas internas e externas do campus para a Polícia Civil, para colaborar com as investigações. Policiais militares que foram acionados registraram o caso na 37ª Delegacia Policial, na Ilha do Governador, zona norte da cidade do Rio deJaneiro.
Em nota, a universidade informa que vem se reunindo de forma periódica com autoridades policiais para soluções para os crimes em seus campi.

Vigilantes

“Em junho, após reunião na Secretaria de Segurança do Estado do RJ (Seseg), a secretaria reforçou o policiamento no campus. Desde então, o número de crimes como sequestros-relâmpago e roubo de carros diminuiu drasticamente no campus da Cidade Universitária, Ilha do Fundão”, acrescenta a nota da instituição.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/tiroteio-perseguicao-policial-avenida-brasil/

Rede Correio do Brasil

Mais Notícias