Ir para o conteúdo

Everton de Andrade

Voltar a Blog Ponto de Vista
Tela cheia

A maior proposta da turma do Bozo frente à pandemia

23 de Maio de 2020, 13:19 , por Everton de Andrade - | No one following this article yet.
Visualizado 50 vezes
Licenciado sob CC (by)

Tornou-se conhecida qual poderá ser a principal medida do Bozo e da pastora da goiabeira diante da calamidade gerada pela Covid-19: prender governadores e prefeitos que tentam diminuir a contaminação dos populares.

Assim, quem se informa exclusivamente pelos grupos das redes sociais e de programas sensacionalistas, precisa reavaliar as estratégias de busca de informações.

Também chamo a atenção daquelas pessoas que costumam obedecer cegamente às mensagens de pastores e padres. Há religiosos analfabetos políticos que se aproximam das autoridades para obter favores comerciais e financeiros em troca de bênçãos e de manifestações positivas.

No caso específico da Igreja Católica, há clérigos que sempre mantiveram um padrão de classe média, desde os tempos de formação, nunca passaram privações na vida, logo, para eles se torna indiferente apoiar Ratazana, Chapeuzinho Vermelho, Beto Relincha, Fernando Francisbomba ou o Bozo.

Além disso, para quem ainda acredita que políticos são todos iguais, procurem referenciais acadêmicos de leitura sobre o fascismo e a crise econômica que os militares e o Sr. Delfim deixaram como legado da ditadura militar. Levou cerca de uma década para a equipe civil do Ministério da Fazenda, liderada pelo ministro Fernando Henrique Cardoso – autoridade que merecia ser fuzilada na década de 1990, na visão do Bozo – e com a autorização do Presidente Itamar Franco, conseguir viabilizar a estabilização econômica nacional, mediante o controle inflacionário.

Portanto, é urgente o país se livrar da extrema-direita nas esferas governamentais, para a preservação das pessoas as quais em vida podem gerar atividades econômicas. Defuntos apenas favorecem o segmento funerário.


Everton de Andrade