Ir para o conteúdo

jurubebadigital

Tela cheia

PPLR2021 - AS CANTILENAS DE SEMPRE

5 de Janeiro de 2022, 0:00 , por AntonioCarlosMeloSilva - | No one following this article yet.
Visualizado 109 vezes

O tema PPLR2021 no SERPRO está repercutindo em vários grupos de diálogos por onde transitam a comunidade serpriana. O texto postado no dia de ontém: "SERPRO E OS CAPACHOS/PUXASACOS NA PPLR2021", propiciou o debate democrático. No entanto, há algumas narrativas que necessitam de replica. Neste quesito estamos dando as devidas respostas para algumas afirmações em conteúdos postados na plataforma TELEGRAM, onde consta uma comunidade de trabalhadores e trabalhadoras do SERPRO (SERPRO NACIONAL).

É mister informar que durante os debates das eleições do Serpros, os administradores da comunidade SERPRO NACIONAL nos bloquearam atendendo pedido arbitrário dos bolsonaristas aspasianos, sendo assim, temos apenas acesso as leituras dos conteúdos, somos cerceados em participar dos diálogos, isso por si só, demonstra contradição aos que cobram transparencia e acusam indevidamente a FENADADOS e os sindicatos de não serem transparente.

Sendo assim, estamos destacando algumas das informações replicadas na comunidade SERPRO NACIONAL - TELEGRAM. Nosso método foi aspear na integra e sublinhar mantendo a integra dos diálogos, não necessariamente, destacando os autores:

1- "A CULPA DESSA DECISÃO DA EMPRESA È TOTAL DO SINDICATO/FENADADOS. AQUI NESSE GRUPO MESMO QUANTAS VEZES PEDIMOS TRANSPARẼNCIA E INFORMAÇÔES SOBRE AS ASSEMBLÉIAS? ONDE OCORRERAM? QUANTOS EMPREGADOS PARTICIPARAM? QUANTOS VOTOS A FAVOR E QUANTOS VOTOS CONTRA?

Nossa resposta: Pelo que se observa o signatário não participou de nenhuma assembléia geral que debateu o teme (PPLR2021), se coloca no velho pedestal de apenas cobrar e criticar. Se leu com atenção o conteúdo de nosso texto no dia de ontem, famos bem explicito em afirmar que as assembléias ocorreram no país inteiro e todas sem exceção REPROVARAM A PROPOSTA DISCRIMINATÓRIA DA EMPRESA. Fato;

2- 'O SERPRO DEVERIA MANDAR UM EMAIL PARA TODOS OS FUNCIONÁRIOS E CADA UM VOTA NO QUE ACHAR MELHOR, NAO PRECISARIA DE SINDICATO PRA NADA'

Nossa resposta: Lamentável esse tipo de pensamento individualista, tipo dos defensores da meritocracia. A proposta é pior do que pensa a diretoria bolsonarista da empresa, discurso ultrapassado dos ANTI-SINDICAIS, ANTI-DIREITOS. Cabe aqui a velha expressão popular: Farinha pouca meu pirão primeiro; Enquanto houver Acordo Coletivo de Trabalho quem representa e negocia todas as suas premissas (incluindo a PPLR2021) é a FENADADOS/SINDICATOS/OLT's;

3-"NA VERDADE ELES FINGE QUE REPREENTAM E DECIDEM POR NÓS USANDO O PACTO FEDERATIVO. SOLUÇÃO DEMOCRÀTICA SERIA UM VOTO POR EMPREGADO";

Nossa resposta: Discurso repetitivo oposicionista gourmet. As representações sindicais não tem tempo a perder brincando com assunto tão sério que é defender e ser guardiã dos direitos contidos no ACT. A organização sindical da categoria se baseia em seus estatutos que são democráticos e orientam a participação de trabalhadores e trabalhadoras sejam associados ou não associados. No caso da PPLR2021, as representações sindicais poderiam computar somente os votos de sindicalizados, muito pelo contrário, todos e todas foram convocados em prazo hábil para debaterem o tema e exercer seu direito de voto a favor, contraditar ou abster-se.

4-"EM COMPARAÇÂO A PLR ANTERIOR ESSA FICOU BOA, RUIM OU NA MESMA?"

Nossa resposta: A proposta da empresa é discriminatória, sórdida, canhestra, pretende deixar um quantitativo de trabalhadores e trabalhadoras (PSE's) de fora da distribuição, além de aumentar os percentuais da propria diretoria. Portanto, a proposta é absolutamente TERRÍVEL e as representações sindicais estão corretas em não aceitarem essa traição, ao contrário, traidores foram os que se deixaram cooptar e se dispuseram a fazer esse papel lamentável em conluio com a empresa que só merece o nosso desprezo.

5- "NESSE MODELO, QUEM DEFINIRIA AS OPÇÔES DISPONÌVEIS PARA VOTAÇÃO? COMO SE DARIA A ELABORAÇÂO DE UMA CONTRA-PROPOSTA? CADA UM DOS 9K FUNCIONÀRIOS RESPONDERIA COM UMA CONTRA-PROPOSTA? TERIA UM ACORDO DE PLR INDIVIDUALIZADO PARA CADA FUNCIONÀRIO? COMO FUNCIONA?

Nossa resposta: Na verdade, o autor dessa aberração (vê item -2) é quem deveria responder, até o presente momento não respondeu. No entanto, nem o golpista Temer e muito menos o governo negacionista de Bolsonaro ousou na (des)reforma trabalhista, atualmente, produziu 14 milhões de desempregados, formular algo tão parecido com o período das trevas.

Esperamos que a jurisprudência existente possa ANULAR a famigerada comissão paralela da PPLR2021 do SERPRO, seja garantida pelas ações jurídicas impretadas pela FENADADOS/SINDICATOS, inicialmente, no Ministério Público do Trabalho. Quem vive, Verá.