Ir para o conteúdo

Luiz Muller Blog

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Caixa 2 de Bolsonaro vaza por todos os lados. A Eleição deveria ser anulada. Mas o Judiciário desmoralizado vai fazer o que?

21 de Outubro de 2019, 10:41 , por Luíz Müller Blog - | No one following this article yet.
Visualizado 17 vezes

​O Brasil afunda. Os Ricos vão tomando pra si as riquezas nacionais. Já aos pobres é a barbárie e o fascismo já presentes pelos grupos de milicianos e Polícias Militares que a cada dia matam mais gente. O medo aumenta e com ele aumenta o terrorismo de quem quer comandar pela força. E o Judiciário que deveria servir pra proteger as Leis construídas a duras penas por toda a sociedade, faz vistas grossas, ou pior, colabora com a instabilidade e a ilegalidade. Um Golpe contra a Presidenta legitimamente eleita, chancelado pelo Senado Federal e pelo STF; Uma Eleição movida a Fake News emitidas em massa, ilegalmente pagas por empresas e agora mais uma evidência do que já se sabia mas a todo custo tentam esconder: Dinheiro escondido da própria campanha moveu as mentiras ditas a exaustão nas Redes Sociais com a co participação da Rede Globo e da Grande Mídia:boldo

Bolsonaro em campanha

Do Vortex:

(…) Uma das empresas contratadas com dinheiro do PSL, cujo custo foi omitido da prestação de contas presidencial, é a Ideia Marketing Digital. Ela recebeu R$ 65,4 mil para gerenciar estratégias digitais do partido e de Bolsonaro. Na documentação que consta da prestação de contas do PSL, o escopo de serviços prestados mostra que a empresa trabalhou diretamente na campanha presidencial, especialmente no segundo turno.

A empresa, entretanto, não aparece nas despesas de campanha declaradas por Jair Bolsonaro. Nas contas do PSL, a contratação da Ideia Digital aparece como gasto ordinário do partido, e não como despesa eleitoral. A Ideia Marketing tem como proprietário Érico Filipe de Mello e Costa, assessor da família Bolsonaro na Câmara dos Deputados durante 14 anos. A empresa foi aberta menos de um mês depois de ele deixar o cargo que ocupou no gabinete de Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) de 2016 a 2018.

Antes disso, trabalhou por mais de 11 anos no gabinete de Jair Bolsonaro, de novembro de 2004 a março de 2016. Nos documentos consultados por Vortex, ele diz ter “criado vários canais com os apoiadores de Jair Bolsonaro” e garantiu que administrava páginas que ajudaram “e muito” no engajamento nas redes.

As notas fiscais emitidas pela empresa do ex-assessor da família Bolsonaro são sequenciais. Isso indica que a Ideia tinha a campanha do presidente como único cliente. Nos relatórios entregues ao PSL, a Ideia afirma que angariou informações de “mais de 100 mil cadastrados para o uso de marketing digital para a campanha política” e que disparou mensagens de WhatsApp “para grupos de apoiadores em todo o Brasil” com vídeos de Jair Bolsonaro.

(…)


Fonte: https://luizmuller.com/2019/10/21/caixa-2-de-bolsonaro-vaza-por-todos-os-lados-a-eleicao-deveria-ser-anulada-mas-o-judiciario-desmoralizado-vai-fazer-o-que/

Novidades