Ir para o conteúdo

Luiz Muller Blog

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

“Capetão” Bolsonaro “cagando na cabeça” do General Pazuello é só mais um sinal da distopia que estamos vivendo

21 de Outubro de 2020, 11:00 , por Luíz Müller Blog - | No one following this article yet.
Visualizado 16 vezes

Distopia .lugar ou estado imaginário em que se vive em condições de extrema opressão, desespero ou privação; antiutopia. (Do dicionário)

Enquanto General Mourão passa o pano para a destruição das florestas e entrega das riquezas nacionais, Bolsonaro “caga” na cabeça do tal General Pazuello e as coisas seguem no doido curso da destruição, insanidade e morte. E embora Pazuello não entenda nada de Saúde, os técnicos que lhe deram o suporte para anunciar a liberação de recursos para investir na Vacina Chinesa e também nas outras sendo implementadas, entendem.

Ou dizer que não se quer tal ou qual vacina por questão ideológica, é o que mesmo?

Pior: O Miliciano ataca diretamente o principal parceiro econômico do Brasil. Tudo para mostrar ao povo americano que Trump é quem manda. Se mandasse nos EUA, vá lá. Mas mandar no Brasil e tomar conta?

A entrega da Nação a subserviência dos Estados Unidos é uma vergonha. Mais vergonhosa ainda é a submissão destes Generais de meia pataca que deveriam estar defendendo a Nação mas se vendem por cargos que acrescem ganhos aos seus já polpudos salários.

Distopia…Vergonha…E medo do que ainda pode vir se as coisas continuarem de ponta cabeça e Capitães associados a milícia continuarem mandando em Generais.

Segue o comentário deste blogueiro no Twitter e a seguir, matéria do 247 sobre o Ataque de Bolsonaro a vacina chinesa.

O Capetão caga na Cabeça do General subserviente Pazuello. As Forças Armadas entreguistas e desmoralizadas já podem fechar as portas. As milícias no comando!

— Luiz LULA Müller (@luizmuller) October 21, 2020

Bolsonaro ataca a China, cancela acordo feito por Pazuello e diz que não comprará vacina chinesa

No mais duro ataque à China, maior parceira comercial do Brasil, e na maior prova de submissão aos interesses de Donald Trump, Jair Bolsonaro cancelou o acordo firmado pelo Ministério da Saúde para a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac. “Alerto que não compraremos vacina da China”21 de outubro de 2020, 08:09 h Atualizado em 21 de outubro de 2020, 08:48

Bolsonaro, Coronavac e PazuelloBolsonaro, Coronavac e Pazuello (Foto: PR | Reuters)

“Alerto que não compraremos vacina da China. Bem como meu governo não mantém diálogo com João Doria sobre covid 19″, afirmou Bolsonaro a ministros, de acordo com reportagem do Poder360.

Jair Bolsonaro cancelou o acordo firmado pelo Ministério da Saúde para a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac, a vacina contra o coronavírus desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo. O acordo previa a edição de medida provisória para disponibilizar crédito de R$ 1,9 bilhão para a compra das vacinas.

Com a decisão, o governo desautoriza o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que assinou o protocolo para a aquisição das doses nesta terça-feira (20). 


Fonte: https://luizmuller.com/2020/10/21/capetao-bolsonaro-cagando-na-cabeca-do-general-pazuello-e-so-mais-um-sinal-da-distopia-que-estamos-vivendo/

Novidades