Ir para o conteúdo

Luiz Muller Blog

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

DEMOCRACIA, CLIMA, COMBATE A FOME, PAZ (Por Selvino Heck)

1 de Março de 2024, 10:41 , por Luíz Müller Blog - | No one following this article yet.
Visualizado 30 vezes

“Irá chegar um novo dia,/ um novo céu, uma nova terra, um novo mar./ E nesse dia as-os oprimidas-os/, a uma só voz,/ a liberdade irão cantar.”

Foram dois dias de diálogo profundo, intensa reflexão, mística libertadora e propostas de ação, com muita fé e esperança, no Centro de Espiritualidade Padre Arturo, CEPA, em São Leopoldo, animadas por canções como ‘AXÉ’, de Vera Lúcia, da Paraíba. As-os participantes, militantes das Pastorais Sociais, do Movimento Fé e Política, das CEBs, de Escolas de Educação Fé e Política, de comunidades da periferia, religiosas e religiosos  de todo Rio Grande do Sul.

“Na nova terra,/ o negro não vai ter corrente,/ e o nosso índio vai ser visto como gente./ Na nova terra,/ o índio, o negro e o mulato,/ o branco e todas-os vão comer no mesmo prato.”

Objetivo do Encontro: “Aprofundar a percepção da realidade social em todas as suas  circunstâncias e o contexto eclesial do Estado do Rio Grande do Sul em vista de um projeto de incidência comum.”

O deputado federal Elvino Bohn Gass, solicitado a trazer elementos para uma análise de conjuntura, lembrou que há hoje 4 temas fundamentais a preocupar militantes sociais, e a estarem no centro da luta de militantes, democratas, sonhadoras e sonhadores:

  1. A democracia, em risco no Brasil e no mundo. As vozes dos mais pobres entre os pobres, das trabalhadoras e trabalhadores não são ouvidas, os ricos estão ficando cada vez mais ricos no Brasil e no mundo, as ditaduras aprofundam seu poder de extermínio, morte e ausência de liberdade. 

“Na nova terra,/ o fraco, o pobre e o injustiçado/ serão juízes deste mundo de pecado./ Na nova terra,/ o forte, o grande e o prepotente/ irão chorar até ranger os dentes.”

  1. As mudanças climáticas e o cuidado com a Casa Comum. Os últimos acontecimentos e tragédias, no Brasil, no Rio Grande do Sul e no mundo, são exemplo concreto e vivido pelas populações, a natureza e o meio ambiente sendo destruídos, muitas vidas ameaçadas e perdidas.

“Na nova terra,/ a mulher terá direitos,/ não sofrerá humilhações,/ nem preconceitos./ O seu trabalho todos vão valorizar./ Das decisões ela irá participar.”

  1. A volta da fome e a urgência de comida saudável. O Brasil voltou ao Mapa da Fome. As comunidades, com grande apoio de igrejas e Pastorais, resistiram com Comitês Populares contra a Fome, Cozinhas Comunitárias e Solidárias e permanente Formação na Ação para organizar o povo e resistir.

“Na nova terra,/ os povos todos irmanados/ com sua cultura e direitos respeitados,/ farão da vida um bonito amanhecer,/ com qualidade no direito de viver.”

  1. A paz: Urgente e necessária, em meio às guerras no mundo e também nas periferias brasileiras, matando milhões e ameaçando o futuro da humanidade. Permanece o risco de uma guerra mundial nuclear.

Disse o deputado Elvino, com aprovação de todas-os as-os participantes do Encontro: “Só dois líderes mundiais estão à frente destes 4 temas fundamentais para a humanidade nos tempos atuais: Lula e o Papa Francisco. Com sua liderança conjunta, o mundo pode respirar novos ares.”

O Encontro de fiéis, militantes, sonhadoras e sonhadores sobre Mística e aprofundamento da Igreja em Saída, de quem acredita na Boa Nova e numa Sociedade do Bem Viver, indicou a resistência profética como presença viva nos próximos tempos, contando com especial participação das juventudes e das mulheres, ancoradas-os, com fé e coragem, no ESPERANÇAR de Paulo Freire: “Fazendo memória, refletindo sobre a história, fomentando análises e projetando a missão de uma igreja profética e encarnada na vida dos pobres.”

  Como diz a canção, AXÉ, cantada com emoção pura mais de uma vez no Encontro, ninguém soltando a mão de ninguém: “Irá chegar um novo dia,/ um novo céu, uma nova terra, um novo mar./ E nesse dia as-os oprimidas-os,/ a uma só voz,/ a liberdade irão cantar.”

Selvino Heck

Deputado estadual constituinte do Rio Grande do Sul (1987-1990)

Em primeiro de março de dois mil e vinte quatro


Fonte: https://luizmuller.com/2024/03/01/democracia-clima-combate-a-fome-paz-por-selvino-heck/

Novidades