Ir para o conteúdo
ou

Thin logo

 Voltar a Blog do Skora
Tela cheia

O fim de mais um ciclo histórico no Brasil

12 de Julho de 2017, 19:03 , por luiz skora - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 88 vezes

Digerindo...

Lula condenado1

Hoje a lava jato cumpriu o objetivo para o qual foi criada, condenar Lula.

Amanhã, moro não aparecerá mais nas manchetes e a força tarefa já foi desmantelada.

É isto o estancar da sangria premeditado por Jucá.

Vida segue em um país destruído por corruptos com a falsa premissa de 'combater a corrupção', mas que, de fato, sempre teve o objetivo de proteger os corruptos de sempre e colocar as coisas em seus devidos lugares. Ou seja: pré 2002 na política e pré 1947 não relações trabalhistas.

De junho de 2013 pra cá, culminando apoteoticamente ontem e hoje, o Brasil retrocedeu 100 anos em 4.

Reverter este caos não é missão para as próximas eleições nem para a próxima década. Não é nosso trabalho, nós, que do alto de nossa arrogância, nos julgamos progressistas, erramos demais, somos os principais responsáveis por nossa derrocada.

Nosso trabalho agora é de reorganização total.

Deixar o pragmatismo para quem é de pragmatismo, deixar a política partidária para quem é de política partidária.

Nós, os arrogantes senhores da verdade progressista, temos que descer do salto, descer do caminhão de som, descer do púlpito, descer da arrogância egocêntrica da contabilização de views e curtidas nas redes digitais e voltar a disputar espaço e voz no chão de fábrica, nas periferias, nas igrejas, nos escritórios, nas escolas e universidades.

Para isso, é preciso primeiro, antes de mais nada, formar lideranças.
Passamos os últimos vinte anos formando militância, uma militância que tem seus méritos, é aguerrida é combativa, mas lutou uma disputa desigual, sem armas nem ferramentas para enfrentar as armas, ferramentas e militância dos artífices do golpe.

É preciso pensar a longo prazo e não apenas focar nas próximas eleições.

Mas quantos entre nós estarão dispostos a dedicar uma parte de suas energias e economias, numa labuta de formação que só terá resultado de fato, daqui vinte ou trinta anos?

é pra pensar, pra mobilizar, recriar núcleos e redesenhar estratégias baseadas nos erros que cometemos e nos objetivos que precisamos reconquistar.


0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.