Ir para o conteúdo

TIE-Brasil

Voltar a TIE-Brasil
Tela cheia Sugerir um artigo

RodapéNews - 1ª Edição, 16/11/2012, Sexta-Feira: Apagão na Segurança Pública em SP

16 de Novembro de 2012, 22:00 , por Desconhecido - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 309 vezes

 

(informações de rodapé e outras que talvez você não tenha visto)

De: Paulo Dantas

 
APAGÃO NA SEGURANÇA PÚBLICA DE SP
 
CPI DA VIOLÊNCIA JÁ!
Viomundo - 16/11/2012
Deputados querem CPI para investigar onda de violência em SP
CPI da Violência na Assembleia Legislativa do Estaddi de São Paulo  (Alesp) pretende esclarecer as causas do apagão na segurança pública de são Paulo.
Está sendo proposta pela bancada do PT e já conta com 28 assinaturas: 24 petistas, duas do PCdoB, uma do PSOL e uma do PDT. Para um pedido de CPI ser protocolado são necessárias 32 assinaturas. A coleta prossegue.
“A omissão das autoridades públicas paulistas redundou em dezenas de mortes de policiais e de civis, que poderiam ter sido evitadas”, condena o deputado Alencar Santana Braga, líder da bancada  na Assembleia. “Essas mortes não podem ficar impunes.”
Veja a entrevista com líder do PT na Alesp
 
GOVERNOS DO PSDB ESCONDERAM O GRAVE PROBLEMA CARCERÁRIO, ENVOLVENDO O CRIME ORGANIZADO, DA POPULAÇÃO PAULISTA
 

ALERTA DA OAB EM NOVEMBRO DE 2011 FOI IGNORADO

 

VÍDEO, VEICULADO HÁ UM ANO, MOSTRA COMO PCC SE FORTALECEU NAS CADEIAS E PRESÍDIOS PAULISTAS

 

Jornal da Record - 21/11/2011
Vídeo: Facções criminosas ameaçam agentes penitenciários
A denúncia é da Ordem dos Advogados do Brasil. Em muitos presídios quem manda são os presos e os agentes são obrigados a obedecerem
 
 
ALCKMIN FAZ ALERTA CONTRA "PÂNICO" DECORRENTE DA VIOLÊNCA GENERALIZADA
G1
Vídeo: Alckmin alerta para que não haja pânico por causa da violência em SP
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), ressaltou nesta quinta-feira (15) o número de moradores e o tamanho da região metropolitana da capital para comentar as mortes ocorridas em ataques na atual onda de violência.
Segundo ele, é preciso cuidado para não se criar "uma campanha contra São Paulo", gerando "pânico na população".
Para ele, tamanho de SP deve ser considerado ao se analisar violência.
Mais de 90 policiais militares já foram mortos desde o início do ano
 
OUTRA NOITE VIOLENTA EM SP
Bom Dia SP - 16/11'/2012
Vídeo: Quatro pessoas são mortas à tiros na capital de SP
 
VIOLÊNCIA SE ESTENDE PARA O INTERIOR DE SP
Folha / Bol -16/11/2012

Ataques em dez cidades deixam 14 mortos e oito veículos queimados

Municípios do interior têm ônibus incendiados, chacina e atentados contra prédios públicos.

Dez cidades de São Paulo foram alvo de ataques criminosos entre a noite de anteontem e ontem, com 14 mortos, veículos queimados e atentados contra prédios públicos, inclusive uma creche.

No interior, o caso mais grave ocorreu em Araraquara (a 273 km de São Paulo) com a morte de cinco pessoas em dois ataques. Em um deles, 22 tiros de pistola deixaram três mortos, na primeira chacina do ano na cidade.

Veículos queimados também se espalharam ontem por cidades fora da capital.

Em Leme (a 188 km de São Paulo), bandidos atearam fogo em uma creche, um posto da Guarda Civil, dois ônibus, dois carros e um caminhão.

Os ataques ocorreram após a polícia ter matado um homem que tinha tatuagem com referências à facção PCC.

Em Itatiba, na região de Campinas, a moto de um PM foi incendiada na porta do batalhão. Em Várzea Paulista, região de Jundiaí, dois ônibus foram queimados

A violência, antes concentrada em São Paulo e outras grandes cidades da região metropolitana, como Osasco, Guarulhos e municípios do ABC, avançou pelo interior.

Alckmin nega crise na segurança pública; ontem, cerca de 200 familiares de policiais protestaram na Paulista.

http://noticias.bol.uol.com.br/brasil/2012/11/16/ataques-em-dez-cidades-deixam-14-mortos-e-oito-veiculos-queimados-em-sp.jhtm

 

CHACINA EM ARARAQUARA E ATAQUES NA REGIÃO DE CAMPINAS

iG - 16/11/2012
Onda de violência já se espalha pelo interior de São Paulo
Cinco pessoas foram executadas em Araraquara na noite de quarta-feira, e outros ataques ocorreram na região de Campinas
 

Folha - 16/11/2012

Tocava o hino nacional quando veio o tiroteio, em Araraquara (SP)

Na TV, era executado o hino nacional, antes do jogo de futebol entre Brasil e Colômbia, quando o som de tiros tomou a rua Prudente de Morais, no bairro Santana, em Araraquara.

Os pelo menos 22 disparos de pistola 9 mm deixaram pelo chão Luiz Rodrigo Dias, 33, Alessandro Régis Cruz, 33, e Guilherme Afonso de Souza Cimas, 23.

Foi a primeira chacina deste ano na cidade e a segunda na região desde 31 de outubro, quando sete foram mortos na vizinha São Carlos, na maior chacina do Estado em 2012.

Testemunhas viram três homens correndo pelas ruas, vestidos com roupas escuras e luvas pretas. Entraram em uma Meriva cinza e em um outro carro preto

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1186407-tocava-o-hino-nacional-quando-veio-o-tiroteio-em-araraquara-sp.shtml

 

"PLENOS PODERES": PM ASSUME PODER DE FISCALIZAÇÃO DA COMPETÊNCIA DE MUNICÍPIO

Folha - 16/11/2012

Moradores reclamam de PM ter fechado bares em favela de Ribeirão Preto

Comerciantes da favela do Simioni, na zona norte de Ribeirão Preto (313 km de São Paulo), reclamam da Polícia Militar, que, segundo eles, determinou o fechamento de oito bares do local na tarde desta quinta-feira (156).

O motivo alegado pela PM para o fechamento, segundo eles, foi por falta de alvará de funcionamento

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/ribeiraopreto/1186475-moradores-reclamam-de-pm-ter-fechado-bares-em-favela-de-ribeirao-preto.shtml

 

PM X PCC X MILÍCIA: NESTA GUERRA, INOCENTES CONTINUAM SENDO ASSASSINADOS EM SP

Folha - 16/11/2012

Criança de 1 ano e outras seis pessoas são mortas na Grande SP

Uma criança de um ano e oito meses foi uma das vítimas de mais uma noite violenta na Grande São Paulo, que registrou pelo menos mais seis mortes e um ônibus incendiado nesta quinta-feira. O menino foi atingido por volta das 22h20 de quinta-feira (15) por um dos tiros disparados contra o carro onde estava com a mãe e o padrasto, na Estrada Galvão Bueno, no bairro Batistini, em São Bernardo do Campo (Grande São Paulo).

http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1186421-crianca-de-1-ano-e-outras-seis-pessoas-sao-mortas-na-grande-sp.shtml

 

FIDELIDADE À FACÇÃO E COBRANÇA DE DÍVIDAS PELO PCC

Estadão - 16/11/2012

PCC troca dívidas por execução de policiais e dá prazo de 1 dia para pagar

Três crimes desvendados nas últimas 24 horas mostram como a facção criminosa tem organizado atentados contra os agentes públicos

http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,pcc-troca-dividas-por-execucao-de-policiais-e-da-prazo-de-1-dia-para-pagar,960833,0.htm

 

PAREM DE MATAR!

Bom Dia Brasil - 16/11/2012

Vídeo: Parentes e amigos das vítimas da violência pedem mais segurança em São Paulo

http://g1.globo.com/videos/sao-paulo/t/bom-dia-sp/v/parentes-e-amigos-das-vitimas-da-violencia-pedem-mais-seguranca-em-sao-paulo/2244747/

 

 

LEMBRANDO FATOS, ENTRE OUTROS EXISTENTES, OCORRIDOS HÁ MAIS DE UM ANO, QUE COMPROVAM OMISSÃO DOS GOVERNOS DO PSDB NO COMBATE AO CRIME ORGANIZADO EM SÃO PAULO

 

AGOSTO DE 2011

 

OMISSÃO DO GOVERNO DE SP, EM RAZÃO DE DESTINAR VERBAS INSUFICIENTES PARA PRESOS, FORTALECE PCC NAS CADEIAS PAULISTAS: PESSOAS, QUE NÃO TÊM DESPESAS CUSTEADAS POR FAMILIARES, SÃO OBRIGADAS A SE APROXIMAR DA FACÇÃO CRIMINOSA
 
 
Estadão - 21/08/2011
Com lotação de CDPs, famílias têm de levar até papel higiênico para presos
Se não bastasse a falta de espaço e as condições insalubres nas celas, a superlotação dos Centros de Detenção Provisórias (CDPs) de São Paulo está obrigando familiares a sustentar parentes presos com produtos básicos, como papel higiênico, sabonete, sabão em pó, pastas de dente, detergente e até camisetas brancas e calças cáqui, os uniformes das prisões.
A situação foi confirmada por funcionários de CDPs, defensores públicos, integrantes da Pastoral Carcerária, entidades que participam do mutirão judicial do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em presídios paulistas e familiares de presos.
Saiba mais
 
Estadão - 21/08/2011
''Em 3 meses, gastei R$ 2 mil'', diz pai de preso
Cada CDP tem sua regra sobre o que pode ou não entrar no pacote de produtos para o detento.
O defensor público Marcelo Carneiro Novaes lembra que familiares devem levar cobertores, lençóis e blusas de frio. Por causa da superlotação, muitos presos dormem no chão. Mesmo no inverno, o banho é frio. Sem falar na falta de remédios e serviços médicos e odontológicos.
Nos CDPs, médicos são apelidados de "Dr. Dipirona", porque, segundo eles, receitam a substância para diversas doenças. "Ainda há racionamento de água e a estrutura elétrica está danificada por causa da superlotação", diz Novaes
 
Estadão - 21/08/2011
Omissão do governo de SP dá força a facções, alerta Pastoral
O advogado da Pastoral Carcerária, José de Jesus Filho, afirma que a omissão do Estado traz consequências graves, como o fortalecimento de grupos criminosos, como a facção Primeiro Comando da Capital (PCC).
Moradores de rua e pessoas sem condições de se sustentar nas cadeias também têm de se aproximar do PCC

 


Fonte: Castor Filho

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar