Ir para o conteúdo

TVT

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Carlos Araújo, ex-deputado e ex-marido de Dilma, morre em Porto Alegre

12 de Agosto de 2017, 15:32 , por Rede TVT - | No one following this article yet.
Visualizado 10 vezes

Fonte: Rede Brasil Atual

Morreu à 0h01 deste sábado (12), em Porto Alegre, o advogado trabalhista, ex-deputado e ex-marido de Dilma Rousseff Carlos Araújo, aos 79 anos.

Ele estava internado na Santa Casa da capital gaúcha desde 25 de julho, em função de uma cirrose medicamentosa. Ao longo da vida, teve problemas de saúde relacionados a um enfisema pulmonar, decorrente do tabagismo.

Nos anos 1950, Carlos Franklin Paixão Araújo se juntou à Juventude Comunista e lutou contra o regime militar, período em que conheceu Dilma Rousseff, mais precisamente em 1969, quando os dois faziam parte da Vanguarda Armada Revolucionária Palmares, a VAR-Palmares.

Depois de casados, ambos foram presos em 1970, e torturados durante seu período na prisão. Voltaram para Porto Alegre em 1974, quando Araújo passou a administrar o escritório de advocacia do pai, falecido no mesmo ano. Ana Paula, única filha do casal, nasceu em 1976, e lhes deu dois netos, Guilherme, que tem pouco mais de um ano, e Gabriel, que completa sete em 9 de setembro.

Araújo e Dilma foram casados por quase 20 anos e continuaram amigos, conversando frequentemente por telefone ou pessoalmente. Em entrevista à Revista do Brasil concedida em 2013, no entanto, ele negou ser “conselheiro político” da presidenta como afirmavam alguns veículos. “Não tem essa história de conselheiro político. Nós somos amigos. Fui casado com ela, temos uma filha juntos, militamos na época da ditadura. É natural que se estabeleça uma relação de confiança. Mas daí dizer que eu sou seu conselheiro político… O pessoal exagera um pouco.”

Foi deputado estadual no Rio Grande do Sul por três mandatos, entre 1982 e 1994, pelo PDT. Em 2004, se desfiliou da legenda e se afastou da vida partidária, voltando a se filiar em março de 2013 ao mesmo partido. Na ocasião, falou em trabalhar pelo resgate do trabalhismo da sigla, considerado por ele o “caminho brasileiro para o socialismo”. “O PDT está um pouco descaracterizado, se afastou das raízes do trabalhismo. Falta ao PDT uma prática social maior, uma maior participação nos movimentos sociais. O partido deveria se voltar aos grandes problemas nacionais, mas não faz esses debates. A atuação é muito tímida. Internamente, é preciso haver mais democracia, discussão e revezamento de poder no PDT. Não podemos ter lideranças que se eternizam no poder”, avaliou à época.

Até o início da manhã deste sábado, ainda não havia informações sobre o local e o horário do velório e do sepultamento.

O post Carlos Araújo, ex-deputado e ex-marido de Dilma, morre em Porto Alegre é original do Rede TVT.


Fonte: http://www.tvt.org.br/carlos-araujo-ex-deputado-e-ex-marido-de-dilma-morre-em-porto-alegre/