Ir para o conteúdo

Blog do Arretadinho

Tela cheia Sugerir um artigo

Postagens

3 de Abril de 2011, 21:00 , por Desconhecido - | No one following this article yet.
Licenciado sob CC (by-nc-sa)

Juiz manda Bolsonaro excluir igrejas da lista de serviços essenciais

2 de Abril de 2020, 19:58, por .

Bolsonaro e a esposa, Michelle, em culto evangélico
Decisão, da última terça-feira (31), acolhe pedido do Ministério Público Federal. Juiz deu 24 horas para o governo agir, mas, até o momento, a medida de Bolsonaro segue inalterada.

O juiz federal Manoel Pedro Martins de Castro Filho, da 6ª Vara de Brasília, determinou, que o governo Jair Bolsonaro adote medida para ‘impedir que “atividades religiosas de qualquer natureza” permaneçam incluídas no rol de atividades e serviços essenciais para fins de enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus’. A informação é do colunista do Estado de S. Paulo Fausto Macedo.

A decisão, da última terça-feira (31), acolhe pedido do Ministério Público Federal. O juiz deu 24 horas para o governo agir, mas, até o momento, a medida de Bolsonaro segue inalterada. Segundo o MPF, a decisão não foi derrubada em segundo grau.

De acordo com o magistrado que determinou a suspensão de trecho do decreto do presidente sobre serviços essenciais, o texto em relação às igrejas “não se coaduna com a gravíssima situação de calamidade pública decorrente da pandemia que impõe a reunião de esforços e sacrifícios coordenados do Poder Público e de toda a sociedade brasileira para garantir, a todos, a efetividade dos direitos fundamentais à vida e à saúde”.

A Justiça Federal no Rio de Janeiro chegou a proferir decisão semelhante, mas a liminar foi cassada pelo presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região. Nesta quinta-feira (2) a Procuradoria no Rio recorreu da decisão.

Se o governo federal quiser recorrer da decisão do juiz de Brasília, poderá pedir reconsideração em primeira instância, ou apelar ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

O procurador Felipe Fritz Braga, que moveu a ação civil pública, usou uma charge da cartunista Laerte Coutinho para ‘ilustrar’ seu pedido. Na imagem, um líder religioso chama os fiéis: “Venham”. Atrás dele Deus alerta: “Venham nada!”.

do Portal Vermelho



Desmoralizado, Bolsonaro apaga fake news sobre Ceasa de Belo Horizonte

1 de Abril de 2020, 12:57, por .

Após ter mais uma fake news desmentida rapidamente, Jair Bolsonaro voltou a usar as redes sociais, desta vez para apagar o vídeo em que um apoiador - que diz estar na Ceasa de Belo Horizonte- apontar risco de desabastecimento e culpar os governadores pelo isolamento


Plinio Teodoro, Revista Fórum

Após ser desmentido por reportagem da rádio CBN, emissora de rádio do sistema Globo, Jair Bolsonaro apagou do Twitter e do Facebook o vídeo em que um apoiador diz estar na Ceasa de Belo Horizonte, em Minas Gerais, apontando risco de desabastecimento e culpando governadores.

O vídeo foi publicado por Bolsonaro às 7h35 desta quarta-feira (1º). Pouco mais de uma hora depois, o repórter Bruno Bohnenberger, da CBN, foi ao local e constatou que as atividades estão normais e não existe risco de falta de produtos.

Segundo ele, a direção da Ceasa ressaltou ainda que não há risco de desabastecimento na cidade, nem no estado, pelo contrário: há, inclusive, produtos em excesso por causa da baixa procura em meio à pandemia do novo coronavírus. Alguns comerciantes relatam melhora nas vendas.



FALCÃO - Você está certo, quem tá errado é o Papa.

31 de Março de 2020, 19:22, por .



Bolsonaro quer proibir entrevistas do Ministério da Saúde

30 de Março de 2020, 18:30, por .

Reprodução/TV Brasil Gov
Diariamente, o ministro Henrique Mandetta e os técnicos da pasta têm dado entrevistas coletivas atualizando a situação do novo coronavírus no país

Por Redação da Revista Fórum

O Planalto estuda diminuir a aparição dos técnicos do Ministério da Saúde, incluindo o chefe da pasta, Henrique Mandetta, na mídia com o objetivo de tentar passar uma imagem de “união” do governo.

A medida, revelada nesta segunda-feira (30) por Gustavo Maia e Manoel Ventura, do Jornal O Globo, consiste no cancelamento das entrevistas coletivas realizadas diariamente pelo ministério com o objetivo de atualizar a situação do novo coronavírus no país.

As especulações sobre uma possível saída de Mandetta têm aumentado nos últimos dias. O presidente Jair Bolsonaro voltou a desrespeitar as orientações do ministério em favor do isolamento e foi “passear” no comércio de Brasília.

O governador do Acre, Gladson Cameli (PP), ainda revelou nesta segunda-feira que foi orientado por Mandetta a não seguir o presidente Jair Bolsonaro e manter as medidas de restrição de circulação no estado.

“O ministro de Saúde Mandetta me aconselhou a reunir os donos de funerárias porque o negócio é sério e ainda vai piorar”, disse Cameli durante visita à cidade de Cruzeiro do Sul.



O samba está de luto. Aos 98 anos, morre em Salvador o sambista Riachão

30 de Março de 2020, 15:09, por .




Segundo família, artista morreu na madrugada desta segunda-feira (30)

Da Tribuna da Bahia

Morreu em Salvador, na madrugada desta segunda-feira (30), o sambista Riachão. Ele tinha 98 anos. A causa da morte ainda é desconhecida.
Foto: Carol Garcia/GovBA

Nascido no bairro do Garcia, na capital baiana, ele compôs a primeira canção aos 12 anos, em 1921. Ele era um dos mais importantes sambistas do país.

Entre as canções mais famosas do músico, está “Cada Macaco no seu Galho”, lançada em 1972 nas vozes de Caetano Veloso e Gilberto Gil .

Além disso, Riachão é compositor de sambas como "Vá morar com o diabo", apresentado em disco em 2000, em dueto dele com Caetano, mas popularizado no ano seguinte com a gravação feita pela cantora Cássia Eller (1962 – 2001) para o álbum e DVD ao vivo da série Acústico MTV.

Outro artista consagrado que gravou Riachão foi Jackson do Pandeiro. O sambista baiano gravou o primeiro CD aos 80 anos.

Durante a carreira, o sambista fez participação no filme "Os Pastores da Noite", do francês Marcel Camus, baseado na obra homônima de Jorge Amado.

Grande figura do bairro do Garcia, o artista também foi homenageado, em 2014, pela "Mudança do Garcia".

Para este ano, ele planejava lançar o álbum "Se Deus quiser eu vou chegar aos 100", com repertório inédito e autoral. Este seria o primeiro disco de Riachão desde "Mundão de Ouro", lançado em 2013.
=========
De Taciano, editor do Gama Livre: A Bahia perde um sambista, um malandro (no melhor dos sentidos), um poeta das ladeiras ruas e becos da 'Cidade da Bahia'. Uma figura que irradiava alegria e poesia. Uma grande figura humana. Um artista que alegrava não só o Carnaval de Salvador, mas todos os dias em todos os shows, fosse num grande teatro ou num palanque armado pela Prefeitura nos circuitos do Carnaval. Quantas vezes eu curti o jeito malandro do artista Riachão? Muitas e muitas.

Riachão da Bahia, vá com Deus e com todos os Orixás da Nossa Terra. A Terra está mais triste hoje, mas os Céus ganharão a alegria e as energias positivas desse sambista maior.