Ir para o conteúdo

Blogoo!

Voltar a Colunistas@Blogoosfero
Tela cheia Sugerir um artigo

Notas rápidas internacionais 09/05/18

9 de Maio de 2018, 9:53 , por Ana Prestes - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 172 vezes
Licenciado sob CC (by-nc-sa)

por Ana Prestes
por Ana Prestes

- Trump fez exatamente o que todos esperavam que fizesse, tirou ontem (8) os EUA do Acordo Nuclear com o Irã. Sem que o Irã tenha violado nenhum aspecto do acordo. Israel e Arábia Saudita saíram em defesa da medida de Trump. União Europeia, Rússia, França, Alemanha e Reino Unido se pronunciaram em tom crítico e indignado.

- Presidente do Irã, Hassan Rouhani, disse que o país seguirá comprometido com o acordo nuclear transnacional de 2015.

- A Síria acusou Israel de ter lançado mísseis contra alvo próximo à capital, Damasco, pouco depois do anúncio de Trump de saída do acordo nuclear iraniano.

- Macri estava fazendo “fake news” quando disse que o “mercado estava reagindo bem” às medidas internas para controle do câmbio. Na verdade, o mercado já estava reagindo bem às notícias de que a Argentina recorreria ao FMI para tentar sair da crise.

- Já crescem na Argentina os protestos com a consigna: “no volver al fondo”. Contra o endividamento com o FMI.

- Moscou realiza hoje (9) a Parada da Vitória. Comemora-se hoje o 73º. Aniversário da vitória soviética sobre os nazistas.

- Xi Jinping e Kim Jong-un voltaram a se reunir ontem (8) na cidade de Dalian, nordeste da China.

- Na mesma manhã do encontro de Xi e Kim, Trump twittou que falaria ao telefone nas próximas horas com “meu amigo Xi da China” e que os temas da conversa seriam comércio e a relação com a Coreia do Norte.

- Governo do Paraguai confirmou que vai transferir sua Embaixada em Israel para Jerusalém.

- Repercutiu nas redes dos movimentos na América Latina que a Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados foi impedida ontem (8) de realizar visita a Lula.

- Presidente do Equador, Lenin Moreno, pediu ontem (8) a renúncia de todos os seus ministros. Segundo seu secretário particular, Juan Sebastián Roldán, perto de complentar um ano de mandato, o presidente quer fazer uma avaliação da gestão de cada pasta.

- Governo brasileiro teve que dar explicações à OEA nesta terça (8) sobre a intervenção militar no Rio de Janeiro e a execução da vereadora Marielle Franco e o condutor do carro em que se encontrava, Anderson Gomes. A denúncia à CIDH (Comissão Interamericana de Direitos Humanos) da OEA foi feita por 20 organizações da sociedade civil brasileira e contou com o testemunho de Mônica Benício, viúva de Marielle.

- Cuba e Bolívia rechaçaram as declarações do vice-presidente dos EUA, Mike Pence, que atacou Cuba, Nicarágua e Venezuela, feitas na última segunda (7) durante reunião do Conselho Permanente da OEA.

- EUA e o Secretário Geral da OEA, Luis Almagro, ainda não contam com os 24 votos necessários na Assembleia Geral da organização para suspender a Venezuela, no entanto a própria Venezuela dá sinais de querer deixar a OEA e investir na construção da CELAC.


0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar