Ir para o conteúdo

Luiz Muller Blog

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

NO DIA 26, PORTO ALEGRE DEBATERÁ CONSTRUÇÃO DE FRENTE PARA DERROTAR O BOLSONARISMO

20 de Agosto de 2019, 11:08 , por Luíz Müller Blog - | No one following this article yet.
Visualizado 19 vezes

O que tem a ver a disputa municipal com o tema nacional? Tudo. E o que podem e devem fazer os Partidos? E quais as formas de participação dos Sindicatos, Entidades Estudantis, Movimentos Sociais? O Governo Bolsonaro esta destruindo todos os Sistemas Estatais de Desenvolvimento Social e Econômico. O SUS, Sistema Único de Saúde esta sendo destruído. Já não mais haverá recursos distribuídos de acordo com o Sistema ordenado, o SUS, que é referência mundial em atendimento Universal da população. A privataria promovida por Marchezan nos Postos de Saúde é só mais uma faceta do desmonte do SUS. O SUAS – Sistema Único de Assistência Social esta sendo desmontado pelo Ministro Gaúcho Osmar Terra. Os CRAS, que eram espaços de cadastro e encaminhamento da população com Renda Familiar até 3 Salários Mínimos para os Serviços públicos como Educação, Saúde, Segurança, etc…estão sendo sucateados e fechados. Em Porto Alegre uma parcela dos Beneficiários já perdeu o Bolsa Família justamente por que não há mais um serviço permanente de cadastramento, acompanhamento e atualização dos dados desta população. O instrumento para liquidar o SUS e o SUAS é o mesmo utilizado para entregar a segurança da maior parte da população nas mãos do crime organizado e da milícias: o corte de recursos ou pior ainda, o repasse de recursos não de acordo com a necessidade das cidades, mas de acordo com os interesses do “rei” governante. Ou o que dizer da retirada de Um Bilhão de Reais do já cortado orçamento da Educação para pagar os votos de Deputados a favor da “deforma” da previdência?

As eleições municipais tem que ser espaço de construção de uma Frente Capaz de se Impor diante do ataque diuturno aos direitos inscritos na constituição e do avanço do fascismo sobre e dentro do Executivo e do Judiciário, para que possamos no menor tempo possível reorganizar a nação já combalida e que perde diariamente mais espaços de Soberania.

Não haverá recursos para dirigir a Cidade de Porto Alegre e nenhuma outra, se não pararmos o avanço do fascismo e o desmonte do Estado de Direito.

Isto pressupõe um Programa Mínimo Nacional, em Defesa da Soberania, da Democracia, do Estado de Direito e da participação Popular. Os democratas devem se unir em torno deste programa, tenham quantos candidatos a Prefeito e visões diferentes sobre como gerir a cidade a partir destes preceitos estabelecidos em um Programa Mínimo Nacional.

Petista que sou, não veria problema nenhum em o Partido dos Trabalhadores não ter um Candidato a Prefeito, nem mesmo a vice, desde que houvesse compromisso firmado e executado da Candidatura apoiada em lutar e fazer implementar o Programa Mínimo estabelecido.

Só com a retomada da Democracia hoje suspensa, é que os Municípios, Estados e a Nação poderão recuperar-se do violento baque que foi o Golpe de 2016.

Em boa hora vem esta atividade construída a muitas mãos, chamada pelo Brasil de Fato/RS e pela Rede Soberania, que terá a Presenças de Gleisi Hoffmann, de Mauela Dávila e das potenciais candidaturas da Frente que esta em Construção em Porto Alegre.


Fonte: https://luizmuller.com/2019/08/20/no-dia-26-porto-alegre-debatera-construcao-de-frente-para-derrotar-o-bolsonarismo/

Novidades