Ir para o conteúdo

Luiz Muller Blog

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

O papel do PT na transição: liderança, compromisso com o povo e experiência executiva

23 de Novembro de 2022, 13:55 , por Luíz Müller Blog - | No one following this article yet.
Visualizado 50 vezes

Ex-ministros, especialistas, parlamentares e lideranças petistas contribuem, juntamente com aliados, para a transição do futuro governo de Lula e Alckmin

Ex-ministros, especialistas, parlamentares e lideranças petistas contribuem, juntamente com aliados, para a transição do futuro governo.

Os 31 grupos técnicos coordenados pelo Gabinete de Transição Governamental, sob o comando do vice-presidente eleito Geraldo Alckmin, já deram início ao levantamento dos dados e elaboração de diagnósticos que ajudarão no planejamento do futuro Governo Lula.

Todos as equipes temáticas da transição contam com a participação de representantes dos partidos aliados que apoiaram a candidatura Lula/Alckmin tanto no primeiro como no segundo turno, assim com entidades, parlamentares, organizações da sociedade civil e especialistas com notória competência nas mais variadas áreas governamentais.

Partido presidente eleito, o Partido dos Trabalhadores está presente na maioria dos 31 grupos técnicos contribuindo a experiência e ao conhecimento adquiridos pelos seus muitos quadros em mais de 13 anos dos governos de Lula e Dilma, e também à frente de governos estaduais e municipais.

VEJA AS LIDERANÇAS DO PT NAS COMISSÕES E ACOMPANHE AS NOTÍCIAS DA TRANSIÇÃO

Áreas sociais

No grupo temático da Assistência Social, que já foi declarada pelo presidente eleito Lula como uma das suas principais prioridades, diante do grave quadro do retorno do país ao mapa da fome e da insegurança alimentar durante os quatro anos do governo Bolsonaro, o PT participa com três ex-ministros que atuaram nas gestões de Lula e de Dilma.

Estão na equipe de transição, o ex-ministro e atual deputado federal pelo PT-MG, Patrus Ananias, que implementou o Programa Bolsa Família, o maior e mais completo programa social já existente na história do país; a ex-ministra Márcia Lopes e a ex-ministra Tereza Campello, responsável pelo Programa Brasil sem Miséria, que consolidou o modelo de combate à fome e de segurança alimentar durante o governo de Dilma Rousseff.

Também no grupo que cuida de outra área fundamental, a da Saúde, são outros três ex-ministros da pasta durante os governos petistas: o senador Humberto Costa (PT-PE), titular da Saúde no Governo Lula; o deputado federal reeleito Alexandre Padilha (PT-SP) e o também ex-ministro Arthur Chioro, ambos durante o governo Dilma Rousseff.

Na Educação, o conhecimento e a vasta experiência de vários anos do ex-ministro José Henrique Paim se somam a Binho Marques, ex-governador do Acre; deputada federal Rosa Neide (PT-MT) sempre atuante na área da educação na Câmara e Tereza Leitão, senadora eleita pelo PT de Pernambuco e coordenador do Setorial Nacional de Educação do partido.

Defesa dos direitos

Nos Direitos Humanos, tema bastante caro ao PT, o grupo está fortalecido pela participação da deputada Maria do Rosário (PT-RS), que foi ministra durante o governo da presidenta Dilma. O grupo conta ainda com a contribuição do deputado estadual por São Paulo, Emídio de Souza; secretária nacional LGBT do PT, Janaína de Oliveira e de Rubinho Linhares, coordenador do Setorial de Pessoas com Deficiência do partido.

No grupo técnico do tema Mulheres, que também terá uma atenção especial da futura gestão, está a ex-ministra Eleonora Menicucci e a secretária nacional de Mulheres do PT, Anne Moura. Assim como a Juventudecuja equipe conta com a participação de Nádia Garcia, atual secretária nacional de Juventude do PT.

Na Igualdade Racialcuja reestruturação e o resgate do papel da pasta no combate ao racismo e promoção da igualdade são urgentes, estão Martvs das Chagas e Nilma Lino, ex-ministros da Seppir, e os ativistas Douglas Belchior e Givânia Silva.

Na Culturaoutro setor muito sensível e considerado como prioridade para o futuro governo devido ao desmonte praticado de forma brutal por Bolsonaro, o PT tem entre os integrantes a experiência do ex-ministro Juca Ferreira que atuou na pasta nos dois governos comandados pelo partido, além do secretário nacional de Cultura do partido, Márcio Tavares.

Economia, Planejamento e Orçamento

No grupo técnico da Economia como representantes do PT estão os economistas Nelson Barbosa, ex-ministro da Fazendo durante o Governo Dilma, e Guilherme Mello, que já assessora o partido e o presidente eleito Lula há vários anos nas questões econômicas e financeiras do país.

No grupo do Planejamento, orçamento e gestão estão o deputado federal Enio Verri (PT-PR), que sempre priorizou o tema em sua atuação parlamentar; o economista e professor Márcio Pochmann, que já presidiu o Ipea, a Fundação Perseu Abramo e Instituto Lula e a também economista Esther Dweck, que atuou no Ministério do Planejamento de 2011 a 2016, durante o Governo Dilma.

Infraestrutura e energia

Como integrantes da equipe temática que está levantando os dados e fará o diagnóstico da Infraestrutura estão o deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) e a ex-ministra e ex-presidenta da Caixa, Míriam Belchior.

No grupo técnico de Minas e Energia o PT também está muito bem representado pelo senador Jean-Paul Prates, especialista no setor; Maurício Tolmasquim, que atuou em várias funções no setor elétrico durante o Governo Lula; Fernando Ferro, ex-deputado federal e engenheiro elétrico e Giles Azevedo, geólogo, ex-conselheiro da Itaipu Binacional.

Tanto nos temas governamentais abordados, assim  como na maioria dos outros 31 que foram definidos pelo Gabinete de Transição Governamental, o PT contribui com a experiência de seus quadros técnicos, além da participação efetiva de parlamentares e de lideranças atuantes em suas respectivas áreas.

Com Informações do PT Brasil


Fonte: https://luizmuller.com/2022/11/23/o-papel-do-pt-na-transicao-lideranca-compromisso-com-o-povo-e-experiencia-executiva/

Novidades