Ir para o conteúdo

News

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

O retrato do velho, de novo no mesmo lugar

31 de Janeiro de 2018, 10:09 , por segundo clichê - | No one following this article yet.
Visualizado 37 vezes



Carlos Motta



Sucesso no Carnaval de 1951, a marchinha "Retrato do Velho", de Haroldo Lobo e Marino Pinto, na voz de Francisco Alves, parece que foi feita para a folia deste ano.

Afinal, tem muita gente saudosa do tempo em que havia pleno emprego no país, o crediário era barato e farto, o preço da gasolina e do gás de cozinha estava praticamente congelado, a educação superior não era um sonho impossível, assim como a casa própria - o futuro parecia, enfim, ter chegado aos brasileiros, e ele era doce.

O velho de então era Getúlio Vargas, que iria voltar à presidência, já ocupada por ele de 1930 a 1945, depois de vencer a eleição de 1950.

O velho de agora é Luiz Inácio Lula da Silva, que aparece em primeiro lugar em todas as pesquisas de intenção de voto para a disputa presidencial deste ano - se houver -, mesmo sofrendo a mais impiedosa perseguição do aparato midiático-policial-judicial da história do Brasil.

 
Lula, como Getúlio, encarna as esperanças do povo mais pobre, desprotegido, espoliado e vítima de uma desigualdade que envergonha o país perante as outras nações do mundo.
 
Por isso, 67 anos depois, a esperança é que o seu retrato resgate a democracia, tão vilipendiada pela quadrilha que tomou de assalto o Brasil.
 


Bota o retrato do velho, outra vez,
Bota no mesmo lugar,
O sorriso do velhinho,
Faz a gente trabalhar ( oi )

(bis)
Eu já, botei o meu,
E tu, não vai botar ?
Já enfeitei o meu,
E tu vais enfeitar ?
O sorriso do velhinho,
Faz a gente trabalhar ( oi )


Fonte: http://segundocliche.blogspot.com/2018/01/o-retrato-do-velho-de-novo-no-mesmo.html

Notícias

News

Minha rede