Ir para o conteúdo

News

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Polícia Militar do Rio ultrapassa a marca de 300 fuzis apreendidos

24 de Junho de 2024, 14:35 , por Correio do Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 35 vezes

De acordo com levantamento preliminar da Subsecretaria de Inteligência da SEPM, não houve mudança importante até agora entre 2024 e 2023, em relação às áreas de maior volume de fuzis apreendidos, como também em relação à origem dos armamentos de alto poder destrutivo adquiridos por facções criminosas do Estado.

Por Redação, com agências de notícias – do Rio de Janeiro

A Polícia Militar do Rio de Janeiro alcançou a marca de 302 fuzis apreendidos. Os dados foram divulgados pela instituição na última sexta-feira. Se o ritmo de apreensão dessas armas de guerra for mantido, a Corporação vai superar, com larga margem, o desempenho do ano passado, quando foram retirados das mãos de criminosos 492 fuzis.

A Região Metropolitana concentra 98% das armas apreendidas

Na comparação 1 de janeiro a 21 de junho deste ano com o mesmo período do ano passado, o percentual de apreensões de fuzis este ano foi 6,5% maior. Já na comparação dos primeiros 21 dias de junho de 2024 com igual período do ano passado, houve um acréscimo de 52% do número de apreensões.

De acordo com levantamento preliminar da Subsecretaria de Inteligência da SEPM, não houve mudança importante até agora entre 2024 e 2023, em relação às áreas de maior volume de fuzis apreendidos, como também em relação à origem dos armamentos de alto poder destrutivo adquiridos por facções criminosas do Estado.

A Região Metropolitana concentra 98% das armas apreendidas, com maior incidência na capital e Baixada Fluminense. Na Região Serrana, subordinada ao 7º CPA (Comando de Policiamento de Área), não houve apreensão de fuzis.

Sobre a procedência das armas, 95% têm origem no exterior. Chegam às facções como saem do fabricante ou em peças separadas que são montadas por armeiros cooptados pelas organizações criminosas.

– As informações da SSI, mesmo considerando o caráter preliminar, tem orientado nossas equipes de planejamento a programar as ações onde há uma maior concentração de armamentos. O resultado, ou seja, a quantidade cada vez maior de armas apreendidas, mostra a capacidade operacional da nossa tropa – afirma o secretário da SEPM, coronel Marcelo de Menezes Nogueira.

Contudo, o coronel Menezes lembra que para reduzir de forma efetiva o envio de fuzis ao Rio de Janeiro, através de traficantes internacionais de armas, tornam-se necessárias ações articuladas entre as forças de segurança estaduais e federais, através de uma grande união de esforços.

Mulher é presa em flagrante suspeita de receptação

Agentes da 63ª DP (Japeri) prenderam em flagrante uma mulher acusada de receptação. Ela foi encontrada em Japeri, na Baixada Fluminense, na posse de um celular produto de furto.

Segundo os agentes, o aparelho havia sido furtado e a ocorrência foi registrada na própria distrital. Em decorrência das investigações, após diligências, os agentes chegaram até a mulher que portava o aparelho. Ela foi conduzida à delegacia e vai responder pelo crime.

Policiais civis da 93ª DP (Volta Redonda) prenderam em flagrante, na última quinta-feira, um homem acusado de matar a vítima com marretadas na cabeça, no bairro Casa de Pedrão, em Volta Redonda, no Sul Fluminense. O crime ocorreu no mesmo dia, dentro da casa do autor do delito.

Após várias diligências, os policiais capturaram o homem, no momento em que ele tentava fugir da cidade, e o conduziram à delegacia. Na unidade, o acusado confessou os crime aos agentes. A investigação continua em andamento para apurar a motivação do delito.


Fonte: https://www.correiodobrasil.com.br/policia-militar-rio-ultrapassa-marca-300-fuzis-apreendidos/

Notícias

News

Minha rede

Faça uma doação