Ir para o conteúdo

News

Voltar a Internacional
Tela cheia Sugerir um artigo

CEPAL destaca esgotamento da migração rural-urbana na América Latina e no Caribe

18 de Dezembro de 2017, 16:31 , por ONU Brasil - | No one following this article yet.
Visualizado 284 vezes
Três de cada quatro migrantes na América Latina e no Caribe tinham cidades como origem e destino. Foto: WikiCommons / Flickr (CC)/Alicia Nijdam

Três de cada quatro migrantes na América Latina e no Caribe tinham cidades como origem e destino. Foto: WikiCommons / Flickr (CC)/Alicia Nijdam

Três em cada quatro migrantes na América Latina e no Caribe tinham as cidades como origem e destino, segundo dados dos censos de 2010, proporção maior do que a registrada nos censos de 2000. Além disso, a média regional mostra que, apesar de ainda existirem alguns países onde a migração rural-urbana mantém predomínio e protagonismo, esta é menor e segue em retrocesso inexorável, segundo pesquisa publicada na edição de dezembro da Revista CEPAL.

Jorge Rodríguez, assistente de pesquisa do Centro Latino-Americano e Caribenho de Demografia (CELADE) — divisão de população da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) — afirma que 80% dos habitantes da região residem em zonas urbanas, e que dos 14,4 milhões de migrantes internos captados pelos censos de 2010, 11,2 milhões (78%) correspondiam a imigrantes de cidades e 10,6 milhões (73,5%) a emigrantes delas, o que significa que três de cada quatro migrantes internos se moveram entre cidades, ou seja, entre localidades de 20 mil ou mais habitantes.

No estudo intitulado “Efeitos da migração interna sobre o sistema de assentamentos humanos da América Latina”, o especialista explora os dados dos censos que explicam o paulatino esgotamento da migração rural-urbana na região, para estimar a evolução recente dos movimentos da população entre cidades.

Depois da análise da informação dos censos, Rodríguez conclui que existe um enorme déficit de teorias, dados, estudos e políticas sobre migração entre cidades. Essa invisibilizarão seria improcedente, segundo o especialista, já que o que ocorre nas cidades é decisivo para o país como um todo, enquanto a própria migração ajuda a evidenciar tanto as forças como as fragilidades das cidades, o que apoiaria o desenho de políticas e de ação pública em geral.

Este número da Revista CEPAL, principal publicação acadêmica do organismo regional das Nações Unidas, inclui-se no total dez artigos de destacados especialistas e professores internacionais, que analisam a situação econômica e social de vários países da América Latina.


Fonte: https://nacoesunidas.org/cepal-destaca-esgotamento-da-migracao-rural-urbana-na-america-latina-e-no-caribe/

Notícias

News

Minha rede

Faça uma doação