Ir para o conteúdo

News

Voltar a Internet
Tela cheia Sugerir um artigo

O Gigante Havia Acordado: O que dizer disso?

24 de Novembro de 2014, 13:05 , por Thiago Henrique Ferreira Zoroastro - | No one following this article yet.
Visualizado 869 vezes
Licenciado sob Copyleft

Por Thiago Zoroastro

“Facebook tem linguagens de software livre, mas não é livre.”

As pessoas foram às ruas: por quê? Estavam indignadas com quê? Estavam mesmo indignadas (com a situação política, econômica e ambiental) ou alguns deles sem importar com nada disso se infiltra dentro deles, influencia para as decisões erradas, e estão apenas se aproveitando isso porque o Facebook é mais fácil pegar mulher?

O facebook só está no estágio que está porque houve uma mídia que se empenhou em difundi-lo. De um intenso poderio geopolítico que influenciou eles a serem dependentes daquela coisa. Não estou dizendo que vocês devem sair do Facebook, estou dizendo que não somos obrigados a sermos dependentes daquilo para todas as coisas da vida. A internet têm de ser descentralizada. E a comunidade universitária merece um ciberespaço respeitoso para debater as questões do conhecimento produzido na Universidade. Ou não quer sair do Facebook porque quer que os assuntos da Universidade se misturem com os besteiróis que acabam, minam, exterminam nosso verdadeiro poder enquanto cidadãos brasileiros.

E também não adianta de nada ter Bolsa do CNPq, de iniciação Científica, se não há a difusão do conhecimento em ciberespaços propícios para a construção do conhecimento de forma aberta para se aplicar na sociedade. Porque estamos aqui com dinheiro público e o melhor que podemos fazer com o dinheiro que a União investe na gente é retornando à sociedade.

Por isso, é preciso mais que Facebook. Não é uma questão de “aonde é mais fácil pegar mulher”, Philippe. Só que quando eu perguntei-lhe sobre a disponibilidade de sair do Facebook em finais de Junho de 2013, você disse que “no Facebook é mais fácil pegar mulher”. E depois foi ao I Simpósio Internacional de Metafísica com o trabalho “A real politik da Razão”, porque afinal parece que você quer ter sempre razão, né?. Querendo ter razão me obrigou a fazer isso para tentar reverter a situação.

E de raiva te xinguei, mas isso não é exemplo para ninguém. Você me colocou numa situação constrangedora, cara. Não te respeito porque você não respeita as pessoas. Respeita as pessoas que te interessam. E quer ir na Assembléia Popular de São João Del Rei querendo que aquilo seja dependente do Facebook sem grandes e maiores questionamentos. De burrice moral sua. Todo mundo conhece quem somos de verdade. Por que você estava interessado nas Manifestações, Besta? Isso é merda de touro, você não vai escapar da engenharia da história, chapa. Tudo será contado.

Muito bem cara, se você fosse leal e moralmente certo, eu jamais precisaria abrir isso para todo mundo. Não sou um exemplo de pessoa mas eu defendo as virtudes que nos levam às verdadeiras conquistas históricas. Porque o poder que eu tinha de tirar aquilo do Facebook foi me tirado por você e a grupelha de desinformados de esquerda sem que eu tivesse que abrir ao público o que você pensa e deveria dizer lá. Afinal, havíamos morado juntos e nos conhecemos muito bem. E vocês usam o Facebook para falar de um monte de gente e fazer as coisas sem ter a mínima noção das coisas que estão realmente acontecendo sobre vocês.

https://www.facebook.com/philippe.campos

Então quando for organizar protesto no Facebook sem grande consciência do que se trata e for dizer "compartilha aí pra gente", lembre-se que o compartilhamento não surgiu do Facebook e tem muito mais sobre isso do que você pensa.


Fonte: Thiago Henrique Ferreira Zoroastro

Notícias

News

Minha rede