Перейти к контенту

Luiz Muller Blog

Назад в Blog
Full screen Suggest an article

Bolívia se mobiliza em defesa de Wiphala e contra tentativas de golpe

октября 13, 2021 13:23 , by Luíz Müller Blog - | No one following this article yet.
Viewed 57 times

Reproduzido do DESACATO

Diante das tentativas de setores de direita para desestabilizar o país, milhares de bolivianos se reúnem em diferentes partes do país para o “Wiphalazo”, evento organizado para reparar o símbolo nacional reconhecido pela Constituição.

Essas mobilizações projetadas por organizações sociais e conhecidas como o “Grande Wiphalazo”, se estenderão pelos nove departamentos do país e terão como objetivo reivindicar a unidade e a identidade cultural do povo.

Como encontro pela unidade do país e pela consolidação da identidade dos bolivianos, o presidente da Câmara dos Deputados, Freddy Mamani, descreveu a mobilização em defesa da Wiphala.

Paro de 24 horas convocado por la derecha mediante Comités Cívicos, fracasó en 7 de los 9 departamentos. Según evaluación del Ministerio de Gobierno tuvo impacto en Santa Cruz y Cochabamba. El argumento es un proyecto de ley de investigación de ganancias ilícitas. @ConexiontlSUR pic.twitter.com/Us6TVeIvlg

— Freddy Morales (@FreddyteleSUR) October 11, 2021

O inciso II do artigo 6º da Constituição Política do Estado estabelece que a bandeira tricolor vermelha, amarela e verde, e a Wiphala são símbolos oficiais do Estado.

As manifestações desta terça-feira acontecem no âmbito do Dia da Resistência Indígena em oposição à comemoração do início da Conquista Espanhola, que a cada 12 de outubro comemora a chegada dos espanhóis ao continente americano em 1492.

Os eventos serão realizados nos nove departamentos do país e em três deles: Santa Cruz, La Paz e Cochabamba, contará com a presença do Presidente Luis Arce, que estará acompanhado por outros representantes do Movimiento Al Socialismo (MAS).

#Wiphalazo | El director ejecutivo del SENARECOM, Mauricio Mamani Coro, manifestó su rechazo a los agravios a la wiphala y destacó el papel que juega en la construcción de la nueva Bolivia. #Senarecom#TrabajandoConElSectorMinero#EstamosSaliendoAdelante pic.twitter.com/hqA4jDKwBQ

— Senarecom (@senarecom1) October 12, 2021

Hoje, diferentes organizações estão concentradas nas principais áreas do país para reivindicar este símbolo nacional. Segundo reportagem da Bolívia TV, as pessoas se reúnem em Yacuiba, Trinidad, Riberalta, Oruro, El Alto, Sucre, entre outras cidades.

O Wiphala é um símbolo sagrado e ancestral. Identificar o sistema comunitário baseado na equidade, igualdade, harmonia, solidariedade e reciprocidade.

Quanto à greve nacional convocada por grupos de direita vinculados ao golpe de 2019 contra o ex-presidente Evo Morales, ela teve baixa adesão nos diversos departamentos do país sul-americano segundo diferentes meios de comunicação locais e avaliação do governo de Luis Arce.

Segundo o porta-voz presidencial Jorge Richter, o apelo à paralisação do país não teve a resposta esperada e, pelo contrário, teve uma adesão baixa e garantiu que o país funcionou de forma absolutamente normal na sua grande extensão territorial. Além disso, ele rejeitou o aviso para uma nova greve.

Ele afirmou que o que aconteceu na segunda-feira foi uma greve institucional e política liderada pelos chamados comitês cívicos que rejeitam o projeto de lei Contra a Legitimação do Lucro Ilícito, que foi adiado seu tratamento enquanto se desenvolve sua socialização.

#BoliviaNoPara | ?? Mira la cantidad de dinero que se generaría en pérdida por departamento por cada día de paro. La #CulturaDelDiálogo es el camino.#EstamosSaliendoAdelante#ReconstruimosLaEconomía pic.twitter.com/69TkujYQdC

— Min. Economía (@EconomiaBo) October 11, 2021

Na opinião deles, os cidadãos optaram pela paz, tranquilidade, trabalho e poder atender suas unidades produtivas, gerar recursos econômicos para a subsistência diária, entre outros.

Para o dia de terça-feira, Dia da Resistência Indígena, eles preparam várias mobilizações que têm sido chamadas de Wiphalazo, como resposta à greve nacional de segunda-feira e apoio ao símbolo dos povos indígenas.

Saludo el compromiso del pueblo boliviano: no quiere ser cómplice del golpe, defiende la democracia; no es cómplice del separatismo, defiende la unidad del país y no quiere hacer daño a la economía; por eso fracasó el paro de la derecha boliviana.

— Evo Morales Ayma (@evoespueblo) October 11, 2021

Em relação à convocação do Wiphalazo, o Ministro da Justiça, Iván Lima, garantiu que será realizada fora do horário de trabalho como uma mensagem de solidariedade, apoio e reconhecimento do que é wiphala, símbolo previsto na Constituição Boliviana, portanto não haverá necessidade de desbloqueio ou desmobilização.


Источник: https://luizmuller.com/2021/10/13/bolivia-se-mobiliza-em-defesa-de-wiphala-e-contra-tentativas-de-golpe/

Novidades