Ir para o conteúdo

Luiz Muller Blog

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Crime Lesa Pátria: Bolsonaro e Temer entregaram R$ 244 Bi de ativos da Petrobras as multinacionais e aos banqueiros

13 de Janeiro de 2022, 16:55 , por Luíz Müller Blog - | No one following this article yet.
Visualizado 75 vezes

 Crime de lesa-pátria: crime que tem como objetivo lesar, prejudicar a pátria; atentado contra a pátria ou qualquer ato considerado traição à pátria, ao poder do Estado: entregar patrimônio e riquezas nacionais pode ser considerado Lesa Pátria (Dicionário)

A PETROBRAS era uma das maiores Petroleiras do Mundo e o melhor, sob o Controle do Estado Brasileiro.

A política do “poço ao posto” com o Refino e a comercialização, assim como a exploração e extração comandadas pela Estatal, permitia que a empresa além de garantir lucro, investisse no Desenvolvimento Econômico e Tecnológico da Nação.

Com o Pré-Sal esta possibilidade se ampliou a ponto de Lula e Dilma sinalizarem o Investimento de todos os Royalties vindos dele serem destinados a Educação e a Saúde do nosso povo.

Com o Golpe, Temer liquidou a possibilidade de investir Royalties do Petróleo na Educação e Saúde e, leio agora, ainda entregou R$ 78,5 Bilhões a privataria.

Com Guedes e Bolsonaro a vergonhosa entrega desta grande riqueza nacional já chega a mais de R$ 170 Bilhões, perfazendo um total de R$ 244 bilhões, como é possível ler no artigo a seguir, do Brasil 247.

Nem todos estes negócios escusos poderão ser desfeitos, mas alguns deles são tão escandalosos, que não se sustentam nem com muita mentira contada, como por exemplo a Venda da empresa TAG dos Gasodutos da Petrobras, vendida Brookfield pela bagatela de US$ 4,23 bilhões, sendo US$ 2,59 bilhões em ações e US$ 1,64 bilhão em títulos de dívida. Hoje a Petrobrás paga quase R$ 3 Bi POR ANO de aluguel pelo uso dos mesmos gasodutos. Ou seja, em dois anos a Petrobras já pagou mais aluguel pelos Gasodutos que eram seus, do que o valor pelo qual eles foram vendidos. Uma maracutaia explicita como qualquer leigo que sabe fazer contas, identifica.

O Golpe não foi contra Dilma, Lula ou o PT. Foi contra a nação. E continua sendo operado por Guedes e Bolsonaro de forma descarada e escancarada, que nem com suas mentiras e fakenews conseguem esconder.

Estes criminosos tem que ser Julgados pelos Crimes Contra a Pátria que cometeram.

Segue a matéria do 247:

Para agradar acionistas e a iniciativa privada, Petrobrás vendeu R$ 244 bi em ativos nos últimos 7 anos

Petrobrás

 A estratégia de  desmonte da Petrobrás fez com que a estatal se desfizesse de ativos que somam cerca de R$ 243,7 bilhões por meio de 68 transações assinadas nos últimos sete anos. De acordo com o UOL, a maior parte das vendas à iniciativa privada, 56,7% do total, foi realizada pelo governo Jair Bolsonaro, cuja política neoliberal é dirigida pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. 

O fatiamento da Petrobrás é apontado por opositores, sindicalistas e trabalhadores como uma forma de privatização disfarçada que resulta na criação de monopólios que afetam diretamente  a concorrência e reduzem a capacidade de gerenciamento do país no tocante às políticas de energia, combustíveis e petroquímica.

Ainda conforme a reportagem, durante o governo de Michel Temer (MDB), a companhia vendeu R$ 78,5 bilhões em ativos. O valor corresponde a 32,2% de tudo o que foi repassado a investidores privados desde 2015. No governo da presidente deposta Dilma Rousseff, este índice foi de apenas 11% (R$ 26,9 bilhões). 

Segundo dados do Observatório Social da Petrobras, ligado à Federação Nacional dos Petroleiros (FNP), os maiores negócios firmados durante o período  foram as vendas da TAG (Transportadora Associada de Gás), da rede de gasodutos do Norte e Nordeste: R$ 41 bilhões (2019), da NTS (Nova Transportadora do Sudeste), controladora de gasodutos na região Sudeste: R$ 21 bilhões (2019). da  BR, distribuidora de combustíveis: R$ 12 bilhões (2021).

O ano de 2020 foi o que registrou o maior maior número de vendas, com a estatal se desfazendo de 23 bens e participações acionárias que somaram R$ 52,8 bilhões. No ano passado, a Petrobrás também entregou sua  primeira refinaria à iniciativa privada, a Rlam (Refinaria Landulpho Alves), na Bahia, por R$ 10 bilhões.

“O que a Petrobras está fazendo é vender um ativo cujo valor presente do dinheiro que ela recebe está vinculado a um dispêndio que ela mesma vai ter nos próximos anos. A empresa está queimando seus ativos para converter em lucros e distribuir aos investidores”, disse o ex-diretor executivo da Petrobras Ildo Sauer. 


Fonte: https://luizmuller.com/2022/01/13/crime-lesa-patria-bolsonaro-e-temer-entregaram-r-244-bi-de-ativos-da-petrobras-as-multinacionais-e-aos-banqueiros/

Novidades