Ir para o conteúdo

Luiz Muller Blog

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Morre na prisão, de forma estranha, ex-presidente egípcio Mohamed Mursi

18 de Junho de 2019, 10:51 , por Luíz Müller Blog - | No one following this article yet.
Visualizado 8 vezes

As ditas “revoluções coloridas” em 2011 foram as primeiras intentonas de massa do que viria a se chamar “guerras hibridas” milhões de pessoas nas ruas nos países do mundo árabe “contra a corrupção”. Tudo articulado, orquestrado e convocado a partir das redes sociais, em especial o facebook a época. Nações árabes inteiras sucumbiram aos ataques. O próprio povo, manipulado através de ações em massa de comunicação, destruiram as instituições nacionais. Países como a Líbia, o Afeganistão e outros deixaram de ser nações e se transformaram em territórios disputados por gangs, tribos, milícias e máfias de todo tipo. No Egito no entanto, o povo nas ruas exigiu democracia e ganhou uma eleição livre na qual elegeu Mohamed Mursi. Mas os donos do capital financeiro, financiadores das guerras hibridas não queriam uma democracia, mesmo que fosse pela eleição de um governante conservador muçulmano ligado a Irmandade Árabe. Eles precisavam destruir o Egito e sua credibilidade internacional. E continuaram manipulando o povo egípcio dizendo que Mursi havia fraudado a eleição. Seguiram no discurso de “combate a corrupção”. O Governo Mursi foi deposto por um Golpe Militar de militares entreguistas e vendilhões. O Egito perdeu sua hegemonia na região e agora é entregue aos interesses do capital financeiro internacional e suas riquezas estão sendo subtraídas de forma vergonhosa.

O enterro as presas só demonstra mais claramente ainda que há algo errado

Agora MURSI morre de forma estranha na prisão. O “Grande Irmão” continua a agir e matar líderes populares. Por isto temos que continuar a campanha #LulaLivre permanentemente, por que ao menor descuido, eles não terão nenhum prurido em assassinar Lula na prisão.

Leia matéria da SPUTNIK NEWS

Mohammed Mursi, ex-presidente do Egito © AP Photo / Tarek el-Gabbas

O ex-presidente egípcio Mohamed Mursi morreu em pleno tribunal, informou a televisão estatal nesta segunda-feira.

A mídia local declarou que Mursi, de 67 anos, estava participando de uma sessão em seu julgamento por acusações de espionagem quando ele desmaiou e morreu.

Os soldados egípcios durante hasteamento da bandeira no cruzeiro militar BPC Anwar el Sadate.

© AFP 2019 / LOIC VENANCEgito decide se retirar da ‘OTAN Árabe’ criada pelos EUA

Seu corpo foi levado para um hospital, prosseguiu a TV estatal.

Mursi, uma das principais figuras da Irmandade Muçulmana, foi eleito em 2012 nas primeiras eleições livres do país após a saída do líder Hosni Mubarak.

Contudo, ele acabou derrubado pelas Forças Armadas em 2013, após protestos em massa contra essa regra.

Mursi cumpriu pena de sete anos por acusação de “falsificar” o pedido de candidatura para a corrida presidencial de 2012.


Fonte: https://luizmuller.com/2019/06/18/morre-na-prisao-de-forma-estranha-ex-presidente-egipcio-mohamed-mursi/

Novidades