Ir para o conteúdo

News

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Quem pagou a conta?

11 de Julho de 2017, 15:11 , por Blogoosfero - | No one following this article yet.
Visualizado 339 vezes

Quem pagou a conta

Sinopse do site da Editora

QUEM PAGOU A CONTA? é um livro fascinante e fundamental, que teve um ampla cobertura pela mídia quando foi lançado no exterior. Nele, Frances Stonor Saunders narra em detalhes como e por que a CIA, durante a Guerra Fria, financiou artistas, publicações e intelectuais de centro e esquerda, num esforço para mantê-los distantes da ideologia comunista. Cheia de personagens instigantes e memoráveis, esta é uma das maiores histórias de corrupção intelectual e artística pelo poder.

Não é segredo para ninguém que, com o término da Segunda Guerra Mundial, a CIA passou a financiar artistas e intelectuais de direita; o que poucos sabem é que ela também cortejou personalidades de centro e de esquerda, num esforço para afastar a intelligentsia do comunismo e aproximá-la do American way of life.

No livro, Saunders detalha como e por que a CIA promoveu congressos culturais, exposições e concertos, bem como as razões que a levaram a publicar e traduzir nos Estados Unidos autores alinhados com o governo americano e a patrocinar a arte abstrata, como tentativa de reduzir o espaço para qualquer arte com conteúdo social. Além disso, por todo o mundo, subsidiou jornais críticos do marxismo, do comunismo e de políticas revolucionárias. Com esta política, foi capaz de angariar o apoio de alguns dos maiores expoentes do mundo ocidental, a ponto de muitos passarem a fazer parte de sua folha de pagamentos.

Partisan Review, Kenyon Review, New Leader e Encounter foram algumas das publicações que receberam apoio direto ou indireto. Entre os intelectuais patrocinados ou promovidos pela CIA estavam Irving Kristol, Melvin Lasky, Isaiah Berlin, Stephen Spender, Sidney Hook, Daniel Bell, Dwight MacDonald, Robert Lowell, Hannah Arendt, Mary McCarthy e muitos outros. Na Europa, havia um interesse especial na Esquerda Democrática e em ex-esquerdistas, como Ignacio Silone, Arthur Koestler, Raymond Aron, Michael Josselson e George Orwell.

A prosa esplendorosa e contundente de Frances Stonor Saunders leva o leitor de volta a uma época em que a política era tudo, e em que espiões endinheirados conheciam o preço da cultura.

“Um trabalho fundamental de história investigativa.”
Edward W. Said

“Esta é a fascinante história do conflito em torno dos valores culturais e das ideologias do pós-guerra em meio aos quais cresceram diversas gerações literárias e culturais (...) uma história crucial sobre as energias perigosas e comprometedoras e sobre a manipulação de toda uma era muito recente.”
The Times

“Frances Stonor Saunders escreveu um livro que é uma martelada, e que estabelece em definitivo a realidade sobre as atividades da CIA.”
Spectator

“Quem pagou a conta? é o primeiro e excelente livro de Frances Stonor Saunders, tão animado e malicioso quanto um coquetel literário, penetrante e vastamente pesquisado.”
Times Literary Supplement

“Consistente e fascinante.”
The Washington Post


Notícias

News

Minha rede