Ir para o conteúdo

News

Voltar a Economia
Tela cheia Sugerir um artigo

Importância da classificação dos gastos nas Finanças Pessoais

25 de Novembro de 2016, 0:00 , por LEANDRO VALLE RACHADEL - | No one following this article yet.
Visualizado 2230 vezes

 

Finanças pessoais

 

Todos possuímos sonhos que gostaríamos de realizar, viagens, carro do ano, casa de praia, sair do aluguel, entre outros. Contudo, para a grande parte das pessoas, o dinheiro parece nunca sobrar. Estamos constantemente vivenciando o sentimento de falta, que o mesmo foge através de nossos dedos e assim, nos impedindo de juntar um montante para concretizar os nossos desejos. Um dos motivos para estes sentimentos ocorrerem está na falta de organização pessoal, no tocante das Finanças pessoais. As pessoas não se organizam e criam planilhas de controle para saberem o quanto estão ganhando e gastando, com isso, nesta falta de controle, gera um caos financeiro. Para começarmos a entender e solucionar este problema, devemos ter um conhecimento maior da natureza de nossos gastos e como classificá-los, assim mantendo um controle maior sobre nosso orçamento mensal.

 

Partiremos para um estudo um pouco mais aprofundado sobre o que aperta nosso orçamento: as despesas (ou gastos). Elas possuem basicamente três classificações: fixas, semifixas e variáveis. Os gastos fixos são aqueles que ocorrem todos os meses e seus valores não sofrem alteração, por exemplo, prestação de um imóvel ou carro. Ela terá sempre o mesmo valor enquanto estiver vigente. Os de natureza semifixa ocorrem com a mesma frequência, contudo os seus valores podem sofrer variação. Um exemplo clássico é a energia elétrica, você sabe que irá pagar todo o mês o boleto, mas de acordo com o seu consumo este valor pode variar. Por fim, os gastos variáveis. São aqueles de natureza extraordinária, que podem ocorrer em um mês e depois simplesmente não ocorrerem mais, por isso não possuem frequência e nem valor definido. Se você quer melhorar suas finanças pessoais, comece refletindo sobre a natureza de seus gastos e classificando-os nas opções apresentadas.

Dica: classifiquem os gastos com diversão, tais como ida a barzinhos, cerveja com amigos e afins, como gastos semifixos, pois com certeza todos os meses vocês irão e devem se divertir. Gastos variáveis deixem mais para presentes de aniversário e multas de trânsito, por exemplo, que possuem ocorrências mais escassas.


Leandro Rachadel
Assessor Financeiro - LMR Promotora
https://www.lmrpromotora.com.br


Fonte: LEANDRO VALLE RACHADEL

Notícias

News

Minha rede