Ir para o conteúdo

News

Tela cheia Sugerir um artigo

Economia

28 de Fevereiro de 2014, 13:41 , por Blogoosfero - | No one following this article yet.

Três concorrentes brasileiros incomodavam os EUA: Petróleo, Empreiteiras e Carnes

18 de Março de 2017, 14:52, por Luíz Müller Blog

“Três concorrentes brasileiros incomodavam os EUA: Petróleo, Empreiteiras e industria de Embutidos (salsichas, presuntos, linguiças etc)”, diz o jornalista Florestan Fernandes Júnior; “Agora entendo o sentido da frase de Obama quando disse que o Lula era o cara. Era o cara que comandava o país a ser alvejado. Éramos penetras na festa dos ricos. Uma pergunta me intriga: será que todo esse estrago na economia brasileira foi orquestrado lá fora?”

Por Florestan Fernandes Júnior, no perfil que mantém na rede digital de Mark Zuckemberg

Três concorrentes brasileiros incomodavam os EUA: Petróleo, Empreiteiras e industria de Embutidos (salsichas, presuntos, linguiças etc).

Nos últimos anos várias empresas desses setores se transformaram em multinacionais e operavam fortemente na América Latina, Africa, Asia e até nos Estados Unidos.

Desde 2015 essas empresas brasileiras estão sendo varridas do mercado internacional através de investigações por fraudes e corrupção.

De gigantes voltaram a ser anãs.

Agora entendo o sentido da frase de Obama quando disse que o Lula era o cara. Era o cara que comandava o país a ser alvejado. Éramos penetras na festa dos ricos.

Operávamos com a mesma desenvoltura para ganhar licitações como fazem as grandes do mundo: Siemens,  Alstom, Bombardier, etc.

Todas investigadas recentemente, mas preservadas e trabalhando normalmente, inclusive aqui no nosso país em obras como a do metrô.

Uma pergunta me intriga: será que todo esse estrago na economia brasileira foi orquestrado lá fora?



PIB tem queda de 3,6% em 2016

7 de Março de 2017, 10:00, por Bertoni - 0sem comentários ainda

Em 2016, o PIB - Produto Interno Bruto - sofreu contração de 3,6% em relação a 2015. Já o PIB per capita teve queda de 4,4% em termos reais. Os brasileiros ficaram mais pobres que o Brasil!

Do site do IBGE

Essa queda resultou do recuo de 3,1% do valor adicionado a preços básicos e da contração de 6,4% nos impostos sobre produtos líquidos de subsídios. O resultado do valor adicionado refletiu o desempenho das três atividades que o compõem: agropecuária (-6,6%), indústria (-3,8%) e serviços (-2,7%).

O PIB per capita teve queda de 4,4% em termos reais, alcançando R$ 30.407. O PIB per capita é definido como a divisão do valor corrente do PIB pela população residente no meio do ano.

Pib 2016

O decréscimo da agropecuária em 2016 (-6,6%) decorreu, principalmente, do desempenho da agricultura. Na indústria, o destaque positivo foi o desempenho da atividade de eletricidade e gás, água, esgoto e limpeza urbana, que cresceu 4,7% em relação a 2015. A indústria de transformação teve queda de 5,2% no ano. A construção sofreu contração de 5,2%, enquanto que a extrativa mineral acumulou recuo de 2,9%, influenciada pela queda da extração de minérios ferrosos.

Dentre as atividades que compõem os serviços, transporte, armazenagem e correio sofreu queda de 7,1%, seguida por comércio (-6,3%), outros serviços (-3,1%), serviços de informação (-3,0%) e intermediação financeira e seguros (-2,8%). As atividades imobiliárias variaram positivamente em 0,2%, enquanto que a administração, saúde e educação públicas (-0,1%) ficou praticamente estável em relação ao ano anterior.

Na análise da despesa, pelo terceiro ano seguido houve contração da FBCF (-10,2%). Este recuo é justificado pela queda da produção interna e da importação de bens de capital, sendo influenciado ainda pelo recuo da construção. A despesa de consumo das famílias caiu 4,2% em relação ao ano anterior (quando havia caído 3,9%), explicado pelo deterioração dos indicadores de juros, crédito, emprego e renda ao longo de todo o ano de 2016. A despesa do consumo do governo, por sua vez, caiu 0,6%, ante uma queda de 1,1% em 2015.

Já no setor externo, as exportações de bens e serviços cresceram 1,9%, enquanto que as importações de bens e serviços caíram 10,3%.

PIB atinge R$ 6,3 trilhões em 2016

O Produto Interno Bruto em 2016 totalizou R$ 6.266,9 bilhões. A taxa de investimento no ano de 2016 foi de 16,4% do PIB, abaixo do observado no ano anterior (18,1%).

A taxa de poupança foi de 13,9% em 2016 (ante 14,4% no ano anterior).



Atual status do financiamento coletivo no Brasil

23 de Fevereiro de 2017, 0:00, por Luis Silva

Crowdfunding

O termo crowdfunding pode ser traduzido como financiamento coletivo. Passou a ser um importante conceito no meio digital em 2005, através do site norte-americano Kickstarter. No Brasil, ganhou espaço em 2011 com o surgimento de plataformas nacionais especializadas. Por aqui, é uma interessante forma atual de se obter financiamento colaborativo para projetos com vários objetivos: cultural, social, negócio, tecnológico, pesquisa, saúde, entre outros.

Como iniciar uma campanha de financiamento coletivo

Para iniciar uma campanha de crowdfunding, é necessário realizar cadastro em uma plataforma e seguir o passo a passo do site. Porém, antes disso, é importante ter vários aspectos definidos: valor a ser arrecadado, título do projeto, textos explicativos (com uma boa história), meios de divulgação (redes sociais e vídeos, por exemplo), entre outros.

Também é bom se informar a respeito dos planos oferecidos e porcentagens a serem pagas sobre o dinheiro recebido ou quando a meta não for atingida. Desse modo, eles podem ser do tipo “flexível” ou “tudo ou nada”. No primeiro, é possível receber todo o dinheiro arrecadado, independente do seu valor. No segundo, isso acontece somente se atingir ou ultrapassar a meta; do contrário, o montante é devolvido aos doadores.

Principais plataformas atuais de financiamento coletivo no Brasil

Catarse ‒ foi a primeira do país e é voltada para projetos de teor criativo. Taxa cobrada: 13%.

Kickante ‒ é a maior plataforma de crowdfunding doBrasil, e recebe campanhas de vários segmentos: esporte, artísticos, ativismo e inovação. Taxa cobrada: entre 5,5% e 17,5%.

Vakinha ‒ nasceu com a ideia de fazer vaquinhas digitais para projetos pessoais e depois se estendeu também para financiamentos coletivos. Taxa cobrada: de 2,99% a 6,4%.

Bicharia‒ volta-se para financiamentos de campanhas que ajudam animais carentes. Taxa cobrada: 10%.

Benfeitoria ‒ tem o intuito de receber projetos culturais diversos. Taxa cobrada: entre 1,3% e 4,9%.

Bookstart ‒ criada para financiar projetos de criação e publicação de livros. Taxa cobrada: de 15% a 35%.

Urbe.me –para investidores, o Urbe.me foi criado para aquisição de imóveis. Nele, os investidores são donos de uma parte de um determinado empreendimento, e recebem remuneração de acordo com a receita de aluguel gerada. Leia matéria sobre o Urbe.me no Bolsa Valor.

Existem ainda muitos outros sites de crowdfunding no Brasil, com nichos bem específicos. O mais importante é utilizar os mais conhecidos e adequados para cada campanha. Por isso, fazer uma boa pesquisa antes de colocar o projeto no ar é fundamental.

Já usou alguma plataforma de financiamento coletivo? Conta para gente nos comentários.



Pacotes de fim de semana revelam a alma de Holambra

10 de Janeiro de 2017, 0:00, por Carlos Motta

Top Centrum Hotel oferece a seus hóspedes passeios turísticos e atividades artísticas e culturais

 

A pequena e charmosa Holambra, a 130 km da capital paulista, é hoje um dos destinos mais procurados por turistas de todo o país. O município, além de ser o maior produtor nacional de flores e plantas ornamentais, possui a singular característica de ser um pequeno pedaço da Holanda no Brasil - ele nasceu do sonho de imigrantes holandeses que se estabeleceram na região em 1948. 


Há muito para se fazer e ver em Holambra. A cidade preserva a cultura dos seus fundadores na arquitetura dos imóveis, no cardápio dos restaurantes e docerias, nos nomes das ruas, no sobrenome de seus habitantes, nas festividades tradicionais, como o Dia do Rei, em abril, ou a Festa de São Nicolau, que antecede o Natal, e no Moinho Povos Unidos, o monumento mais evocativo da presença holandesa na cidade e uma das principais atrações turísticas da região.


O moinho foi inaugurado em 2008 e foi revitalizado para funcionar da mesma maneira que seus congêneres europeus. No ano passado, a sua gestão foi entregue à iniciativa privada. Ele possui 38,60 metros de altura, mais 3 metros de subsolo, sendo o maior da América Latina. Visitar o Moinho Povos Unidos é como participar de uma aula de história e ciência. Os turistas são recebidos por um moleiro, que explica, em cada andar, como é feita a moagem dos grãos, a utilidade e o funcionamento de cada peça. 


Para tornar a visita a Holambra mais agradável e proveitosa, o Top Centrum Hotel (Rua Rota dos Imigrantes, 470, Centro), o mais bem avaliado pelo site de turismo Tripadvisor (4,5 estrelas) e nota 9,1 ("Fantástico") no site de reservas Booking, preparou dois pacotes de fim de semana, que englobam uma série de atividades que levarão o turista a conhecer a verdadeira alma da cidade, se aproximando de sua cultura, seus hábitos, e da beleza de sua arquitetura e paisagens.


O primeiro pacote inclui as atividades abaixo relacionadas, sendo que do passeio turístico e do workshop podem participar pessoas maiores  de 6 anos. Inicia- se com um mínimo de 6 pessoas e máximo de 15 pessoas.


Passeio turístico: além do citytour, o visitante será levado aos campos de flores, onde poderá tirar fotos e conhecer como é feito o plantio, cultivo e corte das plantas, além de obter informações sobre a produção de Holambra, referência mundial.   


Visitas específicas: a pé, de carro ou de bicicleta pela cidade, apreciação da arquitetura, Lago Vitória Régia e o Deck do Amor, além de ingressos para pontos turísticos, como o Moinho Povos Unidos e o Museu Histórico e Cultural. 


Workshop de arte floral: descubra a arte de fazer arranjos e decoração com flores com os ensinamentos de uma renomada profissional.


Lazer no Clube Fazenda Ribeirão: o clube é o maior complexo esportivo de Holambra e região, localizado no Centro da cidade, numa área de aproximadamente 110 mil metros quadrados, com muito verde e diversos espaços e instalações para a prática de atividades esportivas e de lazer.


Check-in: sexta-feira

Check-out:  domingo


Preço do Pacote

Duplo ou casal: R$ 1.050,00

Triplo: R$ 1.300,00

Quádruplo: R$ 1.550,00


O segundo pacote inclui todas as atividades anteriores e mais as seguintes atividades,  das quais podem participar pessoas maiores de 13 anos. Inicia – se com um mínimo de 6 pessoas e máximo de 15 pessoas:


Chá da tarde típico holandês: servido no hotel, com stroopwafels (tradicionais biscoitos holandeses), café, bolachas, tortas e pães típicos da Holanda.


Visita ao Veiling e ao Gran Flora: Principal centro de vendas de flores e plantas da América, responsável por cerca de 45% do mercado nacional, o Veiling funciona no sistema de leilão, no qual a oferta e a procura proporcionam a formação de preços, se tornando referência para todo o mercado. Um dos destaques do Veiling é o Klok, que exibe todas as informações referentes ao produto no momento da venda em uma imensa tela em LED de 17 metros por 5 metros de altura, permitindo a comercialização de grandes quantidades de produtos em tempo recorde. Atualmente são utilizados três Kloks que realizam leilões simultâneos de produtos em corte, em vaso e plantas ornamentais. Em média, um lote é adquirido a cada 1,5 segundo. O Gran Flora é o maior centro de vendas por atacado de flores e plantas ornamentais do país, com mais de 20 mil metros quadrados de área.


Check-in: sexta feira

Check-out: segunda-feira


Preço do pacote

Duplo ou casal: R$ 1.200,00

Triplo: R$ 1.650,00

Quádruplo: R$ 2.100,00


O Top Centrum Hotel  dispõe para seus hóspedes de Apartamentos Supreme, com com ar-condicionado, camas box, cofre, minicopa com cooktop, bancada da pia, micro-ondas, frigobar, sala de TV com sofá e wi-fi gratuito. O hotel conta ainda com estacionamento coberto.


As reservas podem ser feitas pelos telefones (19) 3802 8555 / 3802 8551 ou pelo e-mail reservas@topcentrumhotel.com.br. 

O endereço eletrônico é  www.topcentrumhotel.com.br



Importância da classificação dos gastos nas Finanças Pessoais

25 de Novembro de 2016, 0:00, por LEANDRO VALLE RACHADEL

 

Finanças pessoais

 

Todos possuímos sonhos que gostaríamos de realizar, viagens, carro do ano, casa de praia, sair do aluguel, entre outros. Contudo, para a grande parte das pessoas, o dinheiro parece nunca sobrar. Estamos constantemente vivenciando o sentimento de falta, que o mesmo foge através de nossos dedos e assim, nos impedindo de juntar um montante para concretizar os nossos desejos. Um dos motivos para estes sentimentos ocorrerem está na falta de organização pessoal, no tocante das Finanças pessoais. As pessoas não se organizam e criam planilhas de controle para saberem o quanto estão ganhando e gastando, com isso, nesta falta de controle, gera um caos financeiro. Para começarmos a entender e solucionar este problema, devemos ter um conhecimento maior da natureza de nossos gastos e como classificá-los, assim mantendo um controle maior sobre nosso orçamento mensal.

 

Partiremos para um estudo um pouco mais aprofundado sobre o que aperta nosso orçamento: as despesas (ou gastos). Elas possuem basicamente três classificações: fixas, semifixas e variáveis. Os gastos fixos são aqueles que ocorrem todos os meses e seus valores não sofrem alteração, por exemplo, prestação de um imóvel ou carro. Ela terá sempre o mesmo valor enquanto estiver vigente. Os de natureza semifixa ocorrem com a mesma frequência, contudo os seus valores podem sofrer variação. Um exemplo clássico é a energia elétrica, você sabe que irá pagar todo o mês o boleto, mas de acordo com o seu consumo este valor pode variar. Por fim, os gastos variáveis. São aqueles de natureza extraordinária, que podem ocorrer em um mês e depois simplesmente não ocorrerem mais, por isso não possuem frequência e nem valor definido. Se você quer melhorar suas finanças pessoais, comece refletindo sobre a natureza de seus gastos e classificando-os nas opções apresentadas.

Dica: classifiquem os gastos com diversão, tais como ida a barzinhos, cerveja com amigos e afins, como gastos semifixos, pois com certeza todos os meses vocês irão e devem se divertir. Gastos variáveis deixem mais para presentes de aniversário e multas de trânsito, por exemplo, que possuem ocorrências mais escassas.


Leandro Rachadel
Assessor Financeiro - LMR Promotora
https://www.lmrpromotora.com.br



Notícias

News

Minha rede