Ir para o conteúdo

News

Tela cheia Sugerir um artigo

Sociedade

28 de Fevereiro de 2014, 13:45 , por Blogoosfero - | No one following this article yet.

Curso gratuito com inscrições abertas para educadores, professores e estudantes de licenciatura

28 de Agosto de 2014, 13:53, por Fabio Barros - 1Um comentário

Aprender e ensinar com sentido para a vida

Este curso reune estudantes de licenciatura, professores e demais pessoas interessadas em refletir, trocar experiências e dar sentido ao processo de ensino-aprendizagem em sua prática.

O objetivo é discutir questões relacionadas as metodologias que facilitem o processo de aprendizagem livre, prazeroso e com sentido para a vida dos estudantes e professores, abordando temas como educação livre, pedagogia libertária, metodologia da problematização, pedagogia da autonomia, aprendizagem colaborativa, escola democrática, pedagogia da roda, conectivismo e outras possibilidades de aprendizagem.

São debatidos textos e vídeos indicados pelos participantes e professores, de autores como Ivan Illich, Paulo Freire, Moacyr Gadotti, Istvan Meszáros, Leonardo Boff, Celso Vasconcelos, Humberto Maturana, Enrique Dussel, George Siemens, Edgar Morin, Ken Robinson, Gaudêncio Frigotto, Tião Rocha, Marco Antonio Moreira, Rubem Alves, José Pacheco, Helena Singer, Carl Rogers, Freinet entre tantos outros.

Duração: o curso tem duração prevista de 3 meses. Estima-se uma necessidade de dedicação de 4h semanais para as atividades do curso, leituras, escrita etc.

Inscrição: como o curso é em fluxo contínuo, novos alunos podem entrar a qualquer momento e participar das atividades.

Certificação: os participantes aprovados receberão certificado de curso de extensão com carga horária total de 48H.

Metodologia do curso: cada pessoa é convidada a participar ativamente das atividades, fazendo leituras dos textos disponíveis, buscando, lendo, escrevendo e comentando textos, vídeos e diferentes conteúdos de livre escolha. Como o curso é baseado na Metodologia da Problematização cada participante deve refletir sobre a realidade educacional, principais problemas e contradições, buscar autores e debater com colegas para aprofundar o conhecimento sobre determinado problema escolhido e intervir na realidade procurando contribuir para a solução ou enfrentamento do problema.

Avaliação: a avaliação será feita com base na participação nos fóruns (tópicos iniciados e respostas a tópicos existentes) e na escrita reflexiva no blog do curso (narrativa pessoal de aprendizagem).

Curso dividido em 3 módulos: Análise da Realidade; Teorização; e Intervenção na Realidade.

São três desafios principais no curso:

Módulo I - Análise da realidade

O desafio é ler e escrever no Fórum Observação, debatendo sobre os problemas da educação, e utilizando o Fórum também para definir um problema/questão da realidade a ser enfrentado por cada participante durante o curso. Deve-se escrever de forma clara e objetiva o problema/desafio sobre o qual cada um irá pesquisar (teorização) e colocar em prática uma forma de enfrentamento ao final do curso (intervenção na realidade).

Módulo II - Teorização

O desafio aqui é ler artigos, trocar experiências, aprender e compartilhar, escrever e debater. Cada participante deve concentrar-se em materiais teóricos e interações que ajudem a compreender mais profundamente o problema definido no módulo I. Deve-se utilizar o Fórum Teorização para definir os pontos-chave do problema em estudo e para a troca de leituras.

Módulo III - Intervenção na realidade

Com base nas reflexões, leituras e interações realizadas no módulo II (teorização) o desafio agora é propor e colocar em prática na realidade alguma forma de enfrentamento ou superação com relação ao problema definido por cada participante no módulo I (análise da realidade). Deve-se utilizar o Fórum Aplicação para isso.

Curso online gratuito, livre e de aprendizagem colaborativa.

Professor: Fabio Barros

CEFET-RJ Campus Nova Friburgo

Para participar acesse: http://blogoosfero.cc/aprender-e-ensinar-curso-livre-e-aberto



O mercado das figurinhas da copa

4 de Agosto de 2014, 14:12, por Rafael Pisani Ribeiro - 0sem comentários ainda

Como prometido, em 04/08/2014 seria tratado sobre os temas da copa. Por ser um tema extenso serão produzidos três textos. Esse vai tratar sobre a questão do comércio na copa. O segundo sobre os efeitos colaterais da repressão, e um terceiro sobre os demais assuntos.

Fato visível foi a vantagem ganha pelo comércio na copa. Juntando tudo com a questão das manifestações, só restou sair às ruas, seja quem for, pessoas para ir ao campo ou assistir aos jogos em bar. De resto foram os manifestantes, mas os cidadãos que não iriam fazer nada do tipo ficaram em casa, assistindo ou não aos jogos. Ainda assim, os mais beneficiados foram os setores alimentícios, lojas de televisão e Hoteleiros, além de artigos ligados a copa, inclusive brinquedos. Entre os setores alimentícios, há de se considerar os bares e churrascarias,  que colocando uma televisão durante os dias de jogos, aumentaram a clientela.[1] No entanto, em alguns aspectos o comércio perdeu. O varejo  foi um deles[2], assim como indústria e comércios não ligados diretamente à copa. Mas um tipo específico de comércio, e não muito comentado ganhou bastante. As bancas de revista. O que incentivou tal alta foi o álbum de figurinhas da copa. Dele em relação aos outros há sim um quê de diferença.

Observando os Mercados de trocas existem traços interessantes. Vamos começar pelos gastos com o álbum. . Com um total de 647 figurinhas, é preciso comprar 129 pacotinhos a 1 real cada. Considerando 0 figurinhas repetidas, há um total mínimo de 129 pacotes comprados, sendo 129 reais excluindo a compra do álbum, e como geralmente vem muitas repetidas, o valor é muito maior para que se complete.  Em relação aos mercados de figurinha, alguns são compostos em volta de bancas e por pessoas comuns. O funcionamento é simples: Nada combinado em grupo, mas todos vão com uma mesma idéia, completar o álbum. Algo como um contrato social oculto. A regra é a seguinte: uma figurinha por uma, caso a troca entre um e outro não seja equivalente dá-se figurinhas repetidas para compensar, ou compra-se a sobra.

 Há também pessoas que vão para comprar e outras para trocar, sendo 20 centavos cada, o valor de cada uma no pacotinho. A maioria das pessoas vai por seus filhos, não por conta própria. Portanto, a verdade é que essa foi a melhor forma em que a FIFA influenciou as crianças. Repito, é a imaginação infantil sendo influenciada pela FIFA.  Assim acaba a família incluída na brincadeira, (pais, irmão, vó, vô etc...) que gasta um valor considerável com o Álbum. Ou seja, a criança faz com que a família se envolva.

 Muito do dinheiro é investido em compras de novos pacotes. Dessa forma a banca de revista ganha bastante em termos de figurinha, visto que há muitas pessoas ao redor. A loucura é que com a copa a FIFA é quem mais ganha, seja ideológica ou economicamente.

Lembrem-se de referenciar a fonte caso utilizem algo deste blog. Dúvidas, comentários, complementações? Deixe nos comentários.

Escrito por: Rafael Pisani

Referencias:

Disponível em: http://agenciabrasil.ebc.com.br/geral/noticia/2014-07/copa-varejistas-registra-queda-nas-vendas-mas-comercio-popular-e-bares-faturam

Isabela Vieira e Kelly Oliveira/ http://agenciabrasil.ebc.com.br . Data de acesso: 02 de agosto de 2014

Disponível em: http://www.manager.com.br/reportagem/reportagem.php?id_reportagem=1659  Bárbara de Aquino/ http://www.manager.com.br . Data de acesso



Multidão vazia

28 de Julho de 2014, 20:33, por Rafael Pisani Ribeiro - 0sem comentários ainda

Observo agora

Um monte de gente

Parado aqui em frente

Nada vem a mente

 

Agora penso

E olho para frente

E me pergunto

O que há com essa gente?

 

Parece uma multidão

Mas são peças

Que não vêem em si

Uma união

 

Lembrem-se de referenciar a fonte caso utilizem algo deste blog. Dúvidas, comentários, complementações? Deixe nos comentários

Escrito por: Rafael Pisani



A triste história dos negros?

30 de Junho de 2014, 14:53, por Rafael Pisani Ribeiro - 0sem comentários ainda

Basta olharmos a história do mundo, também do Brasil, para percebermos que o histórico da raça negra no mundo é triste. [1]É fácil lembrar dos Portugueses, Espanhóis e Ingleses que vendiam negros africanos como escravos de forma cruel e desumana por toda a América, nos vem a cabeça também os capitães do mato responsáveis por  caçar negros que fugiam a escravidão no Brasil, da guerra de Secessão dos Estados Unidos, dos palmares etc...  Seus filhos eram tirados das mães, [2]muitos negros morriam já nas viagens feitas em barcos horríveis e de pouca qualidade. [3]Eram escravizados pelos Europeus e até pelos próprios negros Africanos. [4]As Senzalas, casas em que moravam enquanto escravos eram sem conforto e higiene. [5]Os homens fazendo trabalhos braçais, as mulheres serviços domésticos e até bacanais e o pior, era trabalho por 24 horas e sem pagamento. Agora tempo, a história é tão ruim assim? Pare alguns minutos antes de continuar para pensar em ao menos dez fatos ou pessoas positivas que você conhece da historia dos negros. Realmente pare e só depois comece a ler o próximo parágrafo, comente se tiver lembrado de algum ou não.

 

 

Parou e pensou? Se não, pare, se sim pode continuar. Agora vou simplesmente citar alguns nomes em oito áreas que foram exemplos de positividades na história dos negros e explicá-los, de resto basta citar os nomes e que o leitor procure mais se tiver curiosidade.

 

------------------------------Pare e Pense---------------------------------

Medicina e Ciência

[6]Charles Drew: Inventou formas de armazenar e fazer transfusão de sangue que são usadas até hoje, também protestou contra a segregação racial. Muitos teriam morrido sem ele não?

[7]Dr. Daniel Hale: Primeiro a executar a cirurgia aberta de coração. Esse sujeito realmente salvou vidas.

Tecnologia

[8] Josehph Gammel: Inventor do sistema de supercarga para os motores de combustão interna. Sem ele os carros não andariam hoje em?

[9]Alexander Miles: Inventor do elevador. Sem ele adeus elevadores para prédios.

[10]Lewis Howard Latimer: Inventou o filamento de dentro da lâmpada elétrica. [11]Thomas Edison pegar o ouro sozinho foi injustiça.

Esporte

[12]Jesse Owens: Ganhador de 4 medalhas de ouro nas provas de atletismo nas Olimpíadas de Berlim em 1936 e só por ser negro não foi cumprimentado por Adolf Hittler e Franlkin Roosevelt, seu próprio presidente. Situação difícil em?

Beleza e vestuário

[13]Lydia O. Newman: Inventora da escova de cabelos. O que seria da vida de moças de classe alta e preconceituosas sem essa invenção de uma negra?

[14]Jan E. Matzlinger: Inventor da máquina de colocar solas nos sapatos. Que sapatos teríamos sem ele?

Utensílios de casa

[15]Lloyde P. Ray: Inventor da pá de lixo. Como seria limpar a casa sem a invenção desse sujeito?

[16]Sarah Boone: Inventora da tábua de passar roupa. Como seriam nossas roupas sem ela?

[17]Lee Burridge: Inventou a máquina de datilografia. Sem ele muita gente não teria escrito nesse mundo, inclusive o presente autor.

[18] John Standard: Inventou a geladeira. Sem ele conservaríamos os alimentos de outra forma hoje.

Literatura e escrita

[19]Machado de Assis: Um dos maiores escritores da literatura Brasileira sem ter estudado ou feito faculdade.  Não é preciso dizer muito sobre ele.

[20]William Purvis: Inventor da caneta tinteiro. Seria difícil escrever sem ele atualmente não?

Luta antiracismo

[21]Malcolm X: Ativista contra a segregação racial, diferia de Martin Luther King Jr. por defender que os negros deveriam responder com violência a violência dos brancos. Sujeito político importante não?

Música

[22]Ray Charles: Um dos cantores negros mais famosos de todos os tempos e considerado pela revista Rolling Stone o segundo maior de todos os tempos. Era cego e se recusava a cantar em lugares só para brancos.

Existem diversos nomes como [23]Martin Luther King Jr. Nelson Mandela, Muhammada Ali, Joaquim Barbosa, Rosa Parks, Zumbi dos Palmares, Bob Marley, Michael Jackson, Pelé, [24]Henrique do Haiti, Shaka Zulu, Harriet Tubman, Jonh Richard Archer, Kwame Nkrumah, Koffi Annan, Stanley Oneal, Barack Obama, [25]C.J Walker, Thomas W. Stewart, George T. Samon, Jonh Love, W.A. Lovette, John Burr,  Richard Spikes, Garret A. Morgan, Alice Parker, Frederick Jones, Elbert R. Robinson e etc... Na realidade até haviam mais nomes a colocar, mas não há necessidade. A importância maior não é nem a cor, nem a origem e nem o seu feito.  É na verdade olhar a história pelo outro lado, ir além do que é ensinado na escola e isso é com certeza um grande referencial para enfrentar o preconceito e deve ir ao conhecimento das pessoas e ser um fato reconhecido na história dos negros para que ajude no enfrentamento do preconceito. A idéia de falar sobre isso na verdade obtive indo a um centro cultural de um bairro a qual nem lembro mais, mas isso reforça a idéia de que não faz mal ir ao centro cultural de sua cidade, lá pode estar ocorrendo algo legal ou você mesmo pode produzir algo legal. Que tal tentar olhar a história por outro lado?

Lembrem-se de referenciar a fonte caso utilizem algo deste blog. Dúvidas, comentários, complementações? Deixe nos comentários.

Escrito por: Rafael Pisani

Referencias:

Disponível em http://guiadoestudante.abril.com.br/fotos/negros-influenciaram-politica-mundo-731817.shtml#11   / http://guiadoestudante.abril.com.br . Data de acesso: 10 de maio de 2014

Disponível em: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/se-nao-existissem-pessoas Gelédes / http://negrosnegrascristaos.ning.com . Data de acesso: 18 de maio de 2014

Disponível em: http://civilizacoesafricanas.blogspot.com.br/2010/05/participacao-africana-no-trafico-de.html  Valter Pitta/ http://civilizacoesafricanas.blogspot.com.br . Data de acesso: 10 de maio de 2014

Disponível em http://www.e-biografias.net/thomas_edison/ / http://www.e-biografias.net . Data de acesso: 10 de maio de 2014

Disponível em: http://www.historianet.com.br/conteudo/default.aspx?codigo=619

  Cristiano Rodrigo Catarin/ http://www.historianet.com.br . Data de acesso: 10 de maio de 2014

Disponível em http://www.mensagenscomamor.com/diversas/icones_negros.htm

 / http://www.mensagenscomamor.com . Data de acesso: 10 de maio de 2014

Disponível em http://www.suapesquisa.com/historiadobrasil/escravidao.htm  / http://www.suapesquisa.com . Data de acesso: 10 de maio de 2014

Disponível em: http://www.suapesquisa.com/colonia/senzala.htm  http://www.suapesquisa.com . Data de acesso: 22 de maio de 2014

 

 

 

 



[5] Fonte dos trabalhos de homem e mulher: http://www.suapesquisa.com/historiadobrasil/escravidao.htm

[7] Fonte: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/se-nao-existissem-pessoas, apesar de ter lido o texto em um centro cultural.

[8] Fonte: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/se-nao-existissem-pessoas, apesar de ter lido o texto em um centro cultural.

[9] Fonte: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/se-nao-existissem-pessoas, apesar de ter lido o texto em um centro cultural.

[10] Fonte: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/se-nao-existissem-pessoas, apesar de ter lido o texto em um centro cultural.

[11] Fonte Thomas Edison: http://www.e-biografias.net/thomas_edison/

[13] Fonte: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/se-nao-existissem-pessoas, apesar de ter lido o texto em um centro cultural.

[14] Fonte: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/se-nao-existissem-pessoas, apesar de ter lido o texto em um centro cultural.

[15] Fonte: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/se-nao-existissem-pessoas, apesar de ter lido o texto em um centro cultural.

[16] Fonte: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/se-nao-existissem-pessoas, apesar de ter lido o texto em um centro cultural.

[17] Fonte: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/se-nao-existissem-pessoas, apesar de ter lido o texto em um centro cultural.

[18] Fonte: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/se-nao-existissem-pessoas, apesar de ter lido o texto em um centro cultural.

[20] Fonte: Descobri tudo isso indo em um centro cultural, a qual já nem sei mais o nome.

[25] Fonte: http://negrosnegrascristaos.ning.com/forum/topics/se-nao-existissem-pessoas, apesar de ter lido o texto em um centro cultural.



Da Curitiba entubada a Curitiba que samba na rua - em vídeos

29 de Junho de 2014, 18:58, por Tânia Mandarino - 0sem comentários ainda

Blogueiros Progressistas paranaenses realizaram a cobertura da festa curitibana na rua, após o jogo entre Brasil e Chile. No Largo da Ordem, Centro Histórico de Curitiba, os curitibanos caíram no samba, mostrando que Curitiba não é um pedaço da Europa!

Não, Senhoras! Não, Senhores! Aqui é BRASIL cidade do batuque de Garibaldis e Sacis! Cidade de Pretos! Cidade de irmãos brasileiros que se congraçam irmanados após uma vitória brasileira! Sim aqui é CURITIBA! Aqui tem Copa! Aqui é BRASIL e não EUROPA!!!

 

 (imagens: Sérgio Bertoni)

Ao largo já se avistavam as grossas nuvens que trariam a chuva que veio em seguida, assim que a gente comemorou, batucou, sambou, se abraçou e se sentiu brasileiríssima! Sim, Curitiba é BRASIL na #CopaDasCopas!

 (imagens: Sérgio Bertoni)

Começou assim, sem mais, após a certeza da classificação do Brasil para as quartas, a gente simplesmente começou a se juntar; começou pequeno e depois engrossou o cordão, virou um marzão de gente! Momento pra guardar pra sempre no coração! #CopadDasCopas acontecendo linda em Curitiba! 

 (imagens: Iris Cavalcanti - Meg Thai)

Curitiba comemora, como boa BRASILEIRA que é! E a gente se emociona em ver as pessoas fora dos tubos que foram planejados para levá-las diretamente pra casa, isoladas do samba, do suor e da cerveja... A gente comemora e se emociona por estar na rua com todo mundo! Vem pra rua, vem, Curitiba brasileiríssima! 

 

 (imagens: Tânia Mandarino)

E, de brinde, aqui o vídeo do torcedor curitibano que prometeu (e cumpriu!) tirar a roupa se o Brasil vencesse o jogo contra o Chile:

 (imagens: Iris Cavalcanti - Meg Thai)



Notícias

News

Minha rede