Ir para o conteúdo
ou

Thin logo

 Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

MPM OCUPA TERRENO VAZIO NA CIDADE INDUSTRIAL DE CURITIBA

19 de Abril de 2015, 20:34 , por Claudio Roberto Angelotti Bastos - | No one following this article yet.
Visualizado 150 vezes
Cerca de 400 famílias de trabalhadores sem-teto organizados pelo MPM - Movimento Popular por Moradia, que faz parte da Frente Nacional de Movimentos Resistência Urbana – ocuparam na madrugada desta sexta (17/04) uma área de 145.200 m² na Cidade Industrial de Curitiba (PR).
 
O terreno há muito tempo se encontrava completamente abandonado. Consta que o proprietário está em falência desde 2009 e que o terreno possui uma série de dívidas de IPTU dos anos 2008, 2009, 2019, 2011, 2012. O terreno também já foi pego abrigando ilegalmente lixo e resíduos perigosos do aterro privado Essencis, colocando em risco o meio ambiente e a saúde pública.
 
Reivindicação 
O MPM reivindica uma política habitacional definitiva para atender as centenas de famílias que realizam a ocupação, com a destinação do terreno para moradias populares, assim como serviços públicos de qualidade no bairro para beneficiar o conjunto da comunidade. O imóvel será melhor utilizado abrigando famílias que esperam há muito tempo uma resposta do poder público para o déficit habitacional de Curitiba.
As famílias vão permanecer no local até haver alguma negociação e as famílias consigam sua moradia digna que é um direito Constitucional e Democrático. A ocupação foi batizada com o nome Tiradentes, mártir daInconfidência Mineira e herói nacional.
Enquanto morar for um privilégio, ocupar é um dever!
 
Fé na luta e pé no chão!
 
Endereço: Rua dos Palmenses, 3721.
Ocupação Tiradentes
MPM – Movimento Popular por Moradia
Frente Nacional de Resistência Urbana
 
 
Fonte de informação:
Fernando Marcelino- https://www.facebook.com/fernando.marcelino.5?fref=ts
Poderá ler também em:
 
 
Para melhorar as condições do acampamento e a vida das 400 famílias lá acampadas, começarmos uma campanha de coleta de alimentos, madeira e lona. As doações vão possibilitar a construção de uma cozinha comunitária e a melhoria nos barracos dos acampados.

>> As contribuições precisam ser entregues diretamente no local da ocupação: rua dos Palmenses, 3721, que fica em frete à Sanepar, nas proximidades da Ocupação Nova Primavera.