Ir para o conteúdo

Ajuda

Voltar a Ajuda
Tela cheia Sugerir um artigo

Relato do Encontro Comunitário do Noosfero no FISL 14

12 de Julho de 2013, 15:55 , por Desconhecido - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 495 vezes

Quem não foi, perdeu! Contudo, segue abaixo uma síntese de tudo que rolou no encontro comunitário do Noosfero no FISL 14, em Porto Alegre.

O encontro foi no dia 06/07/2013 no FISL 14 em POA

Presentes

  • Afonso Rech
  • Alan Tygel
  • Ana Luisa Losnak
  • Daniel Bucher
  • Daniela Feitosa
  • Felipe Vencato
  • Flávio Pazatto
  • José Honorato
  • Nicholas Santos
  • Nitai Bezerra
  • Paulo Santana
  • Pedro Belasco
  • Ricardo Poppi
  • Rodrigo Souto
  • Sérgio Bertoni
  • Vicente Aguiar

Relatos dos projetos e funcionalidades no Noosfero

UNB (Daniel)

Lá ainda está num estágio inicial do projeto de utilização do Noosfero como rede da universidade. Já tem uma instância online . A rede foi criada usando como referência a rede da USP. Está na fase de checar com o cpd para checar uma forma de autenticação integrada (rede social e moodle). O Daniel Bucher está fazendo o TCC orientado pelo Paulo Meirelles de levantar as necessidades da comunidade em relação a funcionalidades que precisam ser desenvolvidas. Uma dessas funcionalidades seria integrar a base de dados do Noosfero com o Moodle.

Estimativa de usuários: 35 mil Estimativa de comunidades: ??? URL: comunidade.unb.br

 

 

USP (Ana)

Na Usp existia uma rede social usando o Elgg, mas estava abandonado e ninguém usava. A Ana entrou em Março no projeto Stoa, está se adaptando ao grupo e conversando com pessoas para descobrir as demandas dela. A maioria das pessoas que estão usando o Stoa atualmente estão fazendo TCC ou fazem parte de alguma disciplina que o professou indicou para eles usarem. Ela ainda está aprendendo a desenvolver no Noosfero resolvendo bugs e também planeja fazer a integração do Noosfero com o Moodle.

URL: social.stoa.usp.br Número de suários: 58 mil Número de comunidades: 880

 

Fundação Pensamento Digital (Flávio Pazatto)

Foi projeto em POA na periferia que usou o Noosfero realizado por uma professora. ??? acredita que é necessário entrar em contato com o governo para obter investimento do governo para realizar mais projetos nesse sentido. O projeto foi descontinuado por falta de desenvolvimento.

 

Kiron (Afonso)

O orientador delO plano era colocar o Noosfero na universidade, mas acabou por falta de pessoas para da prosseguimento ao processo. Atualmente só tem ele e uma pedagoga. Tem chance de voltar a surgir com um novo estágiario que está entrando. Eles tentaram começar a usar a funcionalidade de empreendiemntos, porém poucas pessoas criaram empreendimentos e além disso não deram continuidade. Ele acredita que o chat é muito importante para o Noosfero.

Número de usuários: 14 Número de comunidades: 7 Número de empreendimentos: 1 URL: kiron.unesc.net:22223

 

Cirandas (Alan)

O Cirandas está desde o ínicio do Noosfero. É fianciado pelo FBES. Eles estão no processo de inserir novos empreendimentos atráves do novo mapeamento dos empreendimentos. O Cirandas tem seu foco principal na linha econômica. Eles usam bastante as funcionalidades de empreendimentos, categoria de produtos, vitrine, etc. Eles pretedem avançar nas funcionalidades de inteligência economica. Já tem desenvolvidas, o farejador, coletivo de consumo, carrinho de compras, moeda coletiva, vitrine de produtos e serviços, ???.

Número de usuários: 8 mil Número de comunidades: 500 Número de empreendimentos: 22 mil URL: cirandas.net

 

Escambo (Alan)

O Escambo é voltado para os pontos de cultura e fomentação de trocas. O principal ponto dele é estimular os pontos de cultura a funcionarem como fornecedores de produtos. Já existe implementada a funcionalidade de saberes, interesses, etc. Eles fizeram várias funcionalidades novas através de plugins, criaram interfaces (design, arquitetura de informações, etc) novas com a Preface. O Escambo funciona como uma espécie de "distribuição" do Noosfero. Eles tiveram que fazer muitas coisas além do core e agora inciarão o processo de integração com o core. A ideia é ter diversas distribuições que resolvam subcategorias de redes sociais específicas, como rede econômica ou educacional, com um conjunto de plugins e temas.

Número de usuários: Número de comunidades: Estimativa de usuários: Estimativa de comunidades: URL: escambo.org.br

 

Portal de Participação Social (Ricardo)

Está na versão de testes. Existe um plano de se contratar consultores para desenvolver novas funcionalidades em par com o pessoal de lá como uma forma de preparar a rede e capacitar pessoal.

Número de usuários: Número de comunidades: Estimativa de usuários: Estimativa de comunidades: URL: psocial.sg.gov.br Funcionalidades:

 

Noosfero (Vicente)

Em questão de novas funcionaliddes estamos trabalhando em:

  • Migração do Rails 2.3 para o Rails 3.2 e ruby 1.8.7 para 1.9.2.
  • Correção do Chat (0.43.0)
  • Chat integrado com outras ferramentas XMPP.
  • Performance
  • Customização de tema e layout para os usuários pela interface
  • API
  • Documentação
  • Federação
    • Proposta de iniciar essa discussão com outras organizações interessadas no Latinoware.
  • GUI

 

Blogoosfero (Bertoni)

O Blogoosfero surge em 2011 após uma demanda da blogosfera progressista em ter um servidor de blogs e rede social seguro, soberano e autônomo, a fim de evitar que servidores comerciais retirassem blogs do ar por conta de pedidos de políticos ou empresas que perseguiam e queriam censurar @s blogueir@s.

É uma tentativa de aproximação da comunidade de software livre com a comunidade de blogueir@s e midialivristas.

Para nós o Blogoosfero é mais que uma rede social ou um provedor de blogs. É uma plataforma de comunicação livre e soberana.

É a plataforma que está mais em contato com o grande público formado apenas por usuários finais, assim como, o futuro Portal de Participação Social.  Neste aspecto estas duas redes se diferem um pouco das demais redes baseadas em noosfero que tem um caráter mais corporativo e voltadas para o desenvolvimento da plataforma.

Realizamos uma pesquisa com nossos usuários e notamos que a maioria absoluta gostaria de poder mexer mais com o layout e criar identidades próprias para seus blogs, sites ou comunidades.

A facilidade de uso e configuração é fundamental para o sucesso do Blogoosfero.

Nossa proposta é que tenhamos duas frentes de desenvolvimento, trabalhando concomitantemente:
a) Blogoosfero e Portal da Participação Social devem investir na usabilidade da plataforma. Seriam uma espécie de "Ubuntu" do Noosfero, ou seja, focadas no conceito "User Friendly", fazendo com que os usuários realmente sintam-se donos da plataforma e possam participar do processo de desenvolvimento e dela se apropriar.
b) As demais redes seguiriam no trabalho desenvolvido com maestria até o momento, ou seja, focados em novas funcionalidades, estabilidade e segurança do software e da plataforma noosfero. Diríamos que seriam o Debian do Noosfero.

Dentro da proposta de usabilidade, implantar um sistema de streaming e gerenciamento de vídeos é fundamental. Muitos de nossos usuários demandam esta funcionalidade. Ela também é fundamental para integrar TVs Comunitárias à nossa plataforma.

Outro ponto que é preciso investir é na popularização da plataforma, na disseminação da mesma entre usuários e programadores.

Desenvolver os protocolos de Redes Sociais Federadas e fazer as redes noosfero conversar entre si são de extrema importância para o desenvolvimento do noosfero e do Blogoosfero como plataforma de comunicação livre, aberta e soberana.

Estamos montando uma equipe de aprendizado e desenvolvimento do Blogoosfero em Curitiba.

 

Planos para o gerenciamento da comunidade

 

  • (Continuação do encontro no estande do fisl)

 

Reuniões periódicas da comunidade:

 

  • Objetivo: Manter o conhecimento de tudo o que está sendo feito na comunidade
  • Frequencia: Quinzenal, via hangout e IRC (chat)
  • Metodologia: Cada projeto traz pontualmente o resultado/trabalho da quinzena e o planejamento da próxima (“actions itens” criados)
  • Relatoria: Na Wiki da comunidade
  • Issue/bug tracker: Na wiki da comunidade
    • (em inglês na wiki da comunidade (foswiki) e em seguida traduzido em português no github? - sim, aí o github vira esse espaço aberto em que os parceiros e cidadãos abrem os tickets ligados ao esforço do portal de participação social)
  • Segundas-feiras, a cada 15 dias, começando a 15 de julho às 17h (link do hangout será divulgado no IRC)
  • Definir o cronograma de desenvolvimento do release do momento.

 

Ampliar o time de release manager

 

  • O processo hoje está envolvendo apenas uma organização (a Colivre) e seria muito importante para Colivre e para comunidade que esse processo seja compartilhado com outros desenvolvedores. Isto porque o processo de RM é um investimento que a Colivre assume sozinha, além de ser importante compartilhar a expertise de RM com outros desenvolvedores.

 

  • O Alan Tygel sugeriu que fosse incluído, em futuros projetos de captação de recursos de todas as organizações envolvidas no Noosfero, uma rubrica financeira para o processo de RM do projeto geral.

Fonte: http://blogoosfero.cc/news/blog/relato-do-encontro-comunitario-do-noosfero-no-fisl-14

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar