Go to the content

News

Full screen Suggest an article

Política

February 25, 2014 16:14 , by Blogoosfero - | No one following this article yet.
Licensed under CC (by)

As seitas formadas pelos fascistas e pela extrema esquerda

July 5, 2016 0:00, by carlos motta

Quando a gente lê as barbaridades que essas pessoas da extrema direita escrevem nas redes sociais vem a certeza de que elas não estão nem aí para a política, mas sim formam uma espécie de seita, como os tantos cultos religiosos que existem por aí afora.

Meu primeiro contato com gente desse tipo foi na Jundiaí dos anos 80, um grupo que se pretendia de esquerda abrigado no então recém-fundado Partido dos Trabalhadores, chamado Convergência Socialista, que hoje forma o PSTU.

Já naquela época esse pessoal agia completamente dissociado da realidade, seguindo cegamente as ordens do líder, um tal de Zé Maria, que permanece até hoje à frente da agremiação, como um Messias a iluminar o caminho que inexoravelmente conduzirá os trabalhadores brasileiros ao paraíso.

A adoração que vários têm pelo deputado fascista Jair Bolsonaro me lembra muito essa turma, deglutidora de slogans, sem quase nenhum senso crítico, portadora de uma dialética esfarrapada, e com a vital necessidade de dividir o universo entre bons e maus.

Os fascistas demonizam os comunistas, os petistas, e qualquer um que tenha dois neurônios, o suficiente para aceitar o progresso da civilização humana.

Para eles, o mundo ideal é o das trevas, onde se queimam bruxas nas fogueiras.

Já a rapaziada do PSTU continua achando que é possível aos trabalhadores, no poder, "romper com o imperialismo" e promover uma "segunda independência do Brasil" - como se a plutocracia, que não permitiu nem que o PT instalasse um arremedo de social-democracia por aqui, fosse estender um tapete vermelho para eles...

Os dois grupos, junto com setores do Ministério Público, do Judiciário, e de "comunicadores" de massa, estão, na realidade, ao rejeitar a ação política como instrumento de mudanças, promovendo um enorme desserviço à consolidação da democracia no país. 

O que se tem a fazer é aperfeiçoar o sistema político-partidário brasileiro, e não extingui-lo, como querem alguns. (Carlos Motta)



Um golpe contra o futuro do Brasil

July 2, 2016 0:00, by carlos motta

Dói ver que o Brasil foi tomado de assalto pelo mais desqualificado bando de "homens públicos" já formado em sua história, gente que poderia, muito bem, estar neste momento cumprindo pena em qualquer uma de nossas luxuosas prisões.

Dói muito mais, porém, saber que o propósito dessa quadrilha é interromper a mais profícua experiência democrática jamais vivida no país, essa década na qual o PT ensaiou uma social-democracia que conseguiu amenizar um pouco a infame desigualdade social que havia se tornado a marca registrada do Brasil no planeta Terra.

Uma nação como a nossa, de mais de 200 milhões de habitantes que vivem num imenso e riquíssimo território, não merece o destino que a súcia golpista pretende dar a ela, de voltar a ser uma colônia americana, onde 1% da população detém 90% da riqueza, e onde apenas 20 milhões de pessoas integram o mercado consumidor, com todas as suas maravilhas - e o restante mal e mal sobrevive.

O trágico deste momento da vida nacional é saber que não são poucos os que desejam ver o Brasil se apequenar, se reduzir a quase nada no cenário mundial.

Triste é constatar que existam na sociedade brasileira tantos lesa pátrias, tantos entreguistas, tantos traidores.

E tantos inocentes úteis, buchas de canhão, ignorantes ou simplesmente idiotas, que seguem cegamente as ordens de seus "líderes" na esperança de obter uma ascensão social e econômica só possível num mundo imaginário.

É impossível prever qual será o futuro do Brasil.

Mas algo é certo: o golpe dado pela malta de políticos, empresários, representantes do Judiciário e do Ministério Público, vai atrasar em algumas décadas o desenvolvimento do país - se não interrompê-lo definitivamente. (Carlos Motta)

Escute também Voz a Temer em http://paranablogs.com.br/paranablogs/voz-a-temer-os-immundos-contra-o-golpe



As milícias fascistas, impunes

June 30, 2016 0:00, by carlos motta

A sede nacional do PT, em São Paulo, que há dias foi invadida por uma tropa da Polícia Federal, foi novamente atacada, na madrugada desta quinta-feira (30/6), desta vez, provavelmente, por terroristas da extrema-direita, que quebraram os vidros dos edifícios.

Não é a primeira vez que imóveis que abrigam o PT sofrem esse tipo de ataque.

Desde o ano passado as milícias fascistas, que agem impunemente no Estado de São Paulo, se dedicam a tais manifestações de violência, demonstrando, assim, não só o seu ódio a uma entidade partidária legalmente constituída, mas o seu repúdio à democracia.

Todas essas ações criminosas foram devidamente comunicadas aos órgãos policiais, que até o momento se mostraram completamente alheios ao trabalho investigativo - não houve o interrogatório de sequer um suspeito, nem a prisão de quem quer que seja.

É como se, para os policiais, atentados a bomba equivalessem a furtos de doces em supermercados...

Notícias como essas são preocupantes na medida em que demonstram que o Brasil vive um momento excepcionalíssimo, menos pelo fato de os fascistas saírem às ruas para agir como sempre agiram na história, mas muito mais porque suas ações criminosas não estão sendo combatidas pelas autoridades competentes.

Um Estado que ignora o fascismo ou caminha rapidamente para ele ou já o abraçou. (Carlos Motta)



Delações, delatores e a democracia

June 29, 2016 0:00, by carlos motta

Uma das mais nefastas consequências destes últimos anos de mensalões, petrolões, lava jatos e outras operações judiciais-midiáticas empreendidas com o propósito de exterminar a esquerda brasileira foi incutir na cabeça, já fraca, de uma parte da população, que basta uma pessoa ser acusada de algo por quem quer que seja para ela se transformar em culpada.

Inverteu-se o ônus da prova.

Agora basta o dedo-duro dizer uma mentira qualquer sobre seu desafeto para que a vítima da calúnia vire réu.

Era assim nos tempos da inquisição.

Milhares de inocentes foram assassinados.

O alcagueta é um dos seres mais execráveis do universo.

Pior que ele só quem oferece a ele vantagens em troca da delação - a maior parte das vezes sem nenhuma prova.

A corrupção é um mal que exige o combate incessante.

Mas se para isso se subvertem os mais elementares princípios jurídicos, então é melhor deixar tudo como está.

Afinal, a injustiça também é uma forma de corrupção - moral e ética, que se institucionalizada, destrói um dos mais fortes pilares da democracia. (Carlos Motta)



É claro que foi um golpe, mas quem se importa?

June 29, 2016 0:00, by carlos motta

Então ficamos assim: os peritos do Senado atestam que a presidenta Dilma não cometeu nenhum crime de responsabilidade, mas isso não vai impedir que os senadores votem pelo seu impedimento - mesmo sem uma base legal para tanto.


Então ficamos assim: é claro que essa história das tais pedaladas foi apenas uma desculpa - esfarrapada - para defenestrar a presidenta e colocar em seu lugar um bando de ladrões.


Então ficamos assim: o Brasil hoje é uma nau sem rumo, mais uma republiqueta de bananas onde a plutocracia manda e desmanda, onde o Judiciário está a serviço dos ricos, e o Legislativo é simplesmente um grande balcão de negócios.


Então ficamos assim: o golpe contra a democracia está a cada dia mais escancarado, mas isso não tem a menor importância. Desde que seja para livrar o país dos malditos "petralhas" e tudo o que eles representam - menos desigualdade social, inserção das camadas mais pobres no mercado de consumo, construção de um Estado que proteja os mais frágeis, dê reais oportunidades a todos e regule a atuação do capital -, vale tudo, e principalmente destruir todas as ações em benefício da sociedade feitas nos últimos anos.


Então ficamos assim: pouco importa que o dr. Mesóclise seja o mais ridículo, patético e incompetente chefe do Executivo que o país já teve - desde que ele almoce e jante com os homens de bem, está tudo certo. (Carlos Motta)



Notícias

News

My network