Ir para o conteúdo

Nocaute

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Brasil completa 3 meses com transmissão acelerada de coronavírus

29 de Julho de 2020, 20:19 , por Nocaute - | No one following this article yet.
Visualizado 16 vezes

Boletim da evolução da pandemia de Coronavírus no Brasil e nos 25 países mais afetados. Atualizado todos os dias às 20hs, junto com os dados do dia anterior, para efeito comparativo.

Covid-19 no Brasil e no mundo – 29 Julho 2020

Estudo do Imperial College mostra que o Brasil completa 3 meses com transmissão acelerada de coronavírus

A contaminação pelo novo coronavírus entrou na 14ª semana sem estar controlada no Brasil, mostram cálculos do centro de controle de epidemias do Imperial College, um dos principais do mundo. Desde a semana de 27 de abril, o país tem taxa de contágio acima de 1, o que significa que a transmissão está se acelerando. Na semana que começou neste domingo (26), o índice, também chamado de Rt, subiu de 1,01 para 1,08. Isso quer dizer que cada 100 infectados por coronavírus no Brasil contaminam outros 108, que por sua vez infectam mais 116,6 e assim sucessivamente, ampliando o alcance da doença.

Vacina chinesa

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantã, anunciou nesta quarta (29) que o instituto pretende dobrar a sua capacidade de produção da vacina Coronavac contra o coronavírus, em desenvolvimento em parceria com a chinesa Sinovac e que atualmente está na terceira e final fase de testes. O Butantã, que tem capacidade de produzir 60 milhões de doses, pretende dobrar essa quantidade. Segundo o diretor, isso é possível, uma vez que o acordo com a Sinovac, criadora da vacina, prevê o financiamento e o controle do estudo pelo instituto a partir da fase três. Ele também explicou que o contrato permite ao Butantã começar a produzir e envasar a vacina a partir de outubro deste ano, e a expectativa é que, se os testes forem concluídos com sucesso e tudo der certo, a vacina fique pronta a partir de janeiro do ano que vem.

Vacinas russas

Tatiana Golikova, vice-primeira-ministra russa, anunciou que a Rússia começará a produção industrial de duas vacinas contra o coronavírus em setembro e em outubro. A primeira está sendo desenvolvida pelo Ministério russo da Defesa e pelo Centro de Pesquisas em Epidemiologia e Microbiologia Nikolai Gamaleia e já está sendo testada em humanos e o início de sua produção industrial está previsto para setembro de 2020, após uma certificação e testes clínicos adicionais em 1.600 pessoas; A segunda vacina está sendo desenvolvida pelo Centro de Pesquisas Véktor, na Sibéria, e está na fase de testes clínicos, que devem terminar em setembro, com a certificação no mesmo mês, e início da produção em Outubro.

Visão diária dos principais indicadores da pandemia pelo mundo

Os três países com as maiores taxas de letalidade (relação entre casos confirmados e mortes) são Reino Unido com 15,2% (para cada 1.000 infectados, 152 vão a óbito), Itália (14,2%) e França (13,7%).

Nas últimas 24 horas, os três países com o maior número de novos casos são Brasil (69.074 novos casos), Estados Unidos (60.398) e Índia (48.513); os três países com as maiores taxas de crescimento percentual de casos em relação ao dia anterior são Colômbia (4%), Argentina (3,5%) e Índia (3,3%).

Nas últimas 24 horas, os três países com o maior número de mortes são Brasil (1.595 mortes no dia), Estados Unidos (1.038) e Índia (768); os três países com as maiores taxas de crescimento percentual de mortes em relação ao dia anterior são Argentina (3,8%), Colômbia (3,4%) e África do Sul (3,3%).

No acumulado da semana (últimos 7 dias), os três países com as maiores taxas de crescimento de casos confirmados são Índia (28,4%), Argentina (28%) e Colômbia (26,7%); os três países com as maiores taxas de crescimento de mortes são África do Sul (39,7%), Argentina (27,7%) e Colômbia (26,6%).

Os dados foram publicados pela Johns Hopkins University e Worldmeter.

O post Brasil completa 3 meses com transmissão acelerada de coronavírus apareceu primeiro em Nocaute.


Fonte: https://nocaute.blog.br/2020/07/29/brasil-completa-3-meses-com-transmissao-acelerada-de-coronavirus/

Nocaute