Ir para o conteúdo

Nocaute

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Com afrouxamento de controles, Brasil bate recordes de contaminações e de mortes por Covid-19

28 de Julho de 2020, 19:53 , por Nocaute - | No one following this article yet.
Visualizado 23 vezes

Boletim da evolução da pandemia de Coronavírus no Brasil e nos 25 países mais afetados. Atualizado todos os dias às 20hs, junto com os dados do dia anterior, para efeito comparativo.

Covid-19 no Brasil e no mundo – 28 Julho 2020

Com o afrouxamento do isolamento social o Brasil registrou, na semana passada, seu maior número de casos semanais de contaminações desde o início da pandemia; foram computados 319.653 novos casos de coronavírus, alta de 36% em comparação com os 235.010 da semana anterior. Também foi registrado o maior número de mortos em uma semana epidemiológica desde o início da pandemia, com 7.677, uma média de 1.096 por dia — na sexta semana seguida com mais de 1.000 mortes por dia em média.

Segundo Alexandre Naime, chefe do departamento de Infectologia da Faculdade de Medicina da Universidade Estadual Paulista (Unesp), “As previsões de comportamento de curva de pico não se confirmaram e infelizmente o Brasil está vivendo a pior fase da pandemia, e paradoxalmente as políticas públicas e o próprio comportamento da população vão no sentido contrário, como se nós não estivéssemos vivendo uma tragédia diária. Vamos viver nessa condição de um número médio acima de 1.000 ou 1.100 óbitos por muitas semanas, talvez por muitos meses, o que vai levar a um número total de óbitos infelizmente trágico, provavelmente muito superior a 100 mil óbitos”. 

Levantamento de dados coletados até o dia 20 de julho e apresentado nesta terça-feira (28) pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo mostra que a desigualdade social é um fator de risco na contaminação pela Covid-19. O perfil sócio demográfico mostra que a população que tem mais risco de contrair a infecção pelo SARS-CoV-2 permanece sendo: cor preta e parda, com menos instrução e menor renda mensal. “É quase o dobro a incidência do vírus sobre quem tem somente o Ensino Fundamental do que quem tem Ensino Superior. A população com menos instrução pega mais o vírus na cidade de SP. E a questão da desigualdade racial: quem é da cor preta ou parda tem 60% mais chance de pegar o vírus na cidade do que quem é da cor branca”, disse o prefeito Bruno Covas.

Visão diária dos principais indicadores da pandemia pelo mundo

Os três países com as maiores taxas de letalidade (relação entre casos confirmados e mortes) são Reino Unido com 15,2% (para cada 1.000 infectados, 152 vão a óbito), Itália (14,2%) e França (13,7%).

Nas últimas 24 horas, os três países com o maior número de novos casos são Estados Unidos (64.345 novos casos), Índia (47.703) e Brasil (40.816); os três países com as maiores taxas de crescimento percentual de casos em relação ao dia anterior são Peru (3,7%), Colômbia e Índia (ambos com 3,3%).

Nas últimas 24 horas, os três países com o maior número de mortes são Estados Unidos (1.749 mortes), Brasil (921) e México (854); os três países com as maiores taxas de crescimento percentual de mortes em relação ao dia anterior são Argentina (4,3%), Peru (3,2%) e Colômbia (3%).

No acumulado da semana (últimos 7 dias), os três países com as maiores taxas de crescimento de casos confirmados são Índia (28,4%), Argentina (28%) e Colômbia (26%); os três países com as maiores taxas de crescimento de mortes são África do Sul (40,3%), Argentina (29,9%) e Colômbia (26,7%).

Os dados foram publicados pela Johns Hopkins University e Worldmeter.

O post Com afrouxamento de controles, Brasil bate recordes de contaminações e de mortes por Covid-19 apareceu primeiro em Nocaute.


Fonte: https://nocaute.blog.br/2020/07/28/com-afrouxamento-de-controles-brasil-bate-recordes-de-contaminacoes-e-de-mortes-por-covid-19/

Nocaute