Ir para o conteúdo

Software Livre

Tela cheia Sugerir um artigo

Blog

3 de Abril de 2011, 21:00 , por Desconhecido - | No one following this article yet.

Carta ao Congresso Nacional sobre a defesa do Software Livre

18 de Junho de 2012, 21:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

http://1.gravatar.com/avatar/12cf2da8b1a1753868c7e20816b7dab5?s=128&d=http%3A%2F%2F1.gravatar.com%2Favatar%2Fad516503a11cd5ca435acc9bb6523536%3Fs%3D128&r=GCom o desdobramento do caso em que relatamos a defesa do Software Livre, estou encaminhando carta aos políticos nos quais votei na última eleição. Acredito que a única maneira de ver a democracia funcionar é fazer a nossa parte, exigindo dos nossos representantes que façam o que foram eleitos para fazer: nos representem. Assim, estou encaminhando o conteúdo publicado abaixo ao Deputado Distrital Chico Leite, ao Deputado Federal Reguffe e aos Senadores Rodrigo Rollemberg e Cristovam Buarque, que foram minhas escolhas nas últimas eleições.

 

Prezado Deputado/Senador,

O objetivo da comunicação é relatar um acontecimento grave e que representa um completo desinteresse pela indústria nacional por parte da Polícia Federal. Trabalho na empresa Lightbase, e fomos informados há alguns meses que seríamos substituídos no órgão em detrimento da plataforma de software proprietário Oracle, pelo simples fato de que a Coordenação de Informática do Departamento adotou o referido software por padrão.

O procedimento de substituição foi feito sem licitação utilizando um contrato do tipo guarda-chuva para fábrica de software, que contraria as instruções normativas 04/2008 e 01/2010 da SLTI/MPOG, além da 12.349/2010 que diz respeito à defesa da tecnologia nacional.

Questionamos o Tribunal de Contas sobre a legalidade do ato através de carta, cuja cópia pode ser acessada no endereço
http://www.eduardosan.com/wp-content/uploads/2012/05/Carta-ao-TCU-Outubro-2011.pdf  

e obtivemos como resposta o acórdão disponível aqui:
http://www.eduardosan.com/wp-content/uploads/2012/05/Processo-TCU-x-Interpol.pdf

Na condição de eleitor de vossas senhorias gostaria que tornassem pública sua posição perante o fato e convocassem para esclarecimentos os envolvidos, uma vez que a resposta do TCU diz que as normas “não tornam obrigatória a preferência por software nacional, livre e público”. Ora, o Governo faz normas que ele mesmo não cumpre?

Um relato completo do caso pode ser acessado no endereço
http://www.eduardosan.com/2012/05/30/a-verdadeira-defesa-do-software-livre/

Abaixo um link de republicações e comentários sobre o caso:

Br-Linux:
http://br-linux.org/2012/desenvolvedores-questionam-tcu-sobre-substituicao-de-seu-software-livre-por-solucao-proprietaria-em-orgao-publico/

Blog do Nassif:
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/pf-substitui-software-livre-por-proprietario

Dicas-L:
http://www.dicas-l.com.br/arquivo/a_verdadeira_defesa_do_software_livre.php

Aguardo manifestação

Eduardo F. Santos

* fonte: blog de Eduardo Santos



Mozilla busca parceiros desenvolvedores no Brasil

14 de Junho de 2012, 21:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Objetivo é oferecer aplicativos diferenciados para plataforma Open Web Device a serem comercializados no App Marketplace da Mozilla

Por Karen Kornilovicz da SOFTEX.

Mais de 50 pessoas participaram da reunião com Ron Piovesan, executivo de desenvolvimento de negócios da Mozilla, organizada esta semana em São Paulo em parceria pela Sociedade SOFTEX (www.softex.br) e pelo Setor de Promoção Comercial do Consulado-Geral do Brasil em São Francisco.

A proposta da iniciativa foi apresentar em detalhes as oportunidades para as empresas brasileiras interessadas em desenvolver aplicativos para a plataforma Open Web Device (www.openwebdevice.com), para celulares baseados no padrão HTML5, ou seja, que funcionam sobre a internet aberta.

Batizada de projeto Boot to Gecko (B2G), ela estará disponível de forma pioneira no Brasil a partir do primeiro trimestre de 2013 e é resultado da parceria firmada entre a Mozilla, a Telefônica|Vivo e a Qualcomm. O objetivo é oferecer serviços, funcionalidades e aplicativos similares aos de smartphones para aparelhos com custo mais competitivo.

O Open Web Device torna possível o desenvolvimento de aplicativos HTML5 por meio de APIs que possibilitam o acesso a funções avançadas do telefone celular. Assim, todos os recursos dos aparelhos - chamadas, mensagens, busca, jogos, entre outras funcionalidades - serão desenvolvidos em HTML5 e executados por meio do navegador Firefox.

“Queremos incentivar a adoção do HTML5 em toda a indústria, explorar todos os benefícios e recursos da internet aberta e disponibilizar aplicativos interessantes. O cenário favorável da economia, o interesse natural do brasileiro por novas tecnologias e a crescente classe média transformou o Brasil no mercado ideal para oferecermos o Open Web Device de forma pioneira”, disse Ron Piovesan, executivo de desenvolvimento de negócios da Mozilla.

Os aplicativos serão comercializados por meio do App Marketplace da Mozilla. “Queremos oferecer a melhor experiência de uso de aplicativos móveis para o usuário. Os desenvolvedores contarão com o nosso suporte e com o apoio de diversos materiais técnicos, inclusive em Língua Portuguesa, para a criação de aplicativos de interesse do público brasileiro. Eles também estabelecerão os valores de comercialização e farão diretamente o gerenciamento das atualizações”, acrescenta Ron.

“A Mozilla está criando a primeira App store com sede no Brasil, ou seja, o projeto comercial se dará todo por aqui e o recurso financeiro obtido pela comercialização será trazido para a economia nacional”, destaca Eduardo Garcia, consultor da SOFTEX.

“Hoje temos que trabalhar a programação de aplicativos para web, dispositivos Android e iPhone. Com a plataforma da Mozilla será mais rápido e fácil disponibilizar um aplicativo para vários dispositivos – smartphones, desktops, tablets – sem ônus para o desenvolvedor”, avalia Samir Iásbeck de Oliveira, CEO da Qranio, plataforma web e mobile que tem a proposta de transformar o aprendizado em algo divertido.

Rafael Daron, user experience developer da paranaense CISS, especializada em soluções de ERP para supermercados e lojas de construção, deixou o evento animado. “Temos interesse em disponibilizar as nossas soluções para plataformas móveis – celulares, tablets, internet – e a plataforma HTML5 nos pareceu muito interessante”, disse.

“O Brasil tem tradição na programação em plataformas abertas e a oferta de aplicativos no marketplace da Mozilla é um modo interessante de as empresas iniciarem a sua expansão de forma rápida e com baixo custo para outros mercados”, acredita Djalma Petit, diretor de mercado da SOFTEX.

Para informações adicionais sobre como desenvolver aplicativos para a plataforma Open Web Device, visite https://marketplace.mozilla.org/. A apresentação completa de Ron Piovesan está disponível no link http://www.softex.br/_eventos/mozilla.asp



LibreOffice: Chamada de pessoas com talento

13 de Junho de 2012, 21:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Estamos organizando um concurso para escolher os melhores modelos de documentos que farão parte das próximas versões do LibreOffice.

Se um modelo do Brasil for escolhido, o autor será contemplado com uma caneca e camisa do LibreOffice.

Maiores informações em nosso portal: http://pt-br.libreoffice.org/participe/talento/



Programa de Capacitação de Jovens e crianças em Tecnologia de Software Livre em Mato Grosso.

13 de Junho de 2012, 21:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Linux em Mato GrossoFoi lançado no dia 20 de maio o Programa de Capacitação de Jovens e crianças em Tecnologia de Softwar Livre.

O programa consite em oferecer cursos profissionalizante e de inclusão digital em software Livre aos alunos de escola pública do estado de Mato Grosso a custos baixo, levando em consideração ao poder aquisitivo dos pais dos alunos que estudam nessas escolas.

O Programa consiste basicamente em 4 modulos de duração de 12 meses, onde serão ministradas aulas de IPD (introdução ao processamento de dados), noções basicas dos principais sistemas operacionais do mercado, introdução as principais suites de escritorio dos dois principais sistemas operacionais (Linux e Windows) alem de um basico profissionalizante do sistema operacionais Linux.

Marcos Marrafão sócio fundador da Linux Training, empresa responsável pelo programa, contou-nos que a divulgação e popularização do uso de software livre é um dos principais objetivos do programa bem como um dos grandes ideais da comunidade.

"estamos muito felizes por fazer parte desse projeto, por muito tempo estamos investindo em propagandas e palestras em faculdades, visando divulgar o uso de tecnologias em software livre no estado e percebemos que com a adoção do sitema operacional Linux nas escolas publicas do estado de Mato Grosso esse nosso trabalho ganhou força ." Conta-nos Marrafão.

"acredito ser uma excelente oportunidade ao meu filho de sair pro mercado de trabalho capacitado para trabalhar com Linux e windows em qualquer lugar." Conta-nos um dos pais dos alunos contemplados pelo projeto.



Repasse de Comunidade Voltada a Pessoa com Deficiência

13 de Junho de 2012, 21:00, por Desconhecido - 0sem comentários ainda

Youni LogotipoYouni  é um portal voltado para a pessoa com deficiência, amigos, cuidadores e simpatizantes. Criado por um time de designers e publicitários da UFPE.

Fizemos uso intensivo e quase exclusivo de Software Livre e congêneres durante sua produção: Imgens da Wikimedia Foundation, Gimp para edição de imagens e fotos, Inkscape para os vetores, Joomla, Apache/MySQL, NVDA para leitura de telas, dentre outros.

Atualmente dispomos de amplos recursos, como: Fórum, artigos, banco de empregos, área jurídica, rede social e aplicativo de relacionamento. Tudo interligado ao facebook. E o melhor: O usuário não paga nada para usufruí-los, sem limite de cadastros. Dispomos também de várias ferramentas de acessibilidade: Zoom de tela, teclado virtual e leitor de tela.

Nunca ganhamos dinheiro com Youni e nem foi nossa intenção, pelo contrário, gastamos uma pequena fortuna na manutenção do projeto. Estamos interessados em repassar Youni, por um valor abaixo do preço de mercado para este tipo de criação, para quem possa gerí-la adequadamente.

Sua atualização é muito simples para o administrador, tudo pode ser feito via interface gráfica e o backup é rapidíssimo. Além disso, é possível obter 6% de redução tributária para pessoa física e 1% para jurídica, colaborando com uma obra social e melhorarando a imagem da empresa.

O pacote inclui repasse  do portal, contas de facebook, twitter e tudo mais, incluindo a marca e domínio. Oferecemos suporte durante o processo de migração e a possibilidade de liberar todo o trabalho (não apenas parcialmente, como está) sob alguma licença livre ou Creative Commons.

Entrem e avaliem:

http://www.youni.com.br

Interessados, entrem em contato com:

http://www.youni.com.br/index.php/quem-somos/adquira-youni