Ir para o conteúdo

News

Voltar a Comunidades
Tela cheia Sugerir um artigo

Vassalagem come solta: governo de SP entrega Estudantes da rede estadual à Microsoft

1 de Novembro de 2013, 12:10 , por Desconhecido - 44 comentários | 1 person following this article.
Visualizado 1250 vezes

tecnologia-computador-notebookA Microsoft assinou um termo de cooperação com o Estado de São Paulo que vai dar acesso gratuito aos pacotes Office para os cerca de 4,3 milhões de alunos matriculados na rede estadual de ensino, informou o secretário da Educação, Herman Voorwald.

O acordo, anunciado na quinta-feira (31) pelo secretário e o presidente da empresa americana no Brasil, Mariano de Beer, tem o objetivo de disponibilizar conteúdos digitais sem custo para capacitar os alunos das escolas estaduais.

Os estudantes terão acesso ao Office 365 ProPlus, que custaria R$ 24 mensais.

“A parceria complementa as ações focadas em disponibilizar ferramentas digitais atreladas ao currículo dos alunos”, disse Voorwald.

Segundo a Secretaria de Educação, a parceria irá articular alguns outros projetos da capital paulista como o Acessa Escola, que é um programa de inclusão digital e de acesso livre à internet nas escolas, e a Evesp (Escola Virtual de São Paulo), que disponibiliza plataformas digitais com cursos de idiomas e preparatórios on-line.

No entanto, segundo o especialista em software livre e professor Edson Silva, o governo do estado “está vendendo o serviço à Microsoft”, porque a parceria é uma forma de forçar o uso do software privado, porque os programas da empresa americana “são mais fáceis de piratear”, explicou à Efe.

Para o professor, o software livre proporciona mais liberdade de acesso, mesmo tendo uma interface de interação mais difícil de usar do que o da Microsoft.

“Não se deve viciar em uma forma de organização de janelas, pasta do desktop, e o Windows faz isso. Isso amarra as pessoas profissionalmente, elas devem ter liberdade para escolher o tipo de tecnologia irão utilizar no dia a dia, já que a lógica da programação é a mesma”, afirmou Silva.

O professor ainda destaca que o software livre é uma opção de investimento que tem custo, mas garante essa “liberdade” de interação com a tecnologia e a diminuição da pirataria comum ao campo da computação.

“Se a empresa libera gratuitamente os programas do pacote Office é uma maneira de tornar os alunos dependentes dessa corporação, e os governos devem ajudar nessa mudança de comportamento cultural, incentivando o não pagamento de altas licenças de programas”, ressaltou o especialista.

Com informações da Folha.


Fonte: http://blogoosfero.cc/espiritolivre/blog/estudantes-da-rede-estadual-de-sp-terao-office-gratuito-para-ate-5-pcs-apos-parceria

44 comentários

  • Ciber500x500 minorBertoni
    2 de Novembro de 2013, 14:20

    Facebook é da Marina!!!

    Se a Bahia dos petistas fechou com o Google, São Paulo dos tucanos com a Microsoft, resta à Pernambuco dos xoxialixtas-xuxtenáveix fechar acordo com o facebook. Aos mineiros da dupla sertaneja Aébrio e Anestesia sobre o Orkut! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk


  • A invasão do noosfero minorThiago Zoroastro
    2 de Novembro de 2013, 19:41

    Infelizmente estamos ferrados sem opções confiáveis de "representação"

    "Questionado sobre o marco civil da internet, que está em tramitação no Congresso Nacional, Paulo Bernardo disse que o governo é a favor da neutralidade da rede e da armazenagem de dados no Brasil. "Estamos dialogando com o Congresso", afirmou."
    www.​em.c​om.b​r/ap​p/no​tici​a/po​liti​ca/2​013/​11/0​2/in​tern​a_po​liti​ca,4​6658​7/di​lma-​cobr​a-cu​mpri​ment​o-de​-pro​jeto​s-de​-inf​raes​trut​ura.​shtm​l

    Na boa? Não vejo nenhum deles com cabeça pra entender a necessidade do país de usar tecnologias livres e redes nacionais.

    São tudo uns bostas. Aproveitam-se da visibilidade do FB, da falta de interação do twitter, da falsa-facilidade da M$, do nome conhecido da Google e nós sofremos com a ignorância deles sobre software livre.

    Uma pena que este país também sofre os mesmos vícios que outros tantos.. e das mesmas PRAGAS também.


  • A invasão do noosfero minorThiago Zoroastro
    2 de Novembro de 2013, 19:44

     

    'Para o professor, o software livre proporciona mais liberdade de acesso, mesmo tendo uma interface de interação mais difícil de usar do que o da Microsoft.'

    Nem é! Coloca um XFCE ou um LXDE que é igualzinho! E Gnome 3 compete com Windows 8. O Libreoffice não deixa nada a perder pra M$ Office.

    Solta o ferrolho neles. Terão que largar os vícios na marra.


  • Ciber500x500 minorBertoni
    4 de Novembro de 2013, 3:16

     

    alguém escreveu outro dia que o problema das empresas e governos na área de TI é que a maioria das pessoas que tomam decisões sobre o assunto, dele nada entendem. Aí dá estas coisas. Aliás, todas as migrações de usuários rwindows que fiz foram com o KDE e ninugém nem notou a diferença. alguns estão curtindo mais o Dolphin que o pobre explorer...


Enviar um comentário

Os campos realçados são obrigatórios.

Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

Cancelar

Notícias

News

Minha rede