Ir para o conteúdo

Polaco Doido

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

A pedreira Paulo Leminski foi nossa

24 de Maio de 2012, 21:00 , por Desconhecido - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 171 vezes

O pessoal das redes sociais está realmente indignado com o anúncio das privatizações da Pedreira Paulo Leminski, Ópera de Arame e Parque Náutico pela prefeitura de Curitiba. Eu, igualmente injuriado, fui dar uma fuçada para tentar entender o que realmente se passa.

Bem, na verdade não se trata de privatização, no papel é uma Parceria Público Privada (PPP), só um nome diferentão que quer dizer a mesma coisa.

*Na privatização, o poder público entrega a preço de banana, nosso patrimônio para a iniciativa privada por um tempo determinado ou não.

*Na PPP, o poder público entrega a preço de banana, nosso patrimônio para a iniciativa privada, por um tempo determinado e este tempo pode ser renovado indefinidamente.

Na verdade é tudo a mesma coisa, só muda o nome.

No caso, apesar da prefeitura da cidade possuir um dos maiores orçamentos municipais do mundo (R$ 5.300.000.000,00 previstos para 2013) Nossos sábios gestores municipais alegam não ter dinheiro suficiente para administrar e manter estes espaços e, para se livrar destes problemas, vão vender o patrimônio dos curitibanos por módicos R$ 15.000.000,00. Os felizes ganhadores do leilão vão poder usar os espaços como bem entender, pelo período e 25 anos renováveis indefinidamente.

A única obrigação dos ganhadores será fazer umas reforminhas para inglês ver e ceder os espaços para a prefeitura uma ou duas vezes por ano. Fora isso, podem fazer o que bem entenderem nestes locais.

O que me deixa completamente consternado é o caso da Pedreira.

Que lugarzinho legal, quanto showsaço eu já vi naquele lugar, AC/DC foi antológico.

Mas daí os grandes shows foram se acabando e a pedreira foi deixada de lado, esquecida pelos sábios gestores do município. Até que em 2008, sob a batuta de Richa, inventaram uma desculpa esfarrapada para fechar o local.

Durante 18 anos a Pedreira foi utilizada para grandes eventos e nunca houve problemas, mas bastou Richa conseguir seu segundo mandato de prefeito da cidade para que uma liminar da justiça fechasse o local. Depois disso Curitiba deixou de ser parada obrigatória de grandes artistas mundiais e nós curitibanos temos que nos contentar com apresentações de sertanejo universitário, ou undergroud .Os artistas de renome só se apresentam em casas de show chiques com ingressos para lá de proibitivos.

Justamente agora que a justiça finalmente liberou novamente o local para realização de eventos a prefeitura resolve rifar a Pedreira? Estranho, muito estranho.

Mas algum leitor pode se peguntar. Tá polaco, mas tem a virada cultural todo ano na cidade.

Virada cultural!? Perto do que era a cidade nos tempos de atividade da pedreira virada cultural é tipo canja de bêbado no boteco do Claudio Guarise, uma bosta!

E é aqui que fica minha dúvida.

A pedreira Paulo Leminski é famosa no mundo todo. Paul MacCartney quase implorou para poder tocar naquele palco. É só reabrir que vai ferver, muita gente famosa vai querer tocar ali e não vai faltar público, o lugar está condenado ao sucesso e a enormes lucros.

Então por que com todo este potencial lucrativo o lugar vai ser entregue para algum empresário do sertanejo universitário local?

Se a manutenção e reforma fossem assim tão onerosas como alega a prefeitura, ninguém se habilitaria a participar da licitação. E não é isso que se percebe, já tem muito empresário com propostas prontinhas para serem entregues no dia 4 de junho, todos eles sedentos do potencial lucrativo da pedreira.

Então porque será que a própria prefeitura não reforma e dá manutenção no local? Vai gastar o quê? R$ 5 milhões chutando alto? Recupera isto em, no máximo, dois shows internacionais.

É, mas tem eleição e patrocinadores de campanha sempre cobram o retorno de seus investimentos. Tem eleição este ano, vai ter eleição em 2014 e a Pedreira pode dar muitos lucros que serão convertidos em verba de campanhas eleitorais.

Infelizmente é assim que funciona e nós curitibanos vamos pagar muito caro para ver os shows na pedreira a partir de 2013.

Fazer o quê? Reclamar apenas não resolve patavinas.

E depois? Vão fazer PPPs nos parques, na saúde, na segurança e na educação infantil?

Para que escolher prefeito a cada quatro anos, se num futuro próximo quem vai controlar tudinho são os consórcios da iniciativa privada?

Polaco Doido


Fonte: http://www.skora.com.br/?p=3272

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.

    Cancelar