Ir para o conteúdo

Terra Sem Males

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Desculpa, Sidcley

18 de Junho de 2017, 17:00 , por Terra Sem Males - | No one following this article yet.
Visualizado 23 vezes
Sidcley é, sem dúvida, o jogador mais injustiçado do elenco atleticano. Sem um lateral esquerdo confiável, o jogador, meio-campista de origem, vem jogando improvisado na posição desde o ano passado. No início desta temporada, o Furacão foi ao mercado: trouxe quatro centro-avantes (Grafite, Luiz Henrique, Eduardo da Silva e Ederson), vários meias, como Felipe Gedoz, Carlos Alberto e Guilherme e um baita lateral direito, Jhonatan, mas não contratou nenhum lateral esquerdo.
 
Há, no elenco atleticano dois laterais de ofício: Nicolas e Cascardo, mas Paulo Autuori insistiu em manter Sidcley na função. E durante todos esses primeiros cinco meses de temporada, foi o lado esquerdo o ponto mais vulnerável da defesa rubro-negra. Excelente no apoio, Sidcley tem sérias dificuldades na marcação, e muitos adversários se aproveitaram desta fragilidade para furar a defesa atleticana (vale lembrar, a melhor do último brasileirão).
 
Bolas enfiadas nas costas de Sidcley ou cruzamentos pela direita no segundo pau, buscando a cabeça do atacante marcado pelo lateral atleticano viraram os maiores riscos à meta de Weverton. Não à toa, Sidcley passou a ser duramente criticado, constantemente vaiado na Arena da Baixada e, às vezes, até xingado pelos torcedores mais impacientes. Pois, nas duas últimas partidas, justamente as duas primeiras vitórias do rubro-negro no Brasileirão, Sidcley foi adiantado, jogou na meia e… fez o gol da vitória nos dois jogos, garantindo seis pontos para o Furacão.
 
A guinada começou por acaso. Com a expulsão de Lucho González, diante do Atlético-MG, Eduardo Batista, na intenção de reforçar o meio de campo, colocou Nicolas no time e passou Sidcley para o meio. A partida foi atípica, com o Atlético fechado, segurando como podia os ataques do Galo, que jogou mais de 50 minutos com um jogador a mais e, com isso, pouco criou. Até que, aos 44 do segundo tempo, numa falha da zaga mineira, Sidcley, oportunista, aproveitou, roubou a bola, avançou todo o campo de ataque e tocou com frieza na saída de Vítor, garantindo a vitória rubro-negra.
 
Sábado, contra o Atlético-GO, Sidcley já começou no meio (com Nicolas na lateral) e, no primeiro lance, mostrou oportunismo apara aproveitar o rebote do chute de Douglas Coutinho e fazer o gol de vitória Atleticana. Nesta partida, foi considerado o melhor em campo, marcando bem pela meia esquerda e sendo o ponto de desafogo do Furacão na saída de bola. Mais a vontade em sua posição de origem, sem a obrigação de compor a defesa, podendo criar e chegar à área adversária, Sidcley mostrou, nas duas últimas partidas que pode ser muito útil à formação atleticana e calou os críticos.
 
Agora, só nos falta um lateral esquerdo…
 
Por Roger Pereira
GV Inferior, Terra Sem Males
 
Foto: Joka Madruga


Fonte: http://www.terrasemmales.com.br/desculpa-sidcley/