Ir para o conteúdo

Terra Sem Males

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Föxx Salema: lutando contra a transfobia no Heavy Metal

9 de Julho de 2019, 11:01 , por Terra Sem Males - | No one following this article yet.
Visualizado 46 vezes

A cantora/musicista Föxx Salema, natural de Bragança Paulista/SP, acaba de fechar parceria com a Wargods Press, dando seguimento à divulgação do álbum “Rebel Hearts”, lançado em maio passado. Autodidata em canto (e em inglês) é uma artista independente há mais de 20 anos e uma das pioneiras como pessoa transgênera no cenário Heavy Metal brasileiro. Sua ênfase está em músicas autorais tendo como objetivo a versatilidade e a qualidade sonora num todo, desde a letra criada junto com a melodia vocal até a criatividade do instrumental.

Segundo a cantora, “estas composições possuem um lirismo baseado em experiências pessoais, tanto sociais quanto políticas e um instrumental criado através da unificação das diferentes influências musicais existentes.”. Em 2013 ela lançou a canção “Constant Fight” em todas as plataformas digitais, pouco depois vindo a buscar mudanças com a formação de uma banda que leva seu nome, entre 2015/2016. Já com a formação da banda Föxx Salema consolidada, shows foram realizados nas cidades de São Paulo e Campinas. Em sua cidade natal realizou um festival que contou com algumas edições.

No Halloween de 2018 ela lançou o single “Mankind” (Raw Version) e este ano o álbum de “Rebel Hearts”, onde além desta e outras canções, está presente a regravação da já citada “Constant Fight”. Residindo desde o ano passado na Grande BH, Föxx Salema segue cantando e conquistando fãs através de sua voz, carisma, musicalidade, profissionalismo e talento. No site FullRock.com, Pedro Hewitt dá sua opinião sobre o disco: “Que fantástico disco de Hard Rock/Heavy Metal, com uma produção fantástica de pessoas competentes e uma arte gráfica assinada pela própria cantora, fazendo jus a polêmica que anda envolvida, mas justa e totalmente válida na atualidade, afinal, estamos em uma democracia, não é verdade?! Aqui tudo é conduzido de forma independente e calculado naquela belíssima praia do Metal 90′, principalmente em Viper, que além de todo brilho das letras, a cozinha dos instrumentos casam perfeitamente com um peso e uma melodia que não força a barra com os vocais.”

Ouça o álbum no Spotify:

Logo após o lançamento do álbum, a musicista sofreu diversos ataques virtuais e foi boicotada por parte da imprensa, recebendo, inclusive, mensagens com teores preconceituosos. Föxx Salema é conhecida por sua luta na causa LGBTQ+ e engajamento de esquerda, lutando contra o preconceito existente até mesmo no Heavy Metal. “Nunca precisei tanto da ajuda da esquerda como agora! Estou sendo boicotada por ser trans, em várias rádios, webrádios, sites jornalísticos e páginas que apoiam a extrema-direita e este governo fascista. Não é justo alguém independente como eu passar por isso só por ser o que sou e por meu posicionamento político.”

Após uma grande repercussão, a situação da cantora chegou até o ex-deputado federal Jean Wyllys, um dos maiores opositores do governo atual. Em um vídeo gravado pelo site português Hedflow, Jean, que é ativista da causa LGBTQ+, demonstrou seu apoio à FÖXX e sugeriu ideias para o combate contra a transfobia.

Recentemente ela consolidou uma formação para shows, abaixo segue o vídeo com os novos integrantes ensaiando/tocando em estúdio pela 1ª vez a música que foi single em 2018, “Mankind”.

Fonte: Wiplash


Fonte: http://www.terrasemmales.com.br/foxx-salema-lutando-contra-a-transfobia-no-heavy-metal/