Ir para o conteúdo

Terra Sem Males

Voltar a Blog
Tela cheia Sugerir um artigo

Entenda como estão as negociações pela data base dos servidores estaduais do Paraná e porquê os dias 18 e 19 serão decisivos

14 de Junho de 2018, 12:11 , por Terra Sem Males - | No one following this article yet.
Visualizado 9 vezes

Por Waleiska Fernandes

Os sindicatos que integram o Fórum de Entidades Sindicais foram recebidos no início da tarde desta quarta (13) pela Chefe de Gabinete da governadora, Lucília Dias, para cobrar um posicionamento de Cida Borghetti quanto ao pagamento da data-base dos servidores estaduais do Poder Executivo.

As lideranças frisaram que já foram apresentadas ao governo todas as condições que permitem que seja pago o que é devido aos trabalhadores. “Já apresentamos as condições financeiras, do período eleitoral, da lei de responsabilidade fiscal e do teto dos gastos públicos. Agora, basta a decisão política da governadora”, relatou a coordenadora do FES, Marlei Fernandes.

Ela também lembrou que na reunião realizada na última segunda-feira (11/6) com a equipe econômica do governo, pela primeira vez, o governo admitiu que houve um aumento de receita de R$ 2,5 milhões, conforme já vinha prevendo os estudos do Fórum de Entidades Sindicais, apontando que há recursos para pagar a data base.

Os servidores exigem que a governadora dê, pelo menos, o percentual referente à inflação do último ano, de 2,76%, o mesmo que está nos projetos de data sabe dos servidores do Legislativo e do Judiciário. O prazo para que seja garantido esse reajuste é 6/7.

O presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do PR (SINDARSPEN), Ricardo Miranda, ressalta que o cenário está favorável aos trabalhadores e que, por isso, o fortalecimento da luta é essencial. “Conseguimos sair de um momento em que não tinha qualquer perspectiva pra reabrir a negociação com o governo. Mas é preciso a união de todos pra que a gente consiga sair vitorioso”, destacou o dirigente sindical.

MOBILIZAÇÃO CONTINUA

As atividades da vigília pela data base foram encerradas na tarde desta quarta. Porém, o acampamento seguirá até a próxima semana, quando as atividades voltarão a se intensificar.

O FES pede que servidores da capital e do interior procurem seus Sindicatos para participar das mobilizações nos dias 18 e 19, datas que estão sendo consideradas como cruciais para a garantia da data base desses trabalhadores.

GARANTIA DE ISONOMIA

Na segunda-feira (11), o presidente da ALEP, Ademar Traiano (PSDB), retirou de pauta os projetos para o pagamento da data base aos servidores do Legislativo e do Judiciário. Segundo o deputado, a suspensão será feita até a próxima segunda (18).

A retirada de pauta aconteceu após pressão do funcionalismo público, que, organizados pelos sindicatos que integram o FES, iniciaram nesta semana uma vigília em frente ao Palácio do Iguaçu para pressionar o governo a pagar o direito dos trabalhadores.

Os servidores do Executivo reivindicam que tais projetos só sejam votados quando a governadora Cida Borghetti enviar para a ALEP o projeto para o pagamento da data base deles. A exigência é de isonomia com os demais poderes.

“Já conversamos com os deputados da base do governo e da oposição e a opinião é quase unânime de que não há ambiente político para conceder reajuste para uns servidores e ignorar outros”, avalia o presidente do SINDARSPEN.

 

DATA BASE DOS ANOS ANTERIORES

Com dois anos e meio sem reajuste, o governo deve aos servidores um total de 11,53%, porém, como o prazo pra liberar esse reajuste já venceu porque Beto Richa não fez o pagamento, os servidores exigem que Cida Borguetti pague o que ainda é possível, dentro do prazo da legislação eleitoral, que é o percentual de 2,76%.

O FES já conseguiu que o atual governo se comprometesse em apresentar emenda à LDO 2019, derrubando a barreira criada pelo governo Richa de conceder o reajuste apenas após o pagamento atualizado de todas as promoções e progressões de servidores.

PROGRAMAÇÃO

18/06 (segunda-feira)

Às 9h – Concentração em frente ao Palácio Iguaçu

Às 13h – Presença nas galerias da Assembleia para impedir que sejam votados os projetos de reajuste dos servidores do Legislativo e do Judiciário, deixando de lado os servidores do Poder Executivo.

19/06 (terça-feira)

9h – Concentração em frente ao Palácio Iguaçu


Fonte: http://www.terrasemmales.com.br/entenda-como-estao-as-negociacoes-pela-data-base-dos-servidores-estaduais-do-parana-e-porque-os-dias-18-e-19-serao-decisivos/