Ir para o conteúdo
ou

Blogoosfero
beta

Verdade ou Mentira?

Seja curioso, não entre...

 Voltar a Verdade ou mentira
Tela cheia

A confusão entre respeito, imposição e concordância

29 de Janeiro de 2014, 17:57 , por Rafael Pisani Ribeiro - 0sem comentários ainda | No one following this article yet.
Visualizado 742 vezes
Licenciado sob CC (by-nc-sa)

 

Tanto na adolescência quanto na infância há curiosidade e questionamentos. Cada um é um e cada fase a sua forma. Muitas vezes ocorre sob pontos já estruturados da sociedade incluindo costumes, vestimentas, grupos religiosos, grupos ideológicos etc...

  As pessoas possuem seu próprio ideal e formas de ser, sendo que, para isso passaram pela infância e adolescência, épocas de questionar e ser curioso. Já enfrentada a fase seu modelo ideal está formado e alguns decidem inconscientemente, ou mesmo conscientemente, impor tal modelo a outros. Em algum momento fazemos isso por alguma coisa em alguma medida. Para obter êxito muitas vezes utilizamos da punição- faltando o conhecimento.

  Portanto, é um ciclo. O indivíduo é ensinado por alguém certos costumes e em algum momento passa a questionar através da curiosidade, tocando em pontos aos quais quem ensina se acostumou e ser questionado sobre isso causa transtornos na ordem já estabelecida, ocasionando estresse e sentimentos negativos. Na adolescência o indivíduo tende a procurar outros rumos, alguns deles contrários aos ideais dos responsáveis, geralmente os pais. Ocasionando ainda mais estresse e punição. De alguma forma o indivíduo sai dessa fase com os próprios ideais e pode passar ou não a suprimir os modelos diferenciados. Alguns seguem o modelo geral, outros mais alternativos agindo em grupos sociais ou entrando para grupos alternativos da sociedade, de toda forma reproduzem o modelo escolhido, inclusive a criação de algum outro. Então, o que é a tal falta de respeito do discurso moderno em relação aos jovens quando não seguem as regras sociais?

Corre nas redes sociais uma imagem na qual o presente autor não encontrou para postá-la aqui (se algum leitor a encontrar deixe-a nos comentários, afinal a ideia de fazer tal texto surgiu dessa imagem) na qual um pai olha para o filho demonstrando autoridade e a fala da charge era de que nas épocas anteriores era só o pai olhar e a criança obedecia. Será isso respeito? Outra parte desse mesmo discurso é dizer que não há “respeito” a uma opinião quando se questiona ela.

  Vê-se então uma confusão entre os termos respeito, medo e concordância. O fato de discordar de alguém ou uma regra não significa falta de respeito. O fato de punir alguém impõe medo, não respeito. Então, qual o conceito dos três termos?

 Concordância: Um mesmo elemento existe de forma próxima ou semelhante a outro. Uma mesma ideia existe dessa mesma forma para duas ou mais pessoas. Sendo a discordância o oposto disso.

 Imposição: Situação na qual um comportamento ou ideia traz algo de ruim ou retira algo de bom.[1] A punição em si é a imposição. O medo e sentimentos negativos são consequência dela. Nesse caso o indivíduo punido realiza o comportamento recebendo a punição ou não o realiza por causa dela. É possível que a ideia original do indivíduo tenha continuado a mesma, ou na pior forma seja suprimida a ponto de não ser mais demonstrada ou mesmo o próprio individuo passa a suprimi-la e em nenhum dos casos houve “concordância” com a ideia imposta, afinal, ela foi imposta sob autoridade ou punição.

Não há “respeito” as diferentes culturais e sim imposição de uma cultura sob outra. A cultura Indígena não é “respeitada” pela capitalista e sim a segunda imposta à primeira. Debates podem ser considerados como imposição pela sua intenção de provar cada um a sua ideia, mas se feitos com “respeito” saem dessa classificação sendo possível formar uma terceira ideia. Na imposição pode ocorrer de o indivíduo ser obediente frente à autoridade ou punição.

Respeito: Quando ocorre o conflito de diferentes elementos e, portanto, não há “concordância”, diferente da imposição, nesse caso há o reconhecimento das diferenças. O entendimento é para não dar fim as diferenças, e sim compreendê-las dando oportunidades para a existência sem predominância de uma sobre outra. No respeito é possível que o indivíduo entenda e talvez faça como o outro deseja, mesmo sem concordância, também é possível formar uma terceira ideia agindo através do respeito. Debates podem ser considerados como imposição pela sua intenção de provar cada um a sua ideia, mas se feitos com “respeito” saem dessa classificação sendo possível formar uma terceira ideia.

Então reformulemos o inicio do texto. Punição sobre comportamentos discordantes é imposição de medo, não respeito, aliás, uma falta de respeito. Discordância de ideias ou mesmo regras não é falta de respeito, e sim discordância. Passa a configurar falta de respeito quando ocorre a punição, sendo elas físicas ou emocionais. Agora haverá aplicação de tudo isso em algumas situações.

 Situação 1-Debates religiosos:

Estão em um mesmo ambiente duas pessoas de diferentes religiões, um ateu e um agnóstico debatendo o tema. Imposição seria o caso de algum deles tentar impor sua ideia como verdade absoluta não aceitando as diferenças, principalmente se tratando do tema exemplificado. Respeito seria então compreender as diferenças e semelhanças em um debate pacífico, mesmo sem concordância e a chegada em um consenso, isto é, respeito.

Situação 2: Brigas familiares

Nessas brigas ocorre também o discurso moderno. Os filhos não “respeitam” as regras da casa e são punidos. Isso é imposição de medo por falta de concordância, não de respeito. Nesses casos a definição da verdade vem de quem possui mais autoridade. Talvez ambos compreendessem a ideia um do outro se entrassem em um acordo, mas por meio da punição isso não ocorreria.  Para fechar com chave de ouro:

 “O respeito pelos pais só existe enquanto os pais respeitem o interesse dos filhos.” Raúl Germano Brandão. [2]

Lembrem-se de referenciar a fonte caso utilizem algo deste blog. Dúvidas, comentários, complementações? Deixe nos comentários.

 Escrito por: Rafael Pisani


[1] Semelhante aos conceitos de Skinner punição positiva e negativa.

[2] Fonte: http://kdfrases.com/frase/141515

 

 


Tags deste artigo: psicologia e sociedade

0sem comentários ainda

    Enviar um comentário

    Os campos realçados são obrigatórios.

    Se você é um usuário registrado, pode se identificar e ser reconhecido automaticamente.